quarta-feira, 1 de maio de 2019

Quase mil cidades podem ter surto de dengue, zika e chikungunya

Segundo o site https://www.rapidonoar.com.br: Novecentos e noventa e quatro municípios brasileiros apresentam alto índice de infestação pelo mosquito Aedes aegypti e podem registrar surtos de dengue, zika e chikungunya.

O número, de acordo com informações do Ministério da Saúde, representa 20% das 5.214 cidades que realizaram algum tipo de estudo que classifica o risco do aumento de doenças causadas pelo vetor.                                                                            
O primeiro Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa) de 2019 revela que a incidência de casos de dengue no país entre janeiro e março subiu 339,9% em relação ao mesmo período de 2018.
Além da situação de risco, o estudo identificou 2.160 municípios em situação de alerta e 1.804 com índices considerados satisfatórios.
O ministério alertou hoje (30), em Brasília, para a necessidade de fortalecer ações de combate ao mosquito, mas avaliou que, mesmo com o aumento de casos de dengue, a taxa de incidência está dentro do esperado para o período e o país não está em situação de epidemia. O Ministério da Saúde admite, entretanto, que podem haver epidemias localizadas de dengue em alguns municípios.
Capitais
Cinco capitais estão com índice de infestação considerado satisfatório: Boa Vista, João Pessoa, São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília.
Cuiabá está classificada como em risco e outras 16 capitais estão em alerta. São elas: Fortaleza, Porto Velho, Palmas, Salvador, Teresina, Recife, Belo Horizonte, Campo Grande, Vitória, São Luís, Belém, Macapá, Manaus, Maceió, Aracaju e Goiânia.
Natal, Porto Alegre e Curitiba realizaram levantamento por meio de metodologia diferente (armadilha), enquanto Florianópolis e Rio Branco não enviaram informações ao ministério sobre o índice de infestação ao governo federal.
Criadouros
O armazenamento de água no nível do solo (armazenamento doméstico), como em toneis e barris, foi o principal tipo de criadouro identificado no país, seguido por depósitos móveis, caracterizados por vasos e frascos com água, pratos e garrafas retornáveis. Por último, estão os depósitos encontrados em lixo, como recipientes plásticos, garrafas PET, latas, sucatas e entulhos de construção.
Dengue
Até 13 de abril de 2019, foram registrados 451.685 casos prováveis de dengue no Brasil contra 102.681 casos no ano passado. A incidência, que considera a proporção de casos em relação ao número de habitantes, tem taxa de 216,6 casos para cada 100 mil habitantes. O número de óbitos pela doença também teve aumento, de 186,3%, passando de 66 para 123 mortes.
Zika
Foram registrados ainda 3.085 casos de zika, com incidência de 1,5 caso para cada 100 mil habitantes. Em 2018, no mesmo período, foram identificados 3.001 casos prováveis da doença. Não há óbitos por zika contabilizados em 2019.
Chikungunya
Também houve 24.120 casos de chikungunya, com uma incidência de 11,6 casos para cada 100 mil habitantes. Em 2018, foram 37.874 casos – uma redução de 36,3%. Em 2019, não foram confirmados óbitos por Chikungunya no país.
O levantamento
O LIRAa é classificado pelo Ministério da Saúde como um instrumento fundamental para o controle do vetor e de doenças transmitidas por ele. Com base nas informações coletadas, o gestor pode identificar os bairros onde estão concentrados os focos de reprodução do mosquito, bem como o tipo de criadouro predominante.
O objetivo do levantamento é permitir que os municípios tenham melhores condições de fazer o planejamento das ações de combate e controle do mosquito
                   SATISFATÓRIO  ALERTA  RISCO:                                                                           A lista completa de cidades que participaram do estudo pode ser acessada aqui.                                                                                                                             PERNAMBUCO Abreu e Lima , Afogados da Ingazeira , Afrânio PE 1,00 Agrestina PE 2,50 Água Preta PE 0,30 Águas Belas PE 5,10 Alagoinha PE 3,80 Aliança PE 2,60 Altinho PE 1,50 Amaraji PE 0,40 Angelim PE 2,90 Araçoiaba PE 2,50 Araripina PE 4,80 Arcoverde PE 6,50 Barra de Guabiraba PE 0,00 Barreiros PE 0,00 Belém de Maria PE 1,70 Belém de São Francisco PE 0,00 Belo Jardim PE 4,80 Betânia PE 2,10 Bezerros PE 1,60 Bodocó PE 1,90 Bom Conselho PE 1,90 Bom Jardim PE 2,90 Bonito PE 1,20 Brejão PE 2,70 Brejinho PE 4,70 Brejo da Madre de Deus PE 8,50 Buenos Aires PE 0,60 Buíque PE 4,70 Cabo de Santo Agostinho PE 2,00 Cabrobó PE 0,40 Cachoeirinha PE 2,60 Caetés PE 2,90 Calçado PE 6,10 Calumbi PE 6,40 Camaragibe PE 6,50 Camocim de São Félix PE 4,60 Camutanga PE 4,20 Canhotinho PE 1,20 Capoeiras PE 1,40
Carnaíba PE 6,20 Carnaubeira da Penha PE 2,50 Carpina PE 1,60 Caruaru PE 6,90 Casinhas PE 3,90 Catende PE 0,70 Cedro PE 4,30 Chã de Alegria PE 1,90 Chã Grande PE 1,30 Condado PE 0,00 Correntes PE 3,30 Cortês PE 5,30 Cumaru PE 2,70 Cupira PE 3,10 Custódia PE 10,60 Dormentes PE 1,90 Escada PE 4,70 Exu PE 3,10 Feira Nova PE 3,70 Ferreiros PE 4,50 Flores PE 0,50 Floresta PE 3,50 Frei Miguelinho PE 0,70 Gameleira PE 1,60 Garanhuns PE 6,70 Glória do Goitá PE 7,40 Goiana PE 1,80 Granito PE 10,60 Gravatá PE 9,60 Iati PE 6,30 Ibimirim PE 5,30 Ibirajuba PE 19,00 Igarassu PE 2,30 Iguaraci PE 3,90 Ilha de Itamaracá PE 0,40 Inajá PE 9,00 Ingazeira PE 2,40 Ipojuca PE 0,70 Ipubi PE 2,70 Itacuruba PE 0,00 Itaíba PE 8,90 Itambé PE 1,80 Itapetim PE 2,70 Itapissuma PE 0,80 Itaquitinga PE 5,70 Jaboatão dos Guararapes PE 2,20 Jaqueira PE 2,60 Jataúba PE 1,20 Jatobá PE 2,30
João Alfredo PE 12,60 Joaquim Nabuco PE 0,40 Jucati PE 8,40 Jupi PE 1,80 Jurema PE 2,80 Lagoa do Carro PE 0,50 Lagoa do Itaenga PE 1,20 Lagoa do Ouro PE 0,00 Lagoa dos Gatos PE 1,40 Lagoa Grande PE 0,60 Lajedo PE 0,40 Limoeiro PE 10,10 Macaparana PE 2,60 Machados PE 2,40 Manari PE 1,90 Maraial PE 0,60 Mirandiba PE 1,50 Moreilândia PE 6,70 Moreno PE 2,40 Nazaré da Mata PE 1,90 Olinda PE 1,20 Orobó PE 0,40 Orocó PE 0,00 Ouricuri PE 3,10 Palmares PE 1,20 Palmeirina PE 0,40 Panelas PE 4,60 Paranatama PE 4,20 Parnamirim PE 1,10 Passira PE 1,50 Paudalho PE 0,70 Paulista PE 0,70 Pedra PE 9,10 Pesqueira PE 3,20 Petrolândia PE 6,90 Petrolina PE 1,40 Poção PE 3,70 Pombos PE 0,90 Primavera PE 0,50 Quipapá PE 0,70 Quixaba PE 2,70 Recife PE 1,60 Riacho das Almas PE 2,90 Ribeirão PE 0,30 Rio Formoso PE 0,00 Sairé PE 7,80 Salgadinho PE 7,10 Salgueiro PE 2,90 Saloá PE 8,00
Sanharó PE 0,90 Santa Cruz PE 4,00 Santa Cruz da Baixa Verde PE 7,30 Santa Cruz do Capibaribe PE 14,20 Santa Filomena PE 2,70 Santa Maria da Boa Vista PE 0,40 Santa Maria do Cambucá PE 10,00 Santa Terezinha PE 2,50 São Benedito do Sul PE 0,00 São Bento do Una PE 6,40 São Caitano PE 6,30 São João PE 7,40 São Joaquim do Monte PE 6,90 São José da Coroa Grande PE 1,20 São José do Belmonte PE 1,60 São José do Egito PE 2,30 São Lourenço da Mata PE 2,20 São Vicente Ferrer PE 0,80 Serra Talhada PE 8,70 Serrita PE 1,70 Sertânia PE 7,90 Sirinhaém PE 0,00 Solidão PE 1,60 Surubim PE 18,60 Tabira PE 9,60 Tacaimbó PE 0,30 Tacaratu PE 5,40 Tamandaré PE 0,20 Taquaritinga do Norte PE 12,30 Terezinha PE 15,70 Terra Nova PE 0,80 Timbaúba PE 3,40 Toritama PE 1,10 Tracunhaém PE 6,80 Trindade PE 2,60 Triunfo PE 3,40 Tupanatinga PE 4,30 Tuparetama PE 2,60 Venturosa PE 1,80 Verdejante PE 1,50 Vertente do Lério PE 2,60 Vertentes PE 1,10 Vicência PE 3,00 Vitória de Santo Antão PE 1,60 Xexéu PE 1,90                                                                       

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prometida por Bolsonaro, dessalinização já dava água a milhares no Nordeste

Segundo o site https://www.viparaguaia.com: Ao longo de 30 anos foram instalados de 3.500 a 4.000 dessalinizadores. S ão 6h, e os morado...