quinta-feira, 17 de dezembro de 2020

Turista do Recife morre vítima de afogamento em Fernando de Noronha; veja vídeo do resgate

 Segundo o site https://g1.globo.com/pe/pernambuco: Segundo testemunhas, caso ocorreu na Praia do Cachorro, nesta quarta (16). Homem de 36 anos foi resgatado em um bote da Marinha e levado ao Porto de Santo Antônio.

Um turista do Recife morreu, nesta quarta-feira (16), vítima de um afogamento em Fernando de Noronha. Segundo testemunhas, ele se afogou na Praia do Cachorro, uma das mais famosas da ilha, mas, de acordo com a Administração do Distrito, foi resgatado em um bote da Marinha e levado ao Porto de Santo Antônio. O homem tinha 36 anos e foi socorrido, mas não resistiu. Um vídeo enviado à reportagem registrou o momento do resgate.

Levado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e pelo        Corpo de Bombeiros, ele chegou ao Hospital São Lucas às 13h04,               segundo o governo local. No local do afogamento, a equipe do Samu            constatou que o homem havia sofrido uma parada cardiorrespiratória.                  Foram feitas manobras de reanimação em todo o caminho até o                       hospital, mas o homem morreu. O salva-vidas e guia de turismo            Jefferson  Cachorrinho foi quem iniciou o salvamento ao turista que                    se afogou.Segundo ele, a correnteza estava forte no momento em                 que  o homem estava nadando.

"Eu moro na Praia do Cachorro. Ele estava nadando com a                    namorada, primo e amigos, mas as ondas estavam muito                          agitadas e havia ondas muito grandes. A correnteza puxou                                ele para o mar. Nadei por cerca de três quilômetros e, quando                          cheguei perto, ele já estava afundando, desfalecendo. Pus ele na                          boia e fiz massagem dentro d’água", afirmou Cachorrinho.

O salva-vidas disse, ainda, que sentiu o pulso da vítima, ainda no                          mar. "Quando entrei na água, já fui gritando para as pessoas                            ligarem para o 190, porque eu sabia que, por causa das ondas,                               não conseguiria sair pela praia. Uma lancha da Marinha deu apoio,                   nos retirou e ele foi levado ao hospital", contou. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário