Header Ads Widget

header ads

Vídeo | Champanhe enviado para mulher casada causa pancadaria em bar de Cuiabá

 Segundo o site https://olivre.com.br: A briga generalizada envolveu mais de 10 pessoas e causou vários danos ao estabelecimento

O bar e restaurante Baronês, localizado na Avenida Getúlio Vargas, no Centro-Norte de Cuiabá, foi palco de uma briga generalizada nessa quinta-feira (17), que acabou com seis pessoas presas.

Quando a Polícia Militar chegou ao local a briga ainda estava acontecendo. Porém, ao verem os policiais, alguns suspeitos fugiram e os policiais só conseguiram prender seis homens com idades entre 28 e 44 anos na porta do estabelecimento.                                        Um deles, de 44 anos, estava transtornado e precisou ser algemado; ele xingava os policiais e tentou resistir à prisão. O celular de um dos de 28 anos foi apreendido por conter imagens da pancadaria.

Como começou

Após acalmarem os ânimos, os policiais conversaram com o gerente do restaurante, que disse que a briga teve início porque um dos suspeitos mandou entregar uma garrafa de champanhe em uma mesa vizinha, em que estavam algumas mulheres.

O marido de uma das mulheres, no entanto, não gostou da atitude do homem e foi até a mesa dos suspeitos falar que isso não havia sido legal.

Nesse momento, foi iniciada uma discussão entre o marido e os homens da mesa e os seguranças precisaram intervir dizendo que iriam fechar a conta da mesa e que era para os homens que tinham mandado o champanhe se retirarem do local.

Os clientes, no entanto, reagiram pegando uma faca da mesa como se fossem atacar o segurança, que reagiu os empurrando para fora do restaurante. A partir daí a briga generalizada começou.

Os homens da mesa começaram a agredir os seguranças e garçons do restaurante. Um dos garçons, inclusive, foi lesionado na testa com uma cadeirada.

Com as cadeiras e mesas arremessadas, um computador, três mesas, quatro cadeiras, duas garrafas de whisky, um móvel e um vidro blindex foram danificados.

Veja vídeos da pancadaria:  

Após a chegada da polícia e a prisão dos seis suspeitos, o garçom que ficou machucado foi encaminhado até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Bairro Verdão, onde recebeu dois pontos na cabeça e foi liberado.

Um dos suspeitos, de 28 anos, precisou ser encaminhado para a Policlínica do Verdão para receber atendimento médico. Os demais, embora machucados, recusaram atendimento.

Todos foram encaminhados para a Central de Flagrantes de Cuiabá, onde o caso foi registrado como dano, lesão corporal e, resistência, desacato e desobediência do que resistiu.

Postar um comentário

0 Comentários