Blog Visão Surubim

Blog Visão Surubim
Contato 81-99509-4564

Forças Armadas de Israel divulgam novas imagens de bebê sequestrado em Gaza com nove meses

Nenhum comentário

 Segundo o site https://www.folhape.com.br/noticias: Bibas são um dos rostos mais emblemáticos entre os reféns, devido a Kfir, sequestrado quando tinha nove meses de idade

Shiri Bibas, no centro, cercada por homens armados, em nova imagem divulgada pelas Forças Armadas de Israel - Foto: Reprodução                                                                                                                                                      As Forças Armadas de Israel divulgaram, na segunda-feira (19), vídeos e imagens de câmeras de segurança que mostram membros da família Bibas alguns dias após terem sido sequestrados durante o ataque do Hamas em 7 de outubro.                                                                                 Segundo o porta-voz das forças israelenses, Daniel Hagari, eles teriam sido transferidos para um ponto na cidade de Khan Younis, no sul de Gaza, dominado por outro grupo palestino, não o Hamas. A região tem sido o foco da operação terrestre israelense, que invadiu o mais hospital da cidade, o Complexo Médico Nasser, e prendeu cerca de 100 pessoas.

Os Bibas tornaram-se um dos rostos mais conhecidos entre os cerca de 250 reféns: Kfir teria sido sequestrado quando tinha ainda 9 meses de idade, segundo as autoridades. Em novembro, o Hamas chegou a anunciar que o bebê, seu irmão, Ariel, e sua mãe, Shiri, teriam sido mortos em um bombardeio israelense em Gaza, o que estaria sendo averiguado pelo Exército de Israel.

O conteúdo foi revelado em entrevista coletiva pelo porta-voz das forças israelenses. Em um dos vídeos, Shiri Bibas aparece cercada por cinco homens armados. Ela é envolta em uma espécie de manto por eles para "escondê-los", segundo Hagari. Em outras imagens, é possível ver a mulher sendo conduzida até um veículo, onde foi obrigada a entrar. Não é possível ver Kfir e Ariel nas gravações, e o porta-voz sugere que eles estejam sendo segurados junto ao corpo da mãe.

O porta-voz explica que, segundo as imagens e a inteligência israelense, a família Bibas foi sequestrada por volta de 10h da manhã durante o ataque em outubro e colocada em um carro com os terroristas. Ainda segundo Hagari, eles teriam sido transferidos para outro veículo e levados para um local que pertence a outro grupo, o Kataeb Mujahideen, no leste de Khan Younis. Ele pontua ainda que Shiri e as crianças chegaram com alguns terroristas e se juntaram a mais oito nesse local. Yarden, pai dos meninos, ainda estaria em poder do Hamas.

"Estamos preocupados com o bem-estar de Shiri, Ariel e Kfir. Ver essa jovem mãe, segundo seus bebês, cercada por um grupo de terroristas armados, é horrível e de partir o coração." disse o porta-voz, em um vídeo divulgado no X (antigo Twitter).

Na época do ataque terrorista contra o Estado judeu, vídeos e imagens de Shiri segurando as duas crianças circularam na internet. Eles estavam envoltos em um cobertor branco, enquanto homens armados o cercavam. Em novembro, Hagari já havia afirmado que a família não havia sido sequestrada diretamente pelo Hamas, mas por outro grupo palestino em Gaza, embora destacasse que "a responsabilidade pelo seu destino [da família Bibas] recaia igualmente” sobre o grupo.

Após a divulgação do material, o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, citado pelo jornal israelense Haaretz, disse que o vídeo é "de cortar o coração" e o lembra que estão lidando "com cruéis sequestrados de bebês". Em inglês, ele acrescentou: "Levaremos esses sequestrados de bebês e mães à Justiça. Eles não vão se salvar dessa."                           Os irmãos Kfir e Ariel Bibas foram sequestrados junto dos pais, Yarden e Shiri, no kibutz Nir Oz durante o ataque sem precedentes de 7 de outubro, que deixou 1,2 mil mortos e fez cerca de 240 reféns, segundo as autoridades israelenses. Kfir é o refém mais novo de quase 30 crianças sequestradas e passou mais de um quinto da vida em cativeiro.

Uma declaração em nome da família Bibas, que segundo Hagari teria sido consultada e autorizou a divulgação do material, diz que "é insuportável e desumano" ver seus parentes nessas condições. "Estamos fazendo um apelo desesperado a todos os tomadores de decisão em Israel e no mundo que estão envolvidos com as negociações: Tragam-nos para casa agora. Deixem claro para o Hamas que o sequestro de crianças é inaceitável. Façam com que essas crianças sejam a primeira condição em qualquer acordo."

No dia 29 de novembro, o braço armados do Hamas, as Brigadas Ezzedine al-Qassam, anunciou que Kfir, Ariel e Shiri foram mortos em bombardeios israelenses em Gaza, após mostrar Yarden em cativeiro, em um vídeo, segundo o Haaretz. O Exército de Israel disse, na época, que estava checando a confiabilidade da informação. Não foram divulgadas mais informações sobre Yarden.

O Hamas e outros grupos terroristas aliados, como a Jihad Islâmica, sequestraram cerca de 250 pessoas durante o ataque de 7 de outubro do ano passado, segundo o balanço de autoridades de Israel. Desse total, Hagari afirmou que ainda há 134 pessoas em cativeiros do movimento palestino que governa a Faixa de Gaza e de outros extremistas. Em novembro, no último acordo entre as partes, mediado pelos EUA, Egito e Catar, 110 cativos — mulheres e menores de idade — foram libertados em troca de 240 palestinos detidos em prisões israelenses. Os Bibas não foram incluídos na lista.

Na quinta-feira passada, Israel invadiu o maior hospital de Khan Younis, o Complexo Médico Nasser, sob a alegação de que o Hamas já havia mantido sequestrados no hospital, e que os corpos poderiam estar no local. Uma pessoa morreu na operação. Os militares, no entanto, não divulgaram as evidências. A ação continuou nos dias seguintes, e cerca de 100 pessoas foram presas no sábado por suspeita de ‘atividade terrorista’, segundo as forças israelenses. No dia seguinte, a Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou que o complexo “não é mais funcional”.

      


Lewandowski autoriza envio da Força Nacional para Penitenciária de Mossoró

Nenhum comentário

 Segundo o site https://www.folhape.com.br/noticias: Serão enviados 100 homens e 20 viaturas para captura de fugitivos

Foram enviados 100 homens e 20 viaturas para o município de Mossoró, no Rio Grande do Norte - Foto: Fátima Bezerra/Twitter                                                                                                                                                  O ministro da Justiça e Segurança Pública, Ricardo Lewandowski, autorizou nesta segunda-feira (19) o uso da Força Nacional de Segurança Pública (FNSP) para apoiar as buscas pelos dois presos que fugiram da Penitenciária Federal de Mossoró (RN).                                                    De acordo com o ministério, serão enviados 100 homens e 20 viaturas para o município. Cerca de 500 agentes da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e da polícia local participam da operação de recaptura dos fugitivos, que já entrou no sexto dia.

O pedido para o uso da Força Nacional foi feito pelo diretor-geral da Polícia Federal, Andrei Rodrigues, com aval da governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra.

Rogério da Silva Mendonça e Deibson Cabral Nascimento foram os primeiros detentos a escapar de um presídio federal brasileiro, considerado de segurança máxima. O sistema foi criado em 2006. Eles fugiram na última quarta-feira (14).

Os fugitivos fizeram uma família refém na noite de sexta-feira (16), numa casa a três quilômetros da penitenciária. As autoridades policiais afirmam que as buscas se concentram sobretudo num raio de 15 km a partir da prisão. Foram montados também cinturões em áreas mais amplas.                                                                                                            Para fugir do presídio, os dois presos utilizaram ferramentas encontradas dentro da unidade, que estava passando por uma reforma interna e os equipamentos não foram guardados adequadamente, facilitando o acesso dos detentos. 

Em entrevista em Mossoró nesse domingo (18), Lewandowski disse que o episódio não afeta a segurança das penitenciárias de segurança máxima do país.

         

Vídeo mostra momento em que major médico da reserva da PM mata porteiro em prédio de Boa Viagem

Nenhum comentário

 Segundo o site https://www.folhape.com.br/noticias: Um major matou a tiros o porteiro do prédio onde morava

Major médico da reserva matou porteiro em Boa Viagem - Foto: Reprodução                                                                      Vídeo de câmera de monitoramento registrou o momento em que um major médico da reserva da Polícia Militar de Pernambuco matou a tiros o porteiro do prédio onde morava, José Washington de Santana. O crime aconteceu na noite de sexta-feira (17), no Edifício Monte Pascoal, em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife.                                                        José Washington estava trabalhando na guarita do condomínio quando o major atirou duas vezes na sua cabeça. 

Nas imagens, é possível ver o momento que o médico, que traja uma camisa social com alguns botões abertos, se aproxima da guarita. As primeiras informações indicam que vizinhos teriam pedido ao porteiro para ligar para a polícia em pedido de socorro para a esposa do médico. José Washington não aparece no vídeo.

O vídeo segue com o médico sacando uma arma. Ele estaria procurando a esposa, após a discussão e agressão. José Washington chegou a segurar na mão do major tentando impedir que ele atirasse, em um primeiro momento.

O major volta a apontar a arma para o porteiro e atira duas vezes no profissional. Os tiros atingiram a cabeça de José Washington, que morreu ainda no local, sentado na cadeira onde trabalhava. O major sai da porta da guarita e volta para o apartamento onde morava.

Em nota, a Polícia Militar de Pernambuco afirmou que o assassino havia agredido a esposa antes de matar o porteiro. A mulher, que chegou a ser feita refém com a filha, conseguiu abrigo em um apartamento vizinho. 

Após matar o porteiro, o médico retornou ao apartamento e ficou isolado, segundo a polícia. "Com a chegada das equipes policiais foi realizado o isolamento do perímetro e foram iniciadas as negociações para que o autor se entregasse, mas sem êxito", disse a Polícia Militar, acrescentando que o major médico tirou a própria vida em seguida.

Polícia Civil de Pernambuco investiga o caso. A Polícia Militar afirmou que o assassino era major da reserva remunerada do quadro de Oficiais Médicos da corporação. Os corpos foram encaminhados para o Instituto de Medicina Legal (IML) de Santo Amaro, no Recife. 

O Sindicato dos Trabalhadores em Condomínios (Sieec) faz um protesto nesta segunda-feira (19), em frente ao edifício onde José Washington onde trabalhava e foi morto, em Boa Viagem. A categoria cobra mais segurança para os profissionais, com iniciativas como a blindagem das guaritas.                                                                                                        "Está caracterizado como acidente de trabalho, ele morreu cumprindo o que determina o contrato. Queremos guaritas com mais segurança, blindada e que tenha uma norma para que os condôminos não tenham acesso", falou o representante do sindicato, Adilson Porteiro, ao citar a vulnerabilidade dos profissionais, inclusive aos próprios condôminos.           

Sindicato dos Porteiros protesta por justiça pela morte de profissional executado por major médico

                                                             Sindicato dos Trabalhadores em Condomínios realiza protesto na frente do Edifício Monte Pascoal, onde o porteiro foi executado na portaria do condomínio - Foto: Júnior Soares/Folha de Pernambuco                                                           Integrantes do Sindicato dos Trabalhadores em Condomínios (Sieec) fazem um protesto, na manhã desta segunda-feira (19), no bairro de Boa Viagem, Zona Sul do Recife.                                                                           Eles pedem justiça pela morte de José Washington de Santana, de 53 anos, que foi alvejado, enquanto exercia a profissão, por um major da reserva dos oficiais médicos da Polícia Militar de Pernambuco, de 60 anos, que não teve o nome divulgado, na última sexta-feira (16).

O militar teria feito a esposa e a filha de reféns, após uma discussão, onde ele agrediu a mulher. Ao ouvirem a confusão, vizinhos pediram para que o porteiro ligasse para a polícia.

Os relatos também apontam que a mulher chegou a se esconder no apartamento de um vizinho, mas, ao voltar para o dela, foi feita refém junto com a filha pelo major, que teria descido até a guarita e perguntado ao porteiro se ele a teria visto e ele negou. Foi aí que aconteceu o assassinato.

As duas reféns foram soltas, após negociações intermediadas pelo Batalhão de Operações Especiais (Bope). O major da reserva tirou a própria vida.                                                                                                    

Segundo Rinaldo Júnior, diretor presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Condomínio, os representantes estão fazendo o movimento para mostrar apoio à família da vítima e exigir que, como rege a lei, as guaritas sejam blindadas.

“O sindicato se colocou à disposição da família, diferentemente do condomínio, que sequer ligou para os parentes da vítima para informar a morte. A gente busca, também, maior segurança. A lei prevê a blindagem das guaritas, climatização e assento sanitário, mas não prevê, internamente, o que aconteceu. Por isso, culminou com a morte”, disse ele, que explicou ainda que o sindicato recebe, com frequência, denúncias de assédio moral e agressão verbal aos profissionais.

“Eu quero dizer a sociedade pernambucana que o porteiro serve para zelar o seu patrimônio e bem-estar. Ele merece respeito. Esse trabalhador [que foi morto] nunca parou de trabalhar e foi essencial durante a pandemia”, complementou.

“Nós temos um caso configurado como acidente de trabalho, sendo passível de indenização. O sindicato da categoria já está ingressando com as medidas judiciais cabíveis para garantir a reparação aos familiares. Claro que nada vai suplantar a dor, mas a justiça precisa ser feita. Vamos buscar, junto ao sindicato patronal, a adoção de mais medidas que promovam mais segurança desses porteiros nos ambientes de trabalho”, disse a advogada do sindicato, Marcele Pereira.        


           

Menina de 13 anos é morta por bala perdida em Afogados, Zona Oeste do Recife

Nenhum comentário

 Segundo o site https://tvjornal.ne10.uol.com.br/noticias: Jovem ficou dois dias internada, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu no final da manhã da última segunda-feira (19)

Os feridos mais graves do crime em Moreno, foram levados para o Hospital da Restauração, no Recife - Reprodução/TV Jornal                                                                                                                    Uma menina, de 13 anos, estava na escada de casa quando foi atingida por uma bala perdida na comunidade da Vila São Miguel, no bairro de Afogados, Zona Oeste do Recife. O caso aconteceu no último sábado (17).

> LEIA MAIS: Empresário é assaltado a poucos metros de delegacia em Afogados, Zona Oeste do Recife;

JOVEM MORRE POR BALA PERDIDA EM AFOGADOS

A jovem foi levada para o Hospital da Restauração e ficou internada durante dois dias, contudo, não resistiu aos ferimentos e faleceu no final da manhã da última segunda-feira (19).                                                                                                        Uma equipe do Departamento de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP) registrou o caso como uma tentativa de homicídio.

De acordo com a equipe da TV Jornal, outra equipe também foi acionada para o Hospital da Restauração com objetivo de atualizar o inquérito no caso de homicídio.

A Polícia está investigando o caso para encontrar o responsável dos disparos. 

Após 12 anos, Maratona de Londrina é lançada com expectativa de reunir 5 mil participantes

Nenhum comentário

 Segundo o site https://paiquerefm.com.br: As inscrições já estão abertas (no site da Ticket Sports) e mais de 1.000 pessoas já se inscreveram até o momento

Foto: Vivian Honorato / N.Com                                                                                            A cidade de Londrina vai voltar a sediar uma grande maratona após mais de uma década. A Maratona de Londrina foi lançada na sede da Prefeitura, na manhã desta segunda-feira (19), com a expectativa de reunir de 4 a 5 mil participantes de todo o Brasil. A corrida, promovida pela última vez há 12 anos, irá ocorrer no dia 23 de junho com quatro percursos (5km, 10km, 21km e 42km). O local de largada será o Shopping Catuaí (Rod. Celso Garcia Cid, 5.600).

As inscrições já estão abertas (no site da Ticket Sports) e mais de 1.000 pessoas já se inscreveram até o momento. O prefeito Marcelo Belinati ressaltou que a Maratona de Londrina é resultado garantido de que a cidade estará cheia de gente, com os hotéis lotados, lanchonetes e restaurantes vendendo mais, porque chegam muitas pessoas de fora. Ele ainda comenta: o taxista vai ganhar dinheiro e o comércio vai faturar.

Avatar photo
Simone Albieri

Jornalista | Todas as notícias de Londrina, do Paraná, do Brasil e do mundo, com um jornalismo rápido, atuante e com a tradição e seriedade da Paiquerê FM 98.9 

Dona de casa atingida por trem fazia churrasco nos fundos quando o vagão ‘invadiu’ a sala e o quarto

Nenhum comentário

 Segundo o site https://paiquerefm.com.br: O maquinista acionou a buzina e os freios de emergência, mas que não foi possível evitar o impacto devido ao peso e tamanho da composição

 Foto: Reprodução/RPC                                                                                                           Lúcia de Souza, dona da casa atingida por um trem, no último domingo (18), em Rolândia – na região de Londrina, contou que a família estava nos fundos da residência, fazendo um churrasco, quando ouviu o barulho da colisão. O acidente aconteceu porque uma carreta avançou o sinal vermelho, atravessou a linha férrea e bateu em um trem, que descarrilou. Na sequência, um dos vagões atingiu a casa de Lúcia. O trem entrou na sala e também atingiu o quarto do imóvel – danificando paredes e móveis. Ninguém estava nos cômodos no momento do acidente.

Ao Corpo de Bombeiros, o motorista do caminhão relatou que não viu o sinal vermelho. O caminhoneiro não se feriu. Ele passou por teste de bafômetro, que deu negativo. Em nota, a empresa Rumo, concessionária responsável pelos vagões, informou que o maquinista acionou a buzina e os freios de emergência, mas que não foi possível evitar o impacto devido ao peso e tamanho da composição. A empresa também destacou que conforme o Código de Trânsito Brasileiro a linha férrea sempre tem preferência, sendo infração gravíssima atravessar uma Passagem em Nível sem parar previamente. As informações são do G1.

Avatar photo
Simone Albieri

Jornalista | Todas as notícias de Londrina, do Paraná, do Brasil e do mundo, com um jornalismo rápido, atuante e com a tradição e seriedade da Paiquerê FM 98.9            

O maior Carnaval de rua é em Surubim, e movimentou mais de 80 mil foliões.

Nenhum comentário

 O Carnaval de rua da cidade de Surubim, pernambucana  é um dos mais tradicionais do Brasil com uma animada mistura de cultura e ritmos, como maracatu, frevo, coco, samba e ritmos africanos                                                                                                                                                          Carnaval de Pernambuco incentiva a cultura popular para todas as cidades do estado.




As orquestras de frevo, as nações de maracatu, os grupos de caboclinhos                                                             e todas as expressões da diversa cultura popular já ocupam as festividades em dezenas de municípios, atraindo turistas do Brasil e do mundo



                                                                                                              “Com aumento considerável no número de turistas no Carnaval do ano passado, este ano foi sim muito maior a  alavancou ainda mais esses números. 
                                                                                  A cidade de Surubim ficou pequeno, os foliões tomaram conta da cidade, com muita festa, cada cantinho de rua tinha dois ou três reboques fazendo a festa da galera, em quanto os trios não passavam, não tinha intervalos para os foliões, pessoas vindo de todos os lugares do mundo.

                                                                                  A segurança foi muito grande da policia militar e seguranças particulares que estava em todos os lugares, dando segurança para os foliões brincarem sem se preocupar, foi tudo tranquilo. parabéns a estes guerreiros.
                                                                                         A banda babado Novo atrai multidões de foliões na avenida São Sebastião







© Todos os direitos reservados