quinta-feira, 29 de outubro de 2020

Prefeitura de Surubim realiza sonho de muitas pessoas, uma linda pista de cooper na entrada da cidade.

A Prefeitura de Surubim avança no projeto de proposta do Vereador Fabricio Brito, Requerimento 357 de 2019, este projeto sendo feito na entrada da cidade de Surubim ira sim ficar com outra aparência, ganhado forma diferente, uma pista de cooper e uma Academia da Saúde no Trevo de Surubim, quem ganha é a população. Um sonha de muitas pessoas esta ganhando formas a cada dia, as pessoas precisavam muito de ter uma pista desta, para deixar de andar nas Avenidas da cidade, colocando em risco a suas vidas. Tem que ser assim, a prefeitura de Surubim viu que o projeto e bom mesmo sendo de um Vereador de outro partido executou para o bem estar da população e vai dar mais uma beleza a nossa cidade.                                     

Dia de Finados: cemitérios no Grande Recife têm mudanças devido à pandemia da Covid-19

 Segundo o site https://g1.globo.com/pe/pernambuco: No Recife, missas nos cemitérios foram suspensas. Em Jaboatão dos Guararapes, celebrações religiosas acontecem com distanciamento social e uso de máscaras.

O Dia de Finados, celebrado na segunda-                  feira (2), tem mudanças na programação de missas, cultos e eventos religiosos devido à pandemia                         da Covid-19. Os cemitérios da Região Metropolitana do Recife adotaram medidas de prevenção                        ao novo coronavírus. Na capital, foram suspensas as celebrações dentro desses locais .

Em um vídeo enviado à TV Globo, o arcebispo de Olinda e Recife,                  Dom Fernando Saburido, disse que as celebrações devem ser feitas                  nas paróquias e incentivou os fiéis a rezarem pelas vítimas da                     Covid-19 .

"Nesse tempo de pandemia, atendendo às orientações da Emlurb                      [Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana], nós não vamos                        celebrar as missas nos cemitérios, como de costume, tanto nos               cemitérios públicos quanto os privados. As celebrações acontecerão                     nas paróquias, especialmente nas paróquias próximas aos cemitérios", explicou.                                                                                                                        Os espaços para visitação dos cemitérios públicos do Recife                 permanecem abertos das 7h às 18h (veja lista dos locais mais                  abaixo).De acordo com a Emlurb, o uso de máscaras é                          obrigatório por todos que transitam nesses locais.

Ainda na capital, os cemitérios têm um esquema especial de                         limpeza para o feriado, com início às 6h e finalização às 22h.                               A Emlurb também recomenda que a população leve os dados                                da pessoa falecida para identificação mais rápida do local de               sepultamento.

No Cemitério Morada da Paz, em Paulista, é feita a aferição de                   temperatura nas entradas e também é disponibilizado álcool em gel,              além de ser obrigatório o uso de máscaras. O local também promove celebrações online por meio de suas redes sociais, com missas,                  cultos e live musical com início às 8h. 

Em Jaboatão                   dos Guararapes, no Grande Recife, os cemitérios abrem para               visitação das 8h às 17h. Entre as recomendações, está o uso de              máscaras e álcool em gel, além de não levar aos espaços crianças,            idosos e pessoas do grupo de risco do novo coronavírus.

Já as celebrações de missas e os cultos são mantidos com                distanciamento social de 1,5 metro, cadeiras e bancos de uso                       individual. Os comerciantes de flores, velas e coroas podem atuar                       desde que obedeçam aos protocolos de distanciamento.                                        

Cemitérios no Recife

Visitação das 7h às 18h:

  • Cemitério de Santo Amaro: Rua Marquês do Pombal, em                          Santo Amaro, no Centro.
  • Cemitério Parque das Flores: Avenida Liberdade, em Tejipió,                         na Zona Oeste.
  • Cemitério de Casa Amarela: Largo de Casa Amarela, em                            Casa Amarela, na Zona Norte.
  • Cemitério da Várzea: Rua Professor Artur de Sá, na Várzea,                           na Zona Oeste.
  • Cemitério de Tejipió: Rua Alto do São Pedro, em Tejipió,                                    na Zona Oeste.

Confira os túmulos famosos em                     Santo Amaro

Setor 1

  • Menina sem nome
  • Conselheiro Rosa e Silva
  • Barão de Itamaracá
  • Conde da Boa Vista
  • Joaquim Nabuco
  • José Mariano Carneiro da Cunha
  • Governador Manoel Borba
  • Capiba - Lourenço da Fonseca Barbosa
  • Dr. José Maria de Albuquerque Melo
  • Dona Leonor Porto
  • Chico Science
  • Augusto Lucena

Setor 2

  • Visconde de Camaragibe
  • José Francisco de Moura Cavalcanti
  • Mário Mello
  • Barão de Mecejana
  • André Valli
  • Mário Sette
  • Maciel Pinheiro
  • José Isidoro Martins Júnior
  • Estácio Coimbra
  • Barão de Contendas
  • Marcos Freire
  • Monsenhor Muniz Tavares
  • José Rufino Bezerra Cavalcanti

Setor 3

  • Artistas do teatro pernambucano
  • Ascenso Ferreira
  • Paulo Pessoa Guerra
  • Antônio de Góis Cavalcanti
  • Antônio Arruda de Farias
  • Herculano Bandeira de Melo
  • Miguel Arraes de Alencar
  • Carlos de Lima Cavalcanti
  • Menino Alfredinho
  • Eduardo Campos

Setor 4

  • Agamenon Sérgio de Godói Magalhães
  • Marinha do Brasil
  • Aloísio Sérgio Barbosa de Magalhães
  • Heinrich Moser
  • Barão da Vitória
  • Carlos Pena Filho



quarta-feira, 28 de outubro de 2020

Sobe 27% número de casos confirmados de coqueluche em Pernambuco

 Segundo o site https://g1.globo.com/pe/pernambuco: Segundo governo, em 2018, foram 405 casos. Em 2019, houve 517 confirmações. Nesta quarta (28), estado alertou para vacinação.



Pernambuco registrou o aumento de 27% no número de casos confirmados de coqueluche, doença               infecciosa que atinge principalmente crianças com menos de um ano de idade. Os dados, referentes                       ao comparativo entre 2018 e 2019, foram divulgados, nesta quarta (29), pelo governo, que alertou                   também para a necessidade de vacinação (veja vídeo acima).

Segundo o estado, em 2018, foram confirmadas 405 ocorrências.                     No ano seguinte, houve 517 casos. Em 2020, em meio à pandemia, Pernambuco teve 19 confirmações. Esse índice de notificação pode                        ter relação com o isolamento social determinado por causa do novo coronavírus.

Os bebês são os mais atingidos pela doença. O levantamento feito pela Secretaria Estadual de Saúde aponta que, em 2019, 276 casos de           coqueluche foram confirmados em crianças com menos de um ano.                     Isso equivale a 53% do total.

Este ano, 13 dos 19 casos foram confirmados nessa faixa etária.                          Crianças entre 1 e 4 anos de idade correspondem à segunda faixa               etária mais atingida pela doença. No ano passado, segundo a                  secretaria, foram 118 confirmações.

Por meio de vídeo divulgado pelo governo, a médica infectologista                          Analiria Pimentel, do Hospital Universitário Oswaldo Cruz (HUOC),            no Recife, afirmou que a pandemia prejudicou o cumprimento do                      calendário de vacinação                                                                                              "A coqueluche é uma doença grave, principalmente para crianças                menores. Mas, por causa da pandemia, os pais, com medo, deixaram                  de levá-las para fazer a vacinação e isso atrasou o calendário vacinal.                  A gente alerta que é preciso ter essas crianças vacinadas. É uma                      obrigação nossa", afirmou.                                                                                          

Vacinas

Segundo o governo, a medida de prevenção mais eficaz é a                   vacinação, disponível de forma gratuita nos postos de saúde.                        Para garantir a imunização, a criança deve seguir o esquema                     vacinal infantil e receber as doses determinadas para cada faixa                          etária.

A vacina pentavalente, que protege contra difteria, tétano, coqueluche                   do tipo b e hepatite B, deve ser aplicada em três doses. Devem ser                   imunizadas as crianças de dois, quatro e seis meses de vida.

O 1º reforço deve acontecer com a vacina tríplice bacteriana (DTP),                 que protege contra difteria, tétano e coqueluche. Ela deve ser                  aplicada aos 15 meses de vida. O 2º reforço, para que se complete                     a imunização, é determinado para os 4 anos de idade.

De acordo com a Secretaria de Saúde, a imunidade adquirida por                     meio da vacina é duradoura, mas não permanente. Ela pode garantir imunização de cinco a dez anos, após a última dose.                                              Por isso, crianças maiores, jovens e adolescentes, além dos adultos,     também podem adoecer e transmitir a doença para crianças menores              de um ano, que desenvolvem a forma mais grave.

A vacina contra coqueluche também é gratuita para as gestantes.                     Ela é recomendada a cada gestação. A mulher deve receber uma                 dose de dTpa (difteria, tétano e coqueluche acelular), a partir da 20ª            semana de gravidez.

Sintomas

O estado alerta que os sintomas se apresentam em três fases             sucessivas. A primeira pode durar até duas semanas e começa                      com manifestações respiratórias e sintomas leves (febre pouco                  intensa, mal estar geral, coriza e tosse seca), seguido por surtos de              tosse, cada vez mais intensos e frequentes.

Na segunda fase, geralmente afebril ou com febre baixa, há crises                     de tosse súbita e incontrolável, rápida e curta. Durante esses acessos,                 o paciente não consegue inspirar, apresenta congestão facial e,      eventualmente, pele azulada, que pode ser seguida de apneia e                vômito, podendo durar de duas a seis semanas.

A última fase, da convalescença, os surtos de tosse desaparecem e dão        lugar a episódios de tosse comum e pode se prolongar até três meses.                                                                       

terça-feira, 27 de outubro de 2020

MARCO QUINTARELLI - NUTRICIONISTA

 Segundo o site Assessoria de imprensa LARISSA HADDOCK: Formado em Nutrição (CRN4- 20.100.945)Marco Quintarelli possui especialização em Nutrição Integrada que é o segmento que utiliza os processos de produção dos alimentos (Nutrição de Produção), desenvolve novos produtos, cuida do preparo e garante a segurança alimentar e os valores nutricionais.

A Nutrição Integrada é voltada às necessidades do corpo, da mente e do espírito,             onde o alimento desempenha diversos papéis na vida do paciente. Ela é Integrada               quando incluímos todos estes processos e os adaptamos para tratar cada indivíduo                 com suas características únicas e suas possíveis comorbidades (Nutrição Clínica).


Marco Quintarelli está cursando duas pós-graduações, em Nutrição Clínica pela                                            UFRJ e em Fitoterapia aplicada a Nutrição.

Site: http://marcoquintarelli.com.br/

Mais informações: LARISSA HADDOCK - 21.99998-4687

segunda-feira, 26 de outubro de 2020

Aumento na produção de gasolina e gás de cozinha faz Replan registrar maior volume de derivados no ano

 Segundo o site https://g1.globo.com: Planta em Paulínia (SP), a maior da Petrobras, produziu 1.895.882 m³ de derivados de petróleo em setembro.

Com aumento na produção de  produtos como gasolina e gás de cozinha (GLP), a Refinaria de Paulínia (Replan),     a maior da Petrobras, registrou em setembro o maior volume de derivados de           petróleo produzidos pela planta no ano e melhor marca para o mês desde 2016.

Dados da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis           (ANP) mostram que foram produzidos 1.895.882 metros cúbicos (m³)               de derivados em setembro, pouco acima dos 1.889.314 m³ de agosto,              melhor marca anterior em 2020 [veja gráfico abaixo].

Após uma queda na produção de derivados no início do ano, pelo                  impacto da pandemia do novo coronavírus, a refinaria em Paulínia            acumula a quinta alta seguida. Desde junho, a planta opera com                           100% de sua  capacidade, após a retomada de operação mais                   duas unidades de produção.

Na ocasião, a companhia destacou que o aumento nos volumes de                 refino e produção de derivados estão relacionados com a flexibilização              da quarentena e a retomada das atividades econômicas no Brasil.

"A Replan tem capacidade para processar 69.000 metros cúbicos (m3)                de petróleo por dia. Atualmente o mercado encontra-se em retomada de crescimento e consequentemente elevando as demandas por derivados               de petróleo", destacou a Petrobras no início do mês.                                              Volume de petróleo refinado na Replan em 2020

Metros cúbicos (m³)1.537.6751.537.6751.048.2681.048.2681.122.0061.122.006920.092920.0921.121.7881.121.7881.403.5681.403.5681.658.0831.658.0831.823.8641.823.8641.728.6511.728.6511.619.4231.619.4231.144.3611.144.3611.033.1781.033.1781.198.5681.198.5681.490.4131.490.4131.778.6901.778.6901.895.8821.895.882Petróleo refinado (m³)Derivados produzidos (m³)JaneiroFevereiroMarçoAbrilMaioJunhoJulhoAgostoSetembro750k1.000k1.250k1.500k1.750k2.000k
Setembro
 Petróleo refinado (m³): 1.728.651
Fonte: ANP

Derivados

Na Replan são produzidos derivados como gasolina, diesel,                            querosene de aviação, gás liquefeito de petróleo (GLP), óleo              combustível, asfalto e bunker, entre outros.

Um dos derivados que registraram aumento na produção neste ano                          é a gasolina A. Foram produzidos em setembro, segundo o relatório               da ANP, 461.417 m³ , o que equivale a 461 milhões de litros do                   combustível.

O total de setembro é 28,7% maior que o volume de agosto                         (358,2 milhões de litros) e a maior quantidade fabricada na Replan                 desde maio de 2018 (462.582 m³).

No caso do GLP, os 123.763 m³ representam uma alta de 2,4% em            relação ao mês anterior (120 mil metros cúbicos). O volume produzido               de gás de cozinha é o maior da planta desde setembro de 2019,              quando foram entregues ao mercado 131,4 mil metros cúbicos do            produto.

Mercado

Os produtos produzidos em Paulínia atendem os seguintes mercados:

  • Interior de São Paulo
  • Sul de Minas
  • Triângulo Mineiro
  • Mato Grosso
  • Mato Grosso do Sul
  • Rondônia
  • Acre
  • Goiás
  • Brasília (DF)
  • Tocantins