Header Ads Widget

header ads

Show de reabertura é interrompido em Nova York por ameaça do furacão Henri

 Segundo o site https://www.folhape.com.br/noticias: Evento marcava retorno dos grandes eventos à cidade norte-americana

A cidade de Nova York interrompeu, neste sábado (21), um show repleto de astros da música que pretendia marcar o seu "retorno ao lar" após o pior momento da pandemia da Covid-19, devido à ameaça de uma virada no tempo com a aproximação do furacão Henri.

Barry Manilow, uma das atrações do evento, cujo line-up incluía Bruce Springsteen, Patti Smith e Paul Simon, teve que interromper sua apresentação, em meio ao pedido dos organizadores para que o público se dirigisse com rapidez, mas com calma, até a saída mais próxima, devido às nuvens de tempestade que se aproximavam.

Cerca de 60 mil pessoas eram esperadas no show, realizado no Central Park. O furacão, com ventos máximos sustentados de 120 km/h, deve tocar a terra neste domingo (22). “Acho que, por segurança, faz sentido. Consigo ouvir o trovão”, disse a espectadora Maria Fuentes, na plateia.

Muitos também estavam preocupados com a Covid-19, apesar dos requisitos de vacinação. O público maior de 12 anos teve que apresentar um comprovante de vacinação. A máscara só foi exigida de crianças não vacinadas.

“Pelo menos todos estão vacinados” nos shows, comentou Ilana Gomez, animada para assistir à banda do guitarrista Carlos Santana. "Música foi o que mais me fez falta" durante a pandemia, disse a jovem, de 27 anos, à AFP. Ela observou que era "incrível" estar com tantas pessoas, mas disse achar que não foi "a melhor ideia" organizar um evento tão grande.

Um total de 68% dos nova-iorquinos adultos foram totalmente vacinados, embora os casos tenham subido recentemente para mais de 1.850 por dia, um aumento de 19% em duas semanas. A população não vacinada continua a enfrentar os riscos de contrair o vírus e desenvolver a forma grave da doença.

A ameaça de mau tempo jogou uma pá de terra sobre o show antes mesmo de o evento ser interrompido, quando meteorologistas americanos elevaram Henri à categoria de furacão. O fenômeno deve se manter quilômetros afastado da cidade, mas pode causar tempestades tropicais a partir desta noite.

Postar um comentário

0 Comentários