RMR: terminais integrados e estações do BRT ganham Centro de monitoramento em tempo real

 Segundo o site https://www.folhape.com.br/noticias: O centro funciona no T.I. da Cidade Universitária

Um Centro de Controle Operacional (Core) foi inaugurado nesta sexta-feira (29) para atuar no monitoramento de 26 terminais integrados de transporte e 44 estações de BRT da Região Metropolitana do Recife. O centro conta com inteligência artificial e é o primeiro passo para uma maior otimização e vigilância no transporte público. 

Localizado no Terminal Integrado da Cidade Universitária, o Centro foi realizado através de uma parceria e tratado de concessão assinado pelo Governo de Pernambuco, Grande Recife Consórcio e Nova Mobi PE. O local conta com sala de controle, monitoramento e reunião, além de data center e uma sala técnica, voltados para a melhor supervisão. 

"Em meio aos desafios do transporte público no mundo inteiro, em Pernambuco, o Governo do Estado tem enfrentado esses problemas e hoje nós damos o pontapé inicial com a inauguração da Central de Controle de todos os equipamentos de transporte público da Região Metropolitana", afirmou o secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Tomé Franca.

Com o monitoramento das câmeras 24h, o Core vai unificar as informações recebidas e, segundo o governo, deve responder de forma mais ágil às demandas da população, garantindo segurança, bom funcionamento das estações e terminais. Também é possível monitorar a qualidade do ar e controlar o acesso e manutenção das pessoas à redes wi-fi. 

Segundo o diretor presidente da Nova Mobi PE, Gilberto Menezes, a central de monitoramento é o primeiro passo de outros que serão dados até o final de 2022 e nos próximos três anos.                                                 “Nós fizemos questão de fazer primeiro esse centro, é um sistema diferente de qualquer outro que temos no Brasil, tendo inteligência artificial que monitora. sem precisar da pessoa física dentro da central de controle, as estações e terminais", contou ele.


Segundo Menezes, conforme forem sendo entregues as estações e terminais reformados, esses locais ganharão novas câmeras. De acordo com ele, até dezembro, os terminais Joana Bezerra, Xambá, Caxangá, Macaxeira e Camaragibe terão novas câmeras, que também serão instaladas até lá nas 44 estações. "A partir daí, temos três anos para entregar os outros 19 terminais”, explicou ele. 

De acordo com o presidente do Consórcio Grande Recife, Flávio Sotero, essa inovação tecnológica de monitoramento também vai ajudar na melhoria dos ônibus da RMR. “Essa central também tem a capacidade de nos dar um feedback em tempo real e podemos, por exemplo, verificar as filas maiores para os ônibus, quais linhas são aquelas e assim, com inteligência e organização, tentar melhorar essa ou outras situações que possam surgir”, contou.    

Postar um comentário

0 Comentários