Estudante pernambucano representa o Brasil na Olimpíada Mundial de Profissões Técnicas

 Segundo o site https://www.folhape.com.br/noticias: Pedro Lucas Cavalcanti, de 19 anos, conquistou a seletiva nacional de Redes de Cabeamento Estruturado

Pernambuco já tem representante confirmado na 46ª edição do WorldSkills, maior competição de educação profissional do mundo, o estudante Pedro Lucas Cavalcanti, de 19 anos, aluno do curso técnico em Eletrotécnica do Senai Areias, na Zona Oeste do Recife.                    Pedro venceu a seletiva nacional da modalidade de Redes de Cabeamento Estruturado (#02), disputada na última semana, no Recife. Com a conquista, ele representará o Brasil na competição, que será disputada em Xangai, na China, em outubro.                                                

A seletiva nacional da modalidade foi disputada entre os dias 24 e 28 de janeiro, no Senai Santo Amaro, na região central do Recife. Pedro competiu com o paulista Matheus Patrick e com o gaúcho Gabriel Przygodzinski. Cinco provas foram disputadas, com atividades específicas da área de cabeamento estruturado, como montagem de fibras ópticas e instalação de cabeamentos para casas inteligentes.

Pernambuco poderá garantir mais vagas no WorldSkills, figurando nas seletivas nacionais de Desenho Mecânico em CAD (#05), Tecnologia Laboratorial Química (#52) e Tecnologia da Água (#55), que serão disputadas em outros estados, no mês de março. No mesmo mês, o Senai Santo Amaro receberá a seletiva da modalidade de Refrigeração e Ar-Condicionado (#38).

WorldSkills
Realizado desde 1950, o torneio WorldSkills é uma competição internacional de Educação Profissional. Maior da categoria, o evento é promovido pela Organização Internacional de Formação Profissionalizante (IVTO). A cada dois anos, jovens profissionais de até 22 anos de todo o mundo competem em diversas modalidades baseadas em profissões técnicas. 

O Brasil participa da WorldSkills desde 1982, quando o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) se filiou à IVTO. Desde então, todas as edições seguintes do torneio contaram com participação brasileira.

Em 2015, quando a WorldSkills foi sediada em São Paulo, a delegação brasileira teve o melhor resultado de sua história, conquistando 27 medalhas e ficando com a segunda colocação geral no quadro de medalhas, perdendo apenas para a Coreia do Sul.

Nas últimas duas edições, o Brasil figurou entre os cinco melhores no quadro de medalhas, conquistando a quarta posição na edição de 2017, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, e a quinta posição em 2019, quando a competição foi disputada em Kazan, na Rússia.

   

Postar um comentário

0 Comentários