quarta-feira, 1 de maio de 2019

Gasolina sobe 1,4% e terá novas altas no Estado

Segundo o site https://www.correiodoestado.com.br: Valor médio do litro da gasolina chega a R$ 4,163
Os preços dos combustíveis tiveram nova majoração nesta semana de quase 4% em relação à semana passada e podem subir ainda mais com a mudança amanhã na pauta fiscal dos produtos em Mato Grosso do Sul. Pesquisa da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), realizada entre 21 e 27 de abril em 88 postos do Estado, aponta que, somente na Capital, a gasolina subiu 1,43%, com valor médio chegando a R$ 4,163. O menor preço ficou em R$ 4,055, enquanto o mais caro chegou aos R$ 4,339.
No Estado, o preço médio ficou em R$ 4,255 para os consumidores, com a cotação mais elevada em Corumbá, que chegou a R$ 4,64 em média.
Já o preço médio do etanol teve aumento de 3,48% em uma semana nos estabelecimentos de Campo Grande, chegando a R$ 3,475 o custo médio. O valor mais em conta ficou em R$ 3,199 e o maior, em R$ 3,999. Em MS, a média ficou em R$ 3,552, avanço de 2,92% diante da semana passada. 
O diesel apresentou média de R$ 3,686 no Estado. O valor mais barato registrado pela ANP foi de R$ 3,499 na Capital e o mais caro, de R$ 3,990 no município de Nova Andradina. A média na Capital foi de R$ 3,639. A pesquisa do diesel foi realizada em 50 postos de Mato Grosso do Sul.
Pauta
O consumidor de Campo Grande ainda deve se preparar para mais aumentos dos combustíveis nestes próximos dias. Com a mudança da pauta fiscal hoje, a majoração pode chegar a 4,29%, como no caso da gasolina. De acordo com tabela publicada semana passada no Diário Oficial da União pelo Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), em relação à gasolina comum, o Preço Médio Ponderado ao Consumidor Final (PMPF) do combustível sairá de R$ 4,1274 para R$ 4,3046 – um avanço de dezessete centavos. Para a aditivada, o novo valor de referência é de R$ 6,0955, o que representa alta de 1,79% em relação aos R$ 5,9880 praticados atualmente.
O etanol terá elevação de 1,11% e valor de referência fixado em R$ 3,4251, diferença de três centavos em relação ao preço médio em vigor, de R$ 3,3876.
Outro produto com acréscimo expressivo no preçomédio ao consumidor será a querosene de aviação, com alta de 4,01%, subindo de R$ 3,0698 para R$ 3,1928.
Ainda conforme o Ato Cotepe do Confaz, o valor de referência para o litro do diesel S-10 no Estado vai de R$ 3,7241 para R$ 3,7576, acréscimo de 0,89%. Já no óleo diesel, o reajuste ficará em 0,96%, com valores passando de R$ 3,6077 para R$ 3,6425 no próximo mês.
O gás de cozinha (GLP) traz uma surpresa, com leve queda de 1,03% nos valores. A tabela do Confaz estabelece preço de R$ 5,5146 – um pouco abaixo dos R$ 5,5718 praticados no mercado.                                  
Enquanto isso, o gás natural veicular (GNV) mantém o valor de referência igual ao atual. O preço médio para o combustível fica em R$ 2,9429.
O chamado Preço Médio Ponderado ao Consumidor Final é uma espécie de preço médio no comércio varejista de combustíveis e resulta de sondagem realizada pela Secretaria de Estado de Fazenda para fins de tributação. 
    

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Prometida por Bolsonaro, dessalinização já dava água a milhares no Nordeste

Segundo o site https://www.viparaguaia.com: Ao longo de 30 anos foram instalados de 3.500 a 4.000 dessalinizadores. S ão 6h, e os morado...