Fome e desnutrição ameaçam milhares de somalis, alerta ONU

Segundo o site https://www.folhape.com.br/noticias: Crianças pequenas as mais vulneráveis ao agravamento da seca nesta conflituosa nação do Chifre da África

Milhões de pessoas na Somália correm o risco de passar fome, sendo as crianças pequenas as mais vulneráveis ao agravamento da seca nesta conflituosa nação do Chifre da África - advertiram agências da ONU nesta terça-feira (12).

"A Somália enfrenta condições de fome, já que as poucas chuvas, a disparada dos preços dos alimentos disparados e as enormes carências de financiamento deixam quase 40% dos somalis à beira do abismo", disseram as agências em um comunicado. 

Muitas partes da Somália estão sendo assoladas pela seca, que também se instalou em outros países da região, como Etiópia e Quênia. Ao mesmo tempo, as agências da ONU ressaltam um grande déficit de financiamento para enfrentar a crise e evitar que se repita o dramático quadro de fome de 2011.                                                                                                              

Seis milhões de somalis enfrentam níveis extremos de insegurança alimentar, de acordo com um novo relatório de classificação integrada da fase de segurança alimentar, o que representa um aumento de quase o dobro desde o início do ano, segundo as agências. 

A declaração conjunta do Programa Mundial de Alimentos, da Organização das Nações Unidas para Agricultura e a Alimentação, a agência humanitária OCHA e o Fundo das Nações Unidas para a Infância, destaca que haverá, provavelmente, "focos de fome" em seis áreas da Somália. 

O documento informa ainda que as crianças com menos de cinco anos são as mais vulneráveis, já que o acesso a leite e alimentos é escasso pelo aumento dos preços dos produtos básicos e pelos problemas da pecuária. 

  

Postar um comentário

0 Comentários