República Dominicana realiza busca em iate russo a pedido dos EUA

 Segundo o site https://www.folhape.com.br/noticias: Operação no iate russo 'Flying Fox' fazia parte de uma investigação sobre suposta lavagem de dinheiro e tráfico de armas

Autoridades da República Dominicana revistaram nesta sexta-feira (1º) um iate russo, a pedido dos Estados Unidos, em uma investigação por "lavagem de dinheiro e tráfico de armas", informou o Ministério Público em uma nota enviada à AFP.                                                                                "O Ministério Público procedeu nesta sexta-feira a fazer uma busca no iate Flying Fox como parte de uma investigação sobre uma suposta lavagem de dinheiro e tráfico de armas", especificou o texto.

O comunicado do MP dominicano não cita nomes, mas o iate pertence ao magnata russo Dmitri Kamenshchik, segundo a Forbes, que estima sua fortuna em 2,1 bilhões de dólares. Kamenshchik, de 53 anos, é dono do aeroporoto Domodedovo, em Moscou, que atende cerca de 30,7 milhões de passageiros anualmente.                                                                          

"A ordem estabelece que o Ministério Público solicita a realização da busca em virtude da investigação aberta pelos Estados Unidos contra vários alvos dedicados à lavagem de dinheiro em escala internacional", acrescenta.

Os Estados Unidos sancionaram a Rússia e pessoas relacionadas ao presidente russo, Vladimir Putin, como consequência da invasão militar da Ucrânia.

O Flying Fox, de 136 metros de largura, de acordo com a empresa  Imperial Yachts, está ancorado em Santo Domingo desde 21 de março. No dia 25, foi inspecionado por agentes de Segurança Nacional dos Estados Unidos.

A  República Dominicana é um dos grades polos turísticos do Caribe, o que torna comum a presença de embarcações de luxo em suas costas.      

Postar um comentário

0 Comentários