MPT: 24 pessoas são resgatadas de condições análogas à escravidão

 Segundo o site https://www.folhape.com.br/noticias: A fiscalização foi realizada em uma fazenda de corte de eucalipto e de produção de carvão

O Ministério Público do Trabalho (MPT) informou, nesta terça-feira (12), que 24 trabalhadores foram resgatados de condições análogas à escravidão em Olhos D’Água (MG). A fiscalização foi realizada em uma fazenda de corte de eucalipto e de produção de carvão. 

De acordo com o órgão, os trabalhadores estavam submetidos a alojamentos sem água potável, energia elétrica, sanitários e instalações com telhas de amianto.

Os serviços eram realizados sem equipamentos de proteção individual. Um jovem de 17 anos foi encontrado realizando o trabalho de desgalhador, atividade que consta na lista das piores formas de trabalho infantil.                                                                                                            Além de resgatar os trabalhadores, o MPT vai acionar na Justiça a empresa que os contratou para realizar o pagamento de indenizações por danos morais e coletivos e solicitar a inclusão da firma na Lista Suja do Trabalho Escravo. 

A operação de resgate também contou com a participação de auditores fiscais do trabalho e agentes da Polícia Federal.   

Postar um comentário

0 Comentários