Incêndio atinge lojas na Rua das Calçadas, no bairro de São José, no Recife

 Segundo o site https://www.folhape.com.br/noticias: No começo da tarde deste domingo (17), o Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco realiza o rescaldo para evitar possíveis novos focos de incêndio

Um incêndio atingiu duas lojas na Rua das Calçadas, nas proximidades do Armazém Coral, no bairro de São José, área central do Recife. Por volta das 17h20 do sábado (16), o Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco foi acionado para debelar as chamas em uma loja de eletrônicos. Não houve registro de vítimas

De acordo com os Bombeiros, as chamas tiveram início no térreo do estabelecimento e se alastraram entre o 1º e o 2º pavimentos atingindo o estoque da loja. A loja de eletrônicos foi totalmente atingida, e a outra, que vende acessórios para celular, localizada ao lado, parcialmente

Após o combate às chamas durante toda à noite, seis viaturas dos Bombeiros foram encaminhadas, no começo da tarde deste domingo (17), para realizar o rescaldo, evitando, assim, possíveis novos focos de incêndio.

Para facilitar o trabalho dos bombeiros e promover uma maior segurança, a rua está interditada e a eletricidade foi desligada

De acordo com uma funcionária da loja de eletrônicos que preferiu não se identificar, o proprietário do estabelecimento está muito triste. No total, a loja tem nove funcionários. 

“O pessoal da loja da frente ligou ontem para o ‘chinês’ e para as funcionárias dizendo que estava pegando fogo, por volta das 17h. Quando os bombeiros chegaram, disseram que só tinha fumaça, não tinha fogo, mas quando eles saíram, a parte de cima começou a pegar fogo e não conseguiram controlar. Os bombeiros estão aqui desde ontem e o fogo continua indo e voltando. Perdemos tudo, o prédio vai ser condenado. Por mais que a gente seja só funcionária, é uma perda muito grande”, pontuou a funcionária.

Evaneuse Cursino, proprietária da loja Estação do Aviamento, vizinha aos estabelecimentos atingidos pelo incêndio, disse que o fogo estava incontrolável no período da madrugada

“Me avisaram e eu vim pra cá, saí daqui às 3h e o fogo ainda estava incontrolável. Eu senti muito medo que o fogo se alastrasse. Graças a Deus está tudo bem e agora é esperar que a fumaça diminua”, destacou. De acordo com Evaneuse, nenhuma das lojas da rua tem seguro

Ricardo Meira Lins, vigilante que monitora as lojas, afirmou que a estrutura do prédio está comprometida, o que dificulta o trabalho dos bombeiros. 

“Começou em uma loja e se alastrou. Como tem foco de incêndio ainda, faz 19 horas que os bombeiros estão aqui, porque tem muito entulho na frente do prédio e o jato d'água não está chegando no foco. Os bombeiros não podem entrar e subir, porque a estrutura do prédio está comprometida, o calor comprometeu tudo, por isso que esse foco agora é o mais difícil”, acrescentou. 

Postar um comentário

0 Comentários