quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

Filha mata pai com veneno para carrapato em visita à UTI

Segundo o site https://www.noticiasaominuto.com.br: Ela foi indiciada por homicídio qualificado pela falta de defesa da vítima

Um homem de 60 anos morreu após receber uma injeção de carrapaticida nessa terça-feira (15). A vítima estava internada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do hospital Giselda Trigueiro, em Natal. A filha é suspeita de ter cometido o crime durante visita ao leito, segundo informa o UOL.                                                                    
De acordo com a equipe médica, o tubo do soro havia mudado de cor e houve odor no ar. Uma seringa e o frasco do veneno foram encontrados na lixeira próximo ao leito.
A suspeita foi presa em flagrante e confessou o crime. Ela disse que comprou veneno para injetar no pai.
"Ela disse que sentia que o pai estava sofrendo muito e resolveu comprar o produto numa casa de ração para aplicar no soro. Depois que ela injetou o veneno, o aparelho que media a frequência cardíaca da vítima começou a avisar que os batimentos estavam acelerados. Ela se desesperou e chamou a equipe médica", disse o delegado Roberto Andrade, da DHPP (Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa).
O material foi recolhido pelos peritos do Itep-RN (Instituto Técnico-Científico de Pericia do Rio Grande do Norte). "A acusada contou que pensou em desistir, mas foi em frente porque acreditava que o pai queria morrer", disse o delegado.
O homem era portador do vírus HIV e tinha tuberculose. O corpo da vítima será submetido a exame para apurar o que causou a morte.
A filha foi indiciada por homicídio qualificado pela falta de defesa da vítima e deve ser transferida para uma unidade prisional do Rio Grande do Norte.
  

Anticorrupção II Servidores da Câmara de Aliança no alvo de operação policial

Segundo o site https://jconline.ne10.uol.com.br:
A operação conta com 90 policiais, entre delegados, agentes e escrivães
Na operação estão sendo cumpridos 12 mandados de busca e apreensão
Foto: JC Imagem
JC Online

Na manhã desta quarta-feira (16), a Polícia Civil deflagrou a 2ª Operação de Repressão Qualificada de 2019. Denominada 'Anticorrupção II', a ação policial, ligada ao Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (Draco) e à Diretoria Integrada do Interior 1 (Dinter 1), conta com 90 policiais, entre delegados, agentes e escrivães.
Segundo a Polícia Civil, as investigações que deram origem à operação começaram em agosto de 2018. A 'Anticorrupção II' tem como objetivo apurar crimes contra a administração praticados por servidores da Câmara Municipal de Aliança, na Zona da Mata de Pernambuco. Entre as infrações estão peculato, falsidade ideológica e organização criminosa.


Na operação estão sendo cumpridos 12 mandados de busca e apreensão, expedidos pela Vara Única da Comarca de Aliança.

Detalhes

Ainda segundo a Polícia Civil, os detalhes da operação serão divulgados às 10h desta quarta, na sede do Draco, no bairro de Tejipió, Zona Oeste do Recife.

Militares vão atuar de forma mais intensa no Programa Mais Médicos

Segundo o site https://jconline.ne10.uol.com.br:
Os militares atuarão para a recepção, hospedagem, transporte e distribuição dos médicos intercambistas nos municípios de atuação
O apoio será feito de forma integrada entre as pastas da Defesa, Saúde e da Educação e Casa Civil
Foto: Divulgação/Portal Brasil
Agência Brasil

O Ministério da Defesa autorizou o emprego das Forças Armadas em apoio a parte logística do Programa Mais Médicos. A decisão, publicada no Diário Oficial da União (DOU) de hoje (16), vale para todo o território nacional e detalha a atuação do Exército, da Marinha e da Aeronáutica.
O ministro da Defesa, Fernando Azevedo, estará no comando das ações envolvendo os médicos militares no programa, de acordo com o texto publicado no Diário Oficial.

Atuação

Na portaria publicada, na seção 1, página 19, os militares atuarão para a recepção, hospedagem, transporte e distribuição dos médicos intercambistas e supervisores nos municípios de atuação em apoio ao programa.


Haverá um oficial de cada Força para assumir a função de ligação entre os demais e assim trocar informações e definir ações.
De acordo com os coordenadores do programa, os militares participam do Mais Médicos na recepção dos integrantes do programa em aeroportos e no deslocamento aéreo para capitais e centros de capacitação.
O apoio logístico será feito de forma integrada com os ministérios da Saúde e da Educação e Casa Civil.

Prefeitura do Recife multará quem deixar de recolher cocô do cachorro

Segundo o site https://radiojornal.ne10.uol.com.br: Os recursos arrecadados com as multas pagas por quem não recolher o cocô do animal serão destinados ao Hospital Veterinário do Recife
A partir desta terça-feira (15), os donos de animais devem retirar as fezes dos animais de estimação dos espaços públicos do Recife. Caso contrário, os responsáveis pelos animais podem sofrer advertências verbais, escritas e até pagar uma multa.
A nova lei, assinada pelo prefeito Geraldo Júlio e já publicada no Diário Oficial do município, determina a limpeza e retirada das fezes de animais de estimação em locais como praças, parques e ruas do Recife.
A educadora física Anete Sampaio passeia com a cachorrinha Maria diariamente no Parcão, espaço de lazer para cachorros que fica em frente ao Parque da Jaqueira, na Zona Norte do Recife. Ela acredita que, mesmo com a lei, a falta de educação das pessoas deve persistir, já que é muito difícil fiscalizar esse tipo de comportamento.
Já o funcionário público Luiz Campelo, que costuma passear com os cachorros também no Parque da Jaqueira, afirma que a lei chega em boa hora. Mas ele se queixa que muita gente insiste em não recolher as fezes dos animais.
Confira os detalhes na reportagem de Camila Brandão:                              

Destino da multa

Se a determinação não for cumprida, o responsável pelo animal pode ser advertido verbalmente ou notificado por escrito. Em caso de desobediência, será aplicada uma multa de R$ 150. Os recursos arrecadados com essas multas serão destinados ao Hospital Veterinário do Recife, na Zona Oeste da cidade.
Por meio de nota, a Prefeitura do Recife informou que está analisando a melhor forma de aplicar a lei.

Moro: 'Petrobras foi saqueada num volume sem paralelo no governo Lula'

Segundo o site https://www.noticiasaominuto.com.br: "Pra onde foi esse dinheiro?", questionou o ministro
Oministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, afirmou, nesta terça-feira, 15, em entrevista à GloboNews
, que a Petrobras foi "saqueada em um volume sem paralelo" durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A declaração foi feita em resposta a pergunta sobre argumentos da defesa do petista à Justiça de que Moro foi um juiz parcial e o perseguiu durante processos judiciais.                                                
Moro afirmou que Lula não "faz parte" de seu "presente", nem do "futuro". "O fato é que a decisão que eu proferi foi confirmada por três desembargadores que permanecem em suas posições."
"O que existe é um álibi falso de perseguição política. O fato é que a Petrobras durante o governo do ex-presidente foi saqueada num volume às vezes sem paralelo no mundo", disse. Moro ressaltou que "a própria Petrobras reconheceu R$ 6 bilhões em desvios".
"Pra onde foi esse dinheiro? esse dinheiro foi para enriquecer ilicitamente diversos agentes públicos daquele governo e parcelas beneficiaram o ex-presidente. Esse álibi parte do pressuposto de que esse escândalo de corrupção não aconteceu", concluiu. Com informações do Estadão Conteúdo.
   

Bolsonaro e 141 ex-deputados já podem se aposentar com até R$ 33,7 mil

Segundo o site https://www.noticiasaominuto.com.br: No caso de Bolsonaro, ele poderá acumular a aposentadoria com o salário de presidente da República, que é de R$ 30.934,70
, um grupo de 142 deputados e ex-deputados, entre eles o presidente Jair Bolsonaro, poderá pedir aposentadoria, já a partir do mês que vem, com direito a um benefício de até R$ 33.763 - seis vezes mais que o teto do INSS. No caso de Bolsonaro, ele poderá acumular a aposentadoria com o salário de presidente da República, que é de R$ 30.934,70.                                                  
Responsáveis por aprovarem as mudanças na Previdência, os parlamentares podem se aposentar por meio de dois planos, com regras mais generosas do que as aplicadas aos trabalhadores da iniciativa privada. Nenhum dos dois regimes está limitado ao teto do INSS, que é de R$ 5,6 mil mensais.
Se tivessem aprovado a reforma da Previdência proposta por Michel Temer, esses parlamentares já teriam de cumprir agora regras mais duras para se aposentar. Pelo texto que está pronto para ser votado na Câmara, os políticos teriam de cumprir de imediato as idades mínimas de 62 anos (mulheres) e 65 anos (homens) e trabalhar por um período adicional de 30% sobre o tempo que faltaria para a aposentadoria. A reforma que será proposta pelo ministro da Economia Paulo Guedes também deve incluir mudanças na Previdência de políticos.
Hoje, um dos planos de aposentadoria parlamentar, o IPC, vale para parlamentares que ingressaram até 1997 - caso de Bolsonaro. O IPC dá direito a aposentadoria com 50 anos de idade, com benefício proporcional ao tempo de mandato. Oito anos de contribuição são suficientes para se obter 26% do salário de parlamentar. O benefício integral é concedido àqueles com 30 anos de contribuição.
A outra modalidade para aposentadoria parlamentar, que reúne a maior parte dos habilitados, é o PSSC, com regras um pouco mais duras que o IPC e cujo benefício é sujeito ao teto do funcionalismo (R$ 39,2 mil). São necessários 60 anos de idade e 35 de contribuição. O benefício é proporcional aos anos de contribuição: a cada ano, é acrescido 1/35 do salário de parlamentar, equivalente a R$ 964.
O nome do presidente da República consta na lista de "aposentáveis" pelos planos dos congressistas, obtida pelo Estadão/Broadcast por meio da Lei de Acesso à Informação. A Câmara diz que é possível informar o valor estimado do benefício a que o presidente teria direito porque existem "incertezas" quanto ao montante exato de cada provento dos parlamentares que estão habilitados a pedir a aposentadoria.
Bolsonaro tem 63 anos e assumiu a cadeira de deputado federal pela primeira vez em 1991. Foram quase 28 anos de mandato antes de assumir a Presidência. Caso tenha contribuído sem interrupções, isso lhe dará direito a um benefício muito próximo do integral (mais de 90% da remuneração de parlamentar). Ele tem 12 meses para solicitar o benefício com direito a retroatividade. Depois, ele pode pedir, mas só recebe dali em diante.
O Palácio do Planalto não respondeu aos questionamentos da reportagem.
Dos 142 deputados e ex-deputados que têm direito ao benefício, 58 não foram reeleitos ou nem se candidataram. No Senado, 26 dos não reeleitos estão aptos a requerer o benefício. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
   

Mega-Sena acumula e deve pagar R$ 27 milhões no próximo sorteio

Segundo o site https://www.noticiasaominuto.com.br/brasil: O prêmio estimado para o próximo sorteio, no dia 17, é de R$ 27 milhões.
N
enhum apostador acertou as seis dezenas do concurso 2.115 da Mega-Sena. Os números sorteados nesta terça-feira (15), em Piratuba (SC), foram os seguintes: 04, 19, 27, 35, 40 e 44. O prêmio estimado para o próximo sorteio, no dia 17, é de R$ 27 milhões.      
Confira o rateio oficial:
Sena - 6 números acertados - Não houve acertador
Quina - 5 números acertados - 75 apostas ganhadoras, R$ 23.377,95
Quadra - 4 números acertados - 4470 apostas ganhadoras, R$ 560,35
QUINA
Nenhum apostador acertou as cinco dezenas do concurso 4.876 da Quina. Os números sorteados nesta terça-feira (15), em Piratuba (SC), foram os seguintes: 04, 34, 55, 58 e 63. O prêmio estimado para o próximo sorteio, no dia 16, é de R$ 3,8 milhões.
Confira o rateio oficial:
Quina - 5 números acertados - Não houve acertador
Quadra - 4 números acertados - 73 apostas ganhadoras, R$ 6.036,62
Terno - 3 números acertados - 6228 apostas ganhadoras, R$ 106,40
Duque - 2 números acertados - 147467 apostas ganhadoras, R$ 2,47
LOTOMANIA
Nenhum apostador acertou as 20 dezenas do concurso 1.935 da Lotomania. Os números sorteados nesta terça-feira (15), em Piratuba (SC), foram os seguintes: 11, 13, 21, 24, 32, 34, 37, 40, 44, 45, 51, 54, 55, 59, 65, 73, 85, 86, 90 e 93. O prêmio estimado para o próximo sorteio, no dia 18, é de R$ 1,25 milhão.
Confira o rateio oficial:20 números acertados - Não houve acertador
19 números acertados - 5 apostas ganhadoras, R$ 41.527,50
18 números acertados - 66 apostas ganhadoras, R$ 1.966,26
17 números acertados - 746 apostas ganhadoras, R$ 173,95
16 números acertados - 4869 apostas ganhadoras, R$ 26,65
15 números acertados - 22599 apostas ganhadoras, R$ 5,74
0 acertos - Não houve acertador
TIMEMANIA
Nenhum apostador acertou as sete dezenas do concurso 1.281 da Timemania. Os números sorteados nesta terça-feira (15), em Piratuba (SC), foram os seguintes: 08, 26, 54, 58, 59, 74 e 76. O prêmio estimado para o próximo sorteio, no dia 17, é de R$ 10,3 milhões.
Confira o rateio oficial:
7 números acertados - Não houve acertador
6 números acertados - 4 apostas ganhadoras, R$ 37.092,98
5 números acertados - 233 apostas ganhadoras, R$ 909,69
 números acertados - 4495 apostas ganhadoras, R$ 6,00
3 números acertados - 44584 apostas ganhadoras, R$ 2,00
Time do Coração - REMO/PA - 14274 apostas ganhadoras, R$ 5,00
DUPLA-SENA
Nenhum apostador acertou as seis dezenas das duas faixas do concurso 1.889 da Dupla-Sena. Os números sorteados nesta terça-feira (15), em São Paulo, foram os seguintes: 1º sorteio - 01, 02, 17, 24, 33 e 49; 2º sorteio -
07, 08, 14, 33, 36 e 48. O prêmio estimado para o próximo sorteio, no dia 17, é de R$ 10 milhões.
Confira o rateio oficial:
Premiação - 1º Sorteio
Sena - 6 números acertados - Não Houve ganhadores
Quina - 5 números acertados - 74 apostas ganhadoras R$ 1.978,20
Quadra - 4 números acertados - 2922 apostas ganhadoras R$ 57,25
Terno - 3 números acertados - 46652 apostas ganhadoras R$ 1,79
Premiação - 2º Sorteio
Sena - 6 números acertados - Não Houve ganhadores
Quina - 5 números acertados - 46 apostas ganhadoras R$ 2.864,10
Quadra - 4 números acertados - 2818 apostas ganhadoras R$ 59,36
Terno - 3 números acertados - 45574 apostas ganhadoras R$ 1,83
Com informações da Folhapress.
                                                                                                                                 

Bolsonaro sanciona Lei do Orçamento 2019 de mais de R$ 3,3 trilhões

Segundo o site https://www.noticiasaominuto.com.br: Lei também fixa a despesa em igual valor
ALei 13.808, que trata do Orçamento da União e estima receita para o exercício de 2019 em mais de R$ 3,3 trilhões está publicada no Diário Oficial da União
 desta quarta-feira (16). Ela também fixa a despesa em igual valor.                                                
No capítulo que trata dos orçamentos Fiscal e da Seguridade Social, a lei diz, em seu Artigo 2º, que a receita total estimada é de mais de R$ 3.2 trilhões, “incluindo a proveniente da emissão de títulos destinada ao refinanciamento da dívida pública federal, interna e externa”.
Ela foi sancionada nessa terça-feira (15) pelo presidente da República, Jair Bolsonaro. Com informações da Agência Brasil.
   

Jogador é assassinado a tiros em Manaus

Segundo o site https://www.noticiasaominuto.com.br: Rodrigo Reis de Souza era zagueiro, tinha 19 anos e jogava na base do Fast
O
zagueiro Rodrigo Reis de Souza, de 19 anos, foi assassinado a tiros nesta terça-feira (15), no bairro Nossa Senhora de Fátima, na Zona Norte de Manaus. Ele jogava na base do Fast Clube.                                                                                                
De acordo com a Polícia Civil, o crime teria sido cometido por dois homens ainda não identificados.
Segundo o Globoesporte.com, testemunhas relataram que o jogador estava em um bar que pertencia ao pai dele, quando foi abordado por dois homens que chegaram ao local em uma motocicleta. Os suspeitos efetuaram os disparos e Rodrigo acabou atingido três vezes na cabeça e morreu na hora.
O caso é investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).
    

terça-feira, 15 de janeiro de 2019

Decreto de Bolsonaro permite a posse de até quatro armas por cidadão

Segundo o site https://oglobo.globo.com/brasil:
Medida assinada pelo presidente facilita aquisição a moradores de estados com altos índices de violência
O presidente Jair Bolsonaro ao assinar o decreto de flexibilização da posse de armas Foto: Jorge William / Agência O Globo                                                                                                                                                                                           BRASÍLIA - O decreto assinado nesta terça-feira pelo presidente Jair Bolsonaro facilitará que cada cidadão tenha a posse de até quatro armas de fogo. O número pode ser maior se comprovada a real necessidade para o requerente. Os interessados não vão precisar mais do aval da Polícia Federal sobre a posse indispensável do objeto em casa. A partir de agora, bastará uma autodeclaração para que o direito à posse seja concedido — ainda é necessário apresentar atestados de aptidão física e condições psicológicas.     ENTENDA: O que mudou na posse de armas após decreto do presidente           O texto já coloca como pressuposto da efetiva necessidade da arma o fato de o interessado morar em um estado com uma taxa de homicídios superior a 10 mil por 100 mil habitantes (com dados de 2016), conforme informações oficiais, e em área rural.  Estes critérios permitem o acesso a habitantes de qualquer unidade da federação. Titulares ou responsáveis legais por estabelecimentos comerciais ou industriais também terão a posse de armas garantida.   A medida também libera a posse de armas para uma lista ampla de servidores públicos, inclusive os inativos, tais como os agentes da área de segurança pública, da administração penitenciária, do sistema socioeducativo e envolvidos em outras atividades com poder de polícia administrativa. Também terão direito militares ativos e inativos.                                                     Outros casos poderão ser analisados para justificar o pedido de posse de arma. As novas regras estabelecem que a validade do registro é de 10 anos. Até então era preciso renovar a cada cinco anos. Estão mantidas as exigências de ter no mínimo 25 anos de idade, não responder a processo criminal nem ser investigado, não ter antecedentes criminais, apresentar laudo psicológico e atestado de capacidade técnica.      Brecha para até seis armas          Embora o texto coloque quatro armamentos como limite dentro das novas regras, o decreto abre a possibilidade para que o cidadão tenha até seis armas de fogo. Conforme o texto, caso haja "fatos e circunstâncias" que justifiquem, essse limite de armas pode ser superado "conforme legislação vigente". A norma atual, expedida por portaria de 1999 do Exército, estabelece a quantidade máxima de seis armas, especificando os modelos e calibres. São duas curtas e quatro longas (sendo duas de alma lisa e duas de alma raiada).       Mas essa quantidade poderá mudar caso o Congresso Nacional crie uma lei estabelecendo outro parâmetro, que então se tornará a "legislação vigente" mencionada no decreto assinado por Bolsonaro. O próprio presidente Bolsonaro assinalou, durante cerimônia de assinatura do decreto, que será possível extrapolar o limite de quatro armas estabelecido no decreto.       — Na legislação atual pode-se comprar até quatro. E preenchendo esses requisitos, cidadão de bem com toda certeza, poderá fazer o uso dessas armas. Com a possibilidade ainda, se tiver que comprar mais armas, tendo em vista o número de propriedades rurais, por exemplo, os cidadãos podem, comprovando, obter uma maior quantidade de armas.             Bolsonaro não explicou se haveria critérios diferenciados para comprovar a necessidade de mais armas, além do limite de quatro itens. A bancada da bala na Câmara já prepara a votação de um projeto, pronto para ser pautado no plenário, que derruba o atual Estatuto do Desarmamento e cria regras mais flexíveis.   'Direito legítimo'         Durante a cerimônia que marcou a assinatura do decreto nesta terça-feira, Bolsonaro destacou que os novos critérios para a posse de arma obedecem a decisão das urnas no referendo realizado em 2005 para consultar a população sobre o tema.              — Como o povo soberanamente decidiu por ocasião do referendo de 2005, para lhes garantir esse legítimo direito à defesa, eu como presidente vou usar essa arma — disse o presidente, ao mostrar uma caneta      No discurso, o Bolsonaro também mencionou que a legislação anterior era subjetiva quando se tratava da necessidade de comprovação de necessidade para a obtenção do aval da Polícia Federal.                                                                                                                                              

Filha mata pai com veneno para carrapato em visita à UTI

Segundo o site https://www.noticiasaominuto.com.br: Ela foi indiciada por homicídio qualificado pela falta de defesa da vítima Um homem ...