domingo, 28 de fevereiro de 2021

'Doença da urina preta': irmãs são internadas no Recife com Síndrome de Haff após comerem peixe, diz família

 Segundo o site https://g1.globo.com/pe/pernambuco: Flávia e Pryscila Andrade foram diagnosticadas com essa doença rara após ingerir arabaiana, segundo mãe e irmã. Secretaria de Saúde diz que estado tem cinco casos suspeitos.

Duas irmãs foram internadas em um hospital particular no Recife apresentando mal-estar e dores após a ingestão de peixe da espécie arabaiana. Segundo a família delas, os médicos confirmaram o diagnóstico de Síndrome de Haff, conhecida como "doença da urina preta" (veja vídeo acima). O governo de      Pernambuco informou que investiga cinco casos dessa doença rara no estado.

Os principais sintomas da Síndrome de Haff são:

  • falta de ar;
  • dormência e perda de força em todo o corpo;
  • urina cor de café (leia mais sobre isso abaixo).

A empresária Flávia Andrade, de 36 anos, e a irmã dela, a médica          veterinária Pryscila Andrade, de 31 anos, chegaram ao Hospital                Português, no bairro do Paissandu, na área central da capital          pernambucana, no dia 18 de fevereiro. A internação ocorreu horas                      após almoço, que tinha no cardápio o peixe arabaiana, também              conhecido como "olho de boi", de acordo com a mãe das pacientes,                     a empresária Betânia Andrade. O alimento foi comprado no bairro do                 Pina, na Zona Sul da capital.

"Flávia fez um almoço na última quinta-feira e convidou eu e Pryscila.                  Além de nós, tinha o filho de Flávia, de 4 anos, e duas secretárias.                      Os cinco comeram o peixe, menos eu. Quatro horas depois, Pryscila            enrijeceu toda, teve cãibra dos pés até a cabeça e não conseguia                  andar. Meu neto, de madrugada, teve dores abdominais e diarreia,                        e as duas secretárias sentiram dores nas costas", disse Betânia.                            Irmã das duas pacientes, a enfermeira e estudante de medicina Aline        Andrade gravou um vídeo e enviou para o WhatsApp da TV Globo               falando sobre o caso.

"As minhas irmãs comeram esse peixe e                   ele está aparentemente associado a uma              toxina que leva à Síndrome de Haff. Elas consumiram esse peixe e, quatro horas                  após, apresentaram os sintomas. É um                  período muito curto, é uma doença rara.                     A minha irmã [Pryscila] teve um quadro de                dor muito grande, ficou rígida, caiu dura no                  chão", contou Aline.

Ainda de acordo com a mãe delas, o diagnóstico da doença de Haff foi informado pelo hospital no sábado (20).                                                                    "Flávia foi visitar Pryscila na UTI [Unidade de Terapia Intensiva] e                      escutou o médico conversando com outra pessoa sobre uma doença                  associada ao consumo de arabaiana. Ela interrompeu a conversa e                  contou que tinha comido, com a irmã, esse peixe. Foi quando ele                  diagnosticou a síndrome de Haff em Pryscila e encaminhou Flávia                  para fazer exames, sendo internada no quarto, pois ela não aceitou                      ir para a UTI", disse.

A mãe também contou que,                    nesta terça-feira (23), Flávia continuava no quarto e Pryscila e                       permanecia na UTI.

"Flávia está no apartamento, pois baixaram as taxas dela, como de                      leucócitos. Já as taxas de Pryscila continuam altas, pois ela comeu                    uma porção maior do peixe e está com o fígado comprometido, os                     rins paralisados e com água no pulmão", afirmou Betânia.

Procurado pelo G1, o Hospital Português afirmou que não tem                      "autorização da família para envio de boletim médico" sobre o                         estado de saúde das duas irmãs.

A mãe das duas pacientes fez um apelo para que informações                              sobre a doença sejam mais divulgadas para a população com o                   objetivo de evitar outros casos.

“Essa é uma síndrome pouco conhecida, inclusive nos hospitais,                          é uma raridade. A fiscalização tem que bater em cima, pois estamos                   na Quaresma, quando se come muitos peixes e crustáceos. A                       população precisa ficar ciente que pode haver uma infecção”,                       relatou Betânia. Segundo o médico infectologista Filipe Prohaska,                     as causas da doença de Haff são pouco conhecidas, mas podem                     estar associadas a peixes como arabaiana e tambaqui mal    acondicionados (leia baixo mais sobre o assunto).

Casos da doença em Pernambuco

Em nota, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) informou que, no                      fim da tarde da segunda-feira (22), "foi notificada, pelo Centro de       Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs) do                            Recife, de cinco casos de mialgia aguda, suspeitos para doença                        de Haff".

A pasta explicou que dá apoio técnico para a investigação                  epidemiológica conduzida pela secretaria municipal de Saúde                            do Recife.

"Após a notificação, a SES orientou sobre a investigação                         epidemiológica de todos aqueles que consumiram o alimento,                       assim como a coleta do referido insumo para encaminhamento ao                       Laboratório Central de Saúde Pública de Pernambuco (Lacen-PE)                      para que sejam providenciadas as análises laboratoriais. A doença                                de Haff é caracterizada pela presença de toxina biológica                        presente em pescados", disse.

Ainda segundo a secretaria, Pernambuco registrou, entre 2017                            e 2021, 15 casos da doença, sendo dez confirmados (quatro em                        2017 e seis em 2020) e cinco em investigação (em 2021).

"Por meio da Rede de Centros de Informações Estratégicas em                        Vigilância em Saúde (Rede Cievs), acompanha e mantém toda rede                      de serviços de atenção e vigilância do Estado alerta para a                                    notificação de casos suspeitos da doença", afirmou.

Também por meio de nota, a Secretaria de Saúde do Recife disse                        que "os casos estão sendo investigados pela Vigilância                   Epidemiológica  do município".

O que se sabe sobre a doença

As causas da doença de Haff ainda são pouco conhecidas. Ela                            é uma síndrome de rabdomiólise (ruptura de células musculares)                    sem explicação e se caracteriza por ocorrência súbita de extrema                      dor e rigidez muscular.

Outros sintomas são falta de ar, dormência e perda de força em todo                    o corpo, além da urina cor de café, associada à elevação da enzima                   CPK, relacionada à ingestão de pescados.                                                            “O músculo vai morrendo e criando uma  concentração de proteínas                     que o rim absorve e vai deixando a urina preta, nos casos mais                             graves. Se a absorção continuar, causa uma lesão no rim e eles                       param de funcionar. Por isso, o tratamento dos casos graves é                           com hemodiálise, para poupar o rim”, afirmou o médico                             infectologista Filipe Prohaska.

Ele atendeu pacientes com a doença em Pernambuco em 2017                           e disse que a síndrome pode deixar sequelas.

"É por causa da lesão renal. Se não for tratada, [o paciente] pode                              ficar em hemodiálise o resto da vida. E pode ter uma lesão                            muscular muito grave, chamado astenia pela miopatia, quando a                          pessoa fica como se não tivesse massa muscular, com dificuldades                    para levantar e exercer atividades comuns", explicou.

Infográfico Mialgia — Foto: Infográfico G1

Ainda de acordo com o médico, não é todo tipo de peixe que                              oferece riscos de a pessoa desenvolver a doença de Haff.

"Além de arabaiana, o tambaqui também tem essa toxina, que é um                   produto de degradação do peixe, o que ocorre quando ele não é                   transportado nem acondicionado em temperaturas ideais                                  (de --2 a 8 ºC). O grande problema é que essa toxina não tem                       gosto", declarou.

Médicos divergem sobre prevenção                      Filipe Prohaska listou alguns cuidados importantes para evitar a doença. "A                grande questão é saber a procedência                do peixe que você está consumindo.                  Checar se está sendo bem                      acondicionado no local da compra, se                o local garante a forma como ele foi                entregue. Quando comprar peixe na                    feira, tem que verificar se ele está condicionado no gelo, mantendo a temperatura, ou apenas exposto",                    disse.

No entanto, o infectologista Tiago Lôbo, que trata pacientes                             com a Doença de Haff na Bahia, onde houve um aumento de                      mais de 200% dos casos em fevereiro de 2021, tem um ponto                       de vista divergente.

"Não há um antídoto ou uma forma de identificar a toxina nos                    peixes. A toxina não modifica a cor do peixe, o cheiro ou o gosto.                  Também é termoestável, ou seja, não é destruída em altas                            temperaturas de cozimento. Por isso a gente não vai conseguir                       identificar", afirmou o infectologista.

"Mesmo estando muito bem armazenado, tratado e conservado,                          não é indicativo de que o peixe esteja sem a toxina", disse o                          médico.

Orientações gerais

Para a população:

  • Aos primeiros sintomas, busque uma unidade de saúde                    imediatamente e identifique outros indivíduos que possam                             ter consumido o mesmo peixe ou crustáceo para captação                                de possíveis novos casos da doença.

"O melhor tratamento é a hidratação rigorosa, tem que beber                                muita água, pois essa é a forma de eliminar a toxina de forma                                mais rápida, já que ela sai pela urina. Nos casos mais graves,                                com a urina escurecendo ou se parar de urinar, o ideal é procurar                          logo o hospital", disse o infectologista Filipe Prohaska.

Para profissionais de saúde:

  • Observar a cor da urina (escura) como sinal de alerta e o                       desenvolvimento de rabdomiólise, pois, nesse caso, o                          paciente deve ser rapidamente hidratado durante 48 a                                    72 horas;
  • Evitar o uso de anti-inflamatórios;
  • Na ocorrência de casos suspeitos, recomenda-se exame para                          dosagem de creatinofosfoquinase (CPK), TGO e monitorização                      da função renal.

       

sábado, 27 de fevereiro de 2021

Apac renova alerta de chuva em regiões de Pernambuco

 Segundo o site https://radiojornal.ne10.uol.com.br: Após as fortes chuvas dessa sexta (26), a Apac renovou a previsão de temporais em algumas regiões de Pernambuco

Após os temporais dessa sexta-feira (26), na Região Metropolitana do Recife, a Agência Pernambucana de Águas e Cl (Apac) renovou o alerta de chuvas em Pernambuco.


O alerta é válido por 24h, até a noite deste sábado (27).

  

>> Goiana é uma das cidades mais atingidas pela chuva em Pernambuco

 

No Litoral as chuvas devem ser essencialmente fracas a moderadas com possíveis pontos fortes na madrugada, enquanto no Sertão chuvas fortes e isoladas estão previstas.

As seguintes regiões estão compreendidas nesta renovação de aviso:

  • Sertão Pernambucano
  • Sertão de São Francisco
  • Agreste Setentrional
  • Mata Norte
  • Região Metropolitana do Recife

>> Acompanhe as chuvas em tempo real, pela Apac

>> Confira o Radar Meteorológico da Apac

               Defesa Civil do Recife

A Defesa Civil do Recife mantém um plantão permanente, podendo ser acionada pelo telefone 0800 081 3400. A ligação é gratuita e o atendimento, 24h. A orientação é que, em caso de necessidade, moradores de locais de risco procurem abrigos seguros e acionem o órgão.                                                                          

Mulher é baleada por vizinho por causa do barulho que o cachorro dela fazia

 Segundo o site https://interior.ne10.uol.com.br: Caso aconteceu na noite da quinta-feira (25)

Uma mulher acabou baleada após uma discursão com o vizinho na noite da quinta-feira (25), em Belo Horizonte. De acordo com a polícia, o homem reclamava dos latidos e arranhões que o cachorro de pequeno porte dela dava na porta do apartamento dele.

Ainda de acordo com a polícia, o síndico marcou uma reunião na garagem para tentar resolver a situação, mas o vizinho chegou armado e atirou na mulher. Um dos disparos acertou a perna dela.

A vítima foi socorrida pela PM e levada até o hospital. Depois do acontecido, o suspeito fugiu a pé.

Governo prorroga emprego da Força Nacional no MS e no AM

 Segundo o site https://www.noticiasaominuto.com.br: As portarias foram publicadas no Diário Oficial da União

Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) prorrogou hoje (26) o emprego de tropas da Força Nacional para ações específicas no Mato Grosso do Sul e no Amazonas. Ambas as portarias foram publicadas no Diário Oficial da União.                                            No Mato Grosso do Sul, a permanência da Força Nacional foi prorrogada por 120 dias. O efetivo deverá atuar no combate ao crime organizado no estado, que faz fronteira com o Paraguai e a Bolívia.

No Amazonas, a Força Nacional deverá atuar por mais 45 dias no âmbito da Operação Arpão I, que envolve a cooperação de diversos órgãos no combate ao narcotráfico, ao crime organizado e a crimes ambientais na região do Médio Solimões.

Em ambos os casos, o tamanho do efetivo a ser enviado aos estados não consta nas respectivas portarias e deve ser definido pela diretoria da própria Força Nacional.                        

Desemprego encerra 2020 em 13,9%, diz IBGE

 Segundo o site https://www.noticiasaominuto.com.br: O trimestre encerrado em dezembro foi o último em que houve liberação do auxílio emergencial de R$ 300

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - A taxa de desemprego encerrou o ano de 2020 em 13,9%, segundo dados da Pnad Contínua (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) divulgados nesta sexta (26) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).                                                                                                                                  O trimestre encerrado em dezembro foi o último em que houve liberação do auxílio emergencial de R$ 300 (em janeiro, houve liberação de saque de parcelas residuais).

Em novembro, a taxa seguiu estável no trimestre encerrado em novembro, em 14,1%, mantendo o patamar recorde de 14 milhões de pessoas.

Desde que o valor do benefício foi reduzido de R$ 600 para R$ 300, a taxa de desemprego passou a sofrer maior pressão, com um número maior de pessoas em busca de uma vaga.

O governo busca uma solução para o retorno do benefício. O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse nesta quinta-feira (25) que pretende pagar R$ 250 em uma nova rodada de auxílio prevista para ser iniciada em março.

A liberação, contudo, depende da aprovação da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) Emergencial, que estava prevista para ser votada no Senado nesta quinta (25), mas foi adiada para a próxima semana por divergências quanto ao fim do piso de gastos em saúde e educação -mudança que consta na PEC.

O ano de 2020 foi marcado pela chegada da pandemia de Covid-19 no Brasil, que a partir do mês de março exigiu medidas de isolamento social, adotadas para evitar a disseminação da doença. As iniciativas impuseram o fechamento de comércio e serviços, setores que mais empregam na economia brasileira.

Mais informações em instantes.     

Bolsonaro diz que governador que 'fechar seu Estado' bancará auxílio emergencial

 Segundo o site https://www.noticiasaominuto.com.br: A fala ocorre no momento em que governantes locais estudam e adotam medidas de fechamento para combater a disseminação do vírus.

Em meio ao aumento dos números da pandemia da covid-19 no País, o presidente Jair Bolsonaro disse nesta sexta, 26, que o governador que adotar medidas de restrição por conta da crise sanitária deverá bancar novas rodadas do auxílio emergencial.                                     A fala ocorre no momento em que governantes locais estudam e adotam medidas de fechamento para combater a disseminação do vírus, que matou mais de 251 mil brasileiros desde o início da pandemia.

"O auxílio emergencial vem por mais alguns meses e daqui para frente o governador que fechar seu Estado, o governador que destrói emprego, ele é que deve bancar o auxílio emergencial. Não pode continuar fazendo política e jogar para o colo do presidente da República essa responsabilidade", declarou Bolsonaro durante visita às obras de duplicação da BR-222, em Caucaia (CE).

Durante live semanal nesta quinta, 25, Bolsonaro disse que a proposta estudada pelo governo é pagar o auxílio a partir de março, por quatro meses e no valor de R$ 250. O pagamento da nova rodada do benefício, segundo ele, é "para ver se a economia pega de vez, pega para valer". Contrário a medidas de restrição e incomodado com a pressão em cima do governo federal, Bolsonaro tem sugerido que a população cobre de prefeitos e governadores o pagamento do auxílio.

"A pandemia nos atrapalhou bastante, mas nós venceremos este mal, pode ter certeza", disse no evento. "O que o povo mais pede e eu tenho visto, em especial no Ceará, é (para) trabalhar. Essa politicalha do 'fica em casa a economia a gente vê depois' não deu certo e não vai dar certo", acrescentou.

Nesta tarde, o presidente visitou obras da duplicação de trecho da BR-222 e o anel viário de Fortaleza. O trecho em duplicação liga o município de Caucaia ao Porto de Pecém. De acordo com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, até março o governo deve entregar seis quilômetros da duplicação. Outros seis quilômetros devem ser entregues até junho.

No evento, Bolsonaro agradeceu o apoio da população para sua eleição em 2018 e enalteceu as entregas do governo. "Nós sabíamos que não seria fácil, mas os inimigos podem ter certeza de uma coisa: nós não nos entregaremos. Estamos aqui hoje apresentando uma parte do serviço feito pelo nosso ministro Tarcísio, da Infraestrutura. Como vocês podem notar, é um serviço de qualidade, coisa que nunca teve aqui no Ceará", disse.

Bolsonaro também realizou nesta tarde, junto do presidente da Caixa Econômica, Pedro Guimarães, a entrega de três unidades habitacionais. Mais cedo, o chefe do Executivo acompanhado de ministros esteve no município de Tianguá (CE), onde assinou ordem de serviço para a retomada de três obras rodoviárias. O presidente deve retornar a Brasília nesta noite com previsão de chegada às 20h30.      

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021

Confira o novo horário das feiras do Polo de Confecções do Agreste

 Segundo o site https://interior.ne10.uol.com.br: Os centros de compra alteraram os horários de funcionamento para cumprir o decreto do Governo de Pernambuco.

Para cumprir o decreto do Governo de Pernambuco, anunciado na última terça-feira (23), as feiras do Polo de Confecções do Agreste precisaram reajustar os horários de funcionamento. De acordo com as medidas anunciadas pelo Estado, apenas serviços essenciais podem funcionar das 20h às 5h durante a semana e das 17h às 5h até o dia 10 de março.                                                                            Caruaru, Toritama e Santa Cruz estão na lista dos 63 municípios das II, IV e IX Gerências Regionais de Saúde (Geres) e, por isso, precisaram reajustar os horários das feiras em cumprimento às determinações. 

Feira da Sulanca, em Caruaru, terá novo horário de funcionamento 

Três homens são presos por estupro coletivo de mulher com deficiência intelectual no Agreste

 Segundo o site https://interior.ne10.uol.com.br: Os suspeitos foram detidos por uma equipe de policiais civis da Delegacia da Mulher de Caruaru.

Nesta quinta-feira (25), uma equipe de policiais civis da Delegacia da Mulher de Caruaru prendeu três homens suspeitos de estupro coletivo em Caruaru, no Agreste. De acordo com as informações da polícia, a vítima tem 40 anos, toma remédios controlados e tem deficiência intelectual.