domingo, 17 de fevereiro de 2019

Além de Jucazinho, adutora de Geo Caldas pode contemplar a barragem do Prata

Segundo o site https://www.aguasdorioamazonasparaonordeste.com: Conhecer os problemas da sociedade e apresentar soluções para estes, real função de político.
Com olhar  visionário, o criador  do mais completo projeto de infraestrutura para a região Nordeste, busca alternativas para garantir a tão almejada segurança hídrica para a região, nesse sentido ele idealizou a adutora Serro azul - Jucazinho no intuito de otimizar a funcionalidade desse equipamento de contenção  de cheias construído no município de Palmares na  mata sul do estado de Pernambuco. Na história recente a barragem da Prata foi o centro das atenções no Agreste, pois foi o único reservatório que supriu dezenas de cidades a exemplo de  Santa Cruz do Capibaribe a cerca de 75 km de distância, obrigando a Compesa a fazer malabarismo para conseguir atender a demanda das cidades no Agreste setentrional com o colapso de Jucazinho, terceiro maior reservatório do estado, todo esse acréscimo de demanda sobrecarregou o sistema Prata ao ponto de beirar o colapso.                                                                                                                            
 Diante desse cenário, garantir a regularização do sistema Prata para que atenda a demanda quando necessário adicionou a proposta da adutora Serro Azul - Jucazinho, um ramal que para transferir água bruta exclusivamente por gravidade para a bacia do Prata, garantindo mais 21,5 km de curso perenizado  além de garantir o funcionamento do sistema Prata quando  existir mais demanda. O ramal da Prata tem 4,6 km  de extensão derivando da adutora Serro Azul - Jucazinho próximo a cidade de Barra de Guabiraba - PE, acompanha parte da PE -085  e desemboca num riacho ao lado da PE - 103 já no município de Bonito - PE. 
                                                      Barragem Jucazinho: Arnal Carvalho  / JC Imagem.                                                          Garantir água nas barragens, perenizar rios, viabilizar perímetros irrigados, gerar empregos no campo, não é um objetivo distante, apenas requer interesse  por parte da gestão pública, antes que além questione sobre a viabilidade e custos de operação, adiantamos que o potencial hidroelétrico de Serro Azul é mais que  suficiente para suprir o consumo requerido pelo bombeamento da adutora Serro azul - Jucazinho bem como o sistema Pirangi, construído em Catende - PE para atender a sobrecarga do sistema Prata. 
      
Mapa Adutora Serro Azul - Jucazinho: Google Earth.

sábado, 16 de fevereiro de 2019

Mais uma pessoa contaminada por bactéria rara é transferida à UTI após consumo de milho verde, em RO

Segundo o site https://g1.globo.com: Mulher estava internada no Heuro e, após piora no quadro, a equipe médica optou por também interna-lá na UTI.
Foi transferida para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Regional de Cacoal (RO) a quinta paciente contaminada pela bactéria Clostridium botulinum, causadora da doença de 'Botulismo'. A mulher estava internada no Hospital de Urgência e Emergência (Heuro) e, após piora no quadro, a equipe médica optou por também interna-lá na UTI, onde outros quatro familiares já estão desde a segunda-feira (11).
Há suspeitas que a bactéria tenha sido contraída por eles durante um churrasco no último domingo, após a ingestão de uma maionese preparada com milho verde em conserva. Todos são moradores de São Miguel do Guaporé (RO). Além dos cinco pacientes internados na UTI, outras três pessoas, sendo duas crianças e um adulto também comeram da maionese, porém não apresentaram os sintomas de Botulismo. De acordo com a coordenadora de vigilância em saúde de Cacoal, Ivani Gromann, quatro pacientes internados na UTI já foram medicados com o soro antibotulínico. Já a quinta paciente ainda aguarda a chegada do medicamento. “O soro é ministrado em dose única. Os demais pacientes já foram medicados, mas como se trata de uma bactéria rara, o município não possuiu o soro e foi necessário que o Ministério da Saúde enviasse de Brasília [DF]. A previsão era que chegasse na quarta-feira (13), mas não chegou. Fomos informados que o medicamento chega hoje [14]”, afirmou Gromann. Logo que chegar a medicação, a quinta paciente transferida para UTI será medicada. As três pessoas que também comeram a maionese, mas não apresentaram sintomas, também serão medicadas. Os pacientes que já foram medicados com o soro antibotulínico, não apresentaram mudança no quadro clínico e continuam em estado grave de saúde. Entenda o caso                                     O setor de vigilância em saúde de Cacoal alerta que não foi confirmado surto de Botulismo no local. A coordenadora de vigilância em saúde de Cacoal, Ivani, disse que Botulismo é uma doença bacteriana rara, grave, podendo ser fatal e não contagiosa.                                                                                           Essa bactéria pode entrar no organismo por meio de machucados ou pela ingestão de alimentos enlatados preservados de forma inadequada.
"Horas após a pessoa ingerir o alimento contaminado já começa a apresentar visão dupla e em seguida uma paralisia progressiva, que atinge boca, olhos e os principais órgãos. Se não tratada pode levar ao óbito”, explicou Gromann.
E foram esses os sintomas que os membros da família começaram a apresentar logo após o almoço, em um churrasco familiar. Eles foram transferidos para Cacoal na madrugada da segunda-feira.
Ivani explica que a maioria das bactérias do Botulismo está presente principalmente nos alimentos enlatados, porém não é possível confirmar ainda de qual alimento partiu a bactéria, a suspeita é de milho em conserva.
   

MPPB investiga possível caso de negligência de médico do Isea em Campina Grande/PB

Segundo o site www.blogdomarciorangel.com.br:
O Ministério Público da Paraíba da Paraíba (MPPB) está investigando um possível caso de negligência médica, por parte de um médico, que atende no Instituto de Saúde Elpídio de Almeida (Isea), em Campina Grande. De acordo com a denúncia, uma adolescente de 17 anos, grávida de gêmeos, com contrações e perdendo líquido, procurou a unidade para atendimento por duas vezes, mas o médico teria mandado ela voltar pra casa, alegando que os bebês iriam demorar para nascer.
No entanto, ao chegar em casa, as contrações aumentaram e o pai das crianças foi quem deu início à realização do parto. “Primeiro nasceu a menina, mas o menino estava na posição transversal e só saiu o bracinho. Eu estava só com ela em casa e entrei em desespero. Saí ligando para pedir ajuda e retornamos para o Isea, onde foi feita uma cesariana. Mas ele teve uma parada respiratória e precisou ser levado para a UTI, onde ainda está internado”, disse o pai das crianças, o auxiliar de movimentação Felipe Agra, 26 anos, que mora no bairro da Catingueira, em Campina Grande.
A denúncia, junto ao MPPB, foi realizada na quarta-feira (6). A primeira vez que a jovem procurou o Isea, sentido dores, foi no domingo (2), onde, segundo Felipe, o médico plantonista avisou que ela poderia voltar para casa, que os bebês não estavam perto de nascer. “Ela [a jovem] recebeu uma pulseira e voltou lá no outro dia, fez exames e foi novamente dito que ela podia voltar para casa. Quando foi na madrugada do dia 4, os bebês nasceram”, acrescentou Felipe.
“Nós estamos apurando o caso e pedimos que a maternidade instaurasse uma sindicância, não só do médico em questão, mas de eventuais outros profissionais”, disse a promotora de justiça da Saúde em Campina Grande, Adriana Amorim.
Além do MPPB, a família denunciou o caso à ouvidoria do Isea e do Sistema Único de Saúde (SUS), além de estar sendo acompanhada pela Comissão de Defesa dos Diretos da Saúde, da Ordem dos Advogados do Brasil, subseção de Campina Grande.
A direção geral do Isea afirmou que abriu sindicância e vai apurar o caso. Segundo o Isea, o médico denunciado está de licença médica, porque passou por uma cirurgia. Se a denúncia se comprovar, o médico poderá responder por crimes na esfera criminal, ética e civil, conforme a promotoria de saúde.
Da Redação com G1 Paraíba

Fortes chuvas deixam Sanharó em estado de calamidade pública

Segundo o site liberdade.com.br:
Choveu forte no município de Sanharó, Agreste de Pernambuco, nesta sexta-feira (15), e a Prefeitura decretou estado de calamidade pública. Um Comitê de Crise foi instalado. Choveu 140 milímetros, atingindo cidade e zona rural do município.
Vários órgãos foram acionados, como Defesa Civil Municipal, Defesa Civil do Estado, Secretaria da Casa Civil do Estado, Casa Militar, Corpo de Bombeiros, Exército e Celpe.                   
A previsão para Pernambuco neste sábado (16) é de tempo nublado a parcialmente nublado com pancadas de chuva e trovoadas isoladas no Sertão.
Em Caruaru, o dia começou com tempo firme e ensolarado. A temperatura era de 25ºC por volta das 7h. Devem ocorrer pancadas de chuva em áreas isoladas.

Os Parabéns vai para a jovem casada Gilderlane Albuquerque de Surubim

Os Parabéns vai para a jovem casada Gilderlane Albuquerque, que nesta data Jesus o amigo Fiel possa realizar todos os teus sonhos, e Jesus possa te dar muita paz, saúde e muitas felicidades.

Possível retorno dos rodeios a Sorocaba vira polêmica nas redes sociais

Segundo o site www.jornalipanema.com.br: O agendamento de uma audiência pública para debater o projeto de lei 285/2018, de autoria do vereador Luís Santos (PROS), tem gerado polêmica nas redes sociais.

Tudo porque o parlamentar busca a volta de provas equestres na cidade, o que os ativistas da causa animal entendem como exploração dos equinos e um passo na direção do fim da proibição dos rodeios em Sorocaba. O vereador chegou a ser acusado em suas redes sociais de ser um incentivador da tortura contra animais, após marcar uma audiência pública para a próxima sexta-feira (15), às 19h30, na Câmara Municipal, para abordar o seu projeto de lei.                                                
“Acreditar que eu, como cristão e defensor dos animais como sou, estou promovendo eventos ‘para tortura de animais’ como estão espalhando por aí é um absurdo sem limites. Ou pior, que isso seria por conta de algum ganho financeiro sem qualquer prova que justifique tal acusação”, defendeu-se o vereador.
Luis Santos justifica o apoio à ideia como uma forma de fomentar a atividade turística do município. “Como presidente da Comissão Permanente de Turismo da Câmara, fui procurado por pessoas ligadas ao setor para se definir a realização de provas equestres em Sorocaba, preferencialmente na Semana do Tropeirismo que todo ano ocorre na cidade, fechando a Tropeada Paulista que sai de Itararé, até aqui realizada há anos entre as duas cidades”, explicou.
O projeto de Lei 285/2018, de autoria do vereador, altera a Lei nº 8.354 de 27 de dezembro de 2007, sobre o controle de populações animais, bem como sobre a prevenção e controle de zoonoses no Município de Sorocaba. Segundo a alteração, fica permitida a utilização de animais equinos para a prática das seguintes modalidades esportivas: Marcha de Muares e Cavalos, Rédeas, Três Tambores, Apartação, Laço Comprido, Hipismo, Ranch Sorting, Turismo Equestre e Equoterapia.
A causa, porém, não foi bem aceita por defensores da causa animal, por entender que este pode ser um primeiro passo para a volta dos rodeios (por ter provas em comum, como laço e tambores), e também por considerar as provas equestres uma forma de exploração animal. Os ativistas organizaram uma roda de conversa no último sábado (9), para debater o tema, e prometem estar presentes na audiência pública marcada nesta  sexta-feira (15).
Ovídio Brito participa da prova de laço comprido, que faz parte do rodeio completo. Em Sorocaba, prova não poderá ter utilização de bovinos. Crédito: Guilherme Maranhão/Folhapress
Eles também fizeram várias manifestações nas postagens do vereador, criticando seu posicionamento e acusando de incentivar a prática considerada por eles como tortura animal. O parlamentar foi defendido por alguns seguidores, mas decidiu fazer uma postagem para se defender das acusações. A íntegra você pode ler abaixo.
Em nome da Comissão de Turismo da Câmara, o vereador pediu o agendamento da audiência pública ao presidente da Câmara. A discussão do projeto de lei promete ser acalorada, com transmissão pela TV Câmara.
Veja a íntegra da manifestação do vereador Luis Santos:
ESCLARECIMENTO SOBRE A AUDIÊNCIA PÚBLICA QUE VENDO SENDO VEICULADA, DE FORMA MENTIROSA, COMO VOLTA DOS RODEIOS E “TORTURA DE ANIMAIS “!
A QUEM INTERESSAR:
Infelizmente estamos num tempo em que pessoas, utilizando-se das redes sociais, espalham notícias falsas, acusam, julgam e até agridem sem qualquer verificação real dos fatos. Acreditar que eu, como cristão e defensor dos animais como sou, estou promovendo eventos “para tortura de animais” como estão espalhando por aí é um absurdo sem limites. Ou pior, que isso seria por conta de algum ganho financeiro sem qualquer prova que justifique tal acusação é se colocar em risco de uma ação por calúnia e difamação. A verdade é esta: como presidente da Comissão Permanente de Turismo da Câmara fui procurado por pessoas ligadas ao setor para se definir a realização de provas equestres (com cavalos e mulas, não com bois ou para volta de rodeios como de forma mentirosa está sendo divulgado nas redes) em Sorocaba, preferencialmente na Semana do Tropeirismo que todo ano ocorre na cidade, fechando a Tropeada Paulista que sai de Itararé até aqui realizada há anos entre as duas cidades. Como é de praxe, sempre que um assunto pode ter contraditório ou é polêmico, informei que SÓ ENCAMINHARIA A PROPOSTA APÓS A REALIZAÇÃO DE UMA AUDIÊNCIA PÚBLICA A FIM DE OUVIRMOS OS ARGUMENTOS PRÓS E CONTRAS QUE NORTEASSEM A VOTAÇÃO PELOS VEREADORES/ AS. E assim foi feito, sendo esse o melhor trâmite democrático para que a proposta vá ao plenário. Em outras palavras, com isso, proporcionei a todos os interessados que, de forma transparente e justa, participassem e opinassem sobre o tema ANTES DA PROPOSTA SER VOTADA. Tivesse eu outros interesses, inclusive financeiro, como caluniosamente estão afirmando por aí, teria agido às escondidas e não da forma aberta, democrática e transparente como está proposto, via audiência pública. Quem conhece de fato minha história de vida, sabe que nunca estive envolvido com esse tipo de conduta inclusive nos 10 anos de mandato na Câmara. O que não aceito é ser agredido de forma covarde como estou sendo por ter agido da maneira correta dentro do processo legislativo. Convido a quem interessar que participe da referida audiência e também veja a lei de proibição de rodeios em Sorocaba, porque muita gente está me acusando e agredindo sem nem ao menos conhecê-la para entender o porquê assim agi. Obrigado a quem ler e compartilhar essa minha publicação pelo bem da verdade!
   

Advogada acorda em terreno nua e com garrafa na vagina após pedir carro por app

Segundo o site www.jornalipanema.com.br:  A Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Votorantim instaurou inquérito para investigar um caso de estupro contra uma advogada, de 33 anos. A vítima foi encontrada na manhã de segunda-feira (11), em um terreno baldio, no Parque Santos Dumont, nua e com uma garrafa de vidro introduzida na vagina.
De acordo com informações da Polícia Civil, a vítima foi socorrida por volta das 7 horas, por uma equipe da Polícia Militar (PM). Em depoimento, ela contou que mora em Curitiba e vem quinzenalmente para a cidade visitar os pais.
Ela chegou na rodoviária de Sorocaba por volta das 20 horas do domingo, pegou um táxi e foi até uma farmácia, localizada na avenida Nogueira Padilha, Zona Leste do município. Na sequência, a vítima relatou que estava sem bateria no celular, então, pediu para que um casal de desconhecidos acionasse um motorista de aplicativo, para ela chegar até a casa dos pais.
No relato, a vítima contou ainda que, ao entrar no veículo, o motorista ofereceu água. A partir daí, ela não recorda o que aconteceu e só foi acordar de madrugada a três quadras da residência dos pais.
Ainda de acordo com a vítima, um senhor que passava pelo local a viu. Ela não conseguia se mexer, gemia de dor e aparentava estar desorientada. Ao notar a cena ele acionou a PM. A vítima foi encontrada sem as roupas e documentos. Aos policiais, ela contou que teve a mala, o celular e um notebook roubados de sua bolsa.
A advogada foi encaminhada ao Hospital Regional de Sorocaba. O caso segue em investigação.


   
 

                     
 
     
   
       
  

Além de Jucazinho, adutora de Geo Caldas pode contemplar a barragem do Prata

Segundo o site https://www.aguasdorioamazonasparaonordeste.com: Conhecer os problemas da sociedade e apresentar soluções para estes, real fu...