Procon Pernambuco autua rede de lojas por irregularidades em vendas de celular

 Segundo o site https://www.folhape.com.br: Estabelecimento é alvo de investigação após mais de 150 denúncias de consumidores

Após o recebimento de denúncias, o Procon Pernambuco autuou dois estabelecimentos de uma rede de lojas de venda de celular, uma localizada na Rua da Palma, no centro do Recife, e uma em Vitória de Santo Antão. Alvo de mais de 150 denúncias em 2021, a rede é alvo de investigação por várias irregularidades.

Gerente geral do Procon-PE, Danyelle Sena explicou que a rede — que tem nove lojas em todo o Estado de Pernambuco e mais de 155 lojas em todo o País — em especial as duas lojas visitadas pelas equipes do Procon-PE e da Polícia Civil, receberam muitas denúncias semelhantes, o que chamou a atenção dos órgãos.

"Muitos clientes relataram que efetuavam a compra de um produto, mas recebiam outro, muitos clientes não recebiam a nota fiscal, entre outras irregularidades", disse Danyelle.                                                                    Ainda de acordo com a gerente geral do Procon-PE, a rede de lojas também emitia cartões de créditos e fazia financiamentos. Na loja da Rua da Palma havia aparelhos sem o registro da Anatel e não havia estoque.

O estampador Williams Souza, 32 é um cliente que se sentiu lesado pela rede de lojas. Há menos de seis meses, ele comprou um celular e pagou cerca de R$ 600 a mais para adquirir um seguro que cobria roubo e quebra.

Ao tentar solicitar o seguro, Williams conta que encontrou dificuldades. "Quando me ofereceram o seguro, me informaram que eu não teria burocracias para conseguir resolver o problema, como o roubo ou um reparo. No meu caso, a tela do meu aparelho trincou, e o seguro cobre esse dano, mas já é a segunda vez que venho aqui, em duas semanas, e a loja não soluciona o meu problema e nem me dá uma previsão", desabafou o estampador.

Com as investigações em andamento, a loja deve ser interditada, recebendo um temop para apresentar a sua defesa. O Procon entrou com um pedido para interditar todas as lojas da rede no Estado.

  

Postar um comentário

0 Comentários