Câmara Municipal de Surubim

Câmara Municipal de Surubim
Câmara Municipal de Surubim

Com aumento na passagem, usuários de ônibus questionam qualidade do serviço

 Segundo o site https://www.folhape.com.br/noticias: Reajuste passou a valer a partir deste domingo (13)

Começou a valer, neste domingo (13), os novos valores da passagem de ônibus na Região Metropolitana do Recife (RMR), após o reajuste de 9,69% aprovado na última sexta-feira (11), pelo Conselho Superior de Transporte Metropolitano (CSTM). A votação contou com 14 votos a favor, sete contra e duas abstenções. O colegiado é composto por instituições públicas, incluindo Estado e prefeituras, e por representantes do setor rodoviário e da sociedade civil.
 
Com o aumento, o preço cobrado no Anel A, que inclui a maioria dos trajetos do Sistema de Transporte Público de Passageiros (STPP), operado pelo Grande Recife Consórcio de Transporte, passou de R$ 3,75 para R$ 4,10. Já o Anel B, que inclui linhas que circulam por mais de uma cidade da RMR ,subiu de R$ 5,10 para R$ 5,60. O Anel G foi de R$ 2,45 para R$ 2,70.
 
No Terminal Integrado da Caxangá, na Zona Oeste do Recife, os passageiros estavam descontentes com o reajuste. “É uma situação complicada. Eu estou aqui há mais de hora esperando a condução e não passa. Você tem aumento de passagem e não tem qualidade. Só faz aumentar a passagem mas a qualidade para o usuário não tem nenhuma, é péssima, fica tudo do mesmo jeito e não melhora nada, só piora”, desabafou a cozinheira Denise Alves, de 42 anos.
Ela mora no bairro da Várzea, também na Zona Oeste do Recife, e trabalha em Jardim Piedade, em Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana.

“A situação não está fácil para estar aumentando a passagem. Com o desemprego só aumentando, a pessoa vai tirar o dinheiro de onde? Como é que o povo vai procurar emprego se aumenta a passagem? Eu pego três conduções para o trabalho, tenho que sair o mais cedo possível para chegar na hora porque os ônibus estão sempre cheios e demoram. E se eu quiser voltar um pouco mais rápido para casa eu tenho que pagar mais uma condução”, contou.

Dona Maria Albanize, de 62 anos, também demonstrou insatisfação. “Eu achei esse aumento péssimo. Eu gasto quatro passagens por dia, passo por Boa Viagem, pelo Derby, vai ficar mais pesado”, disse.

A estudante Luiza Maria mora com a família no bairro da Tabatinga, em Camaragibe, na RMR, e está com o padrasto internado em um hospital no Recife. “Minha mãe tem que ficar recarregando o VEM Comum para a gente poder usar o transporte e visitar ele. Eu achei horrível esse aumento porque vai dificultar muito a vida de quem precisa pegar muitos ônibus”, comentou.

O reajuste foi validado pela Agência Reguladora de Pernambuco (Arpe) e publicado no Diário Oficial deste sábado (12). Mais de 710 mil pessoas utilizam o sistema de transporte diariamente.

Postar um comentário

0 Comentários