AO MINUTO: 3.ª Guerra começou "há muito"; Rússia mudou estratégia?

 Segundo o site https://www.noticiasaominuto.com/mundo: Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a guerra

Passada a barreira de um mês de guerra na Ucrânia, as intenções da Rússia parecem mudar de rumo. O vice-chefe do Estado-maior das Forças Armadas russas, Sergei Rudskoi, referiu que as forças vão passar a concentrar-se no "objetivo principal", a libertação do Donbass, podendo estas declarações sugerir que a Rússia está a afastar-se do objetivo de conquistar Kyiv e outras grandes cidades, onde a ofensiva estagnou após um mês de conflito.                                                                                                                                      Segundo uma investigação da agência Associated Press (AP), as forças russas executaram pelo menos 34 ataques a instalações médicas ucranianas desde o início do conflito, atingindo hospitais, ambulâncias, médicos, pacientes e até recém-nascidos. Cerca de 13 milhões de pessoas necessitam de assistência humanitária na Ucrânia, estima a ONU, sendo que invasão já matou pelo menos 1.081 civis, dos quais 93 eram crianças, e feriu 1.707, incluindo 120 menores, indica o Alto-Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos (ACNUDH).

Acompanhe aqui AO MINUTO os mais recentes desenvolvimentos sobre a guerra na Ucrânia:

09h03 - Ucrânia diz que hoje recupera Kherson 

Um oficial ucraniano diz que Kherson será recapturado hoje por Kyiv. Ontem à noite, funcionários da defesa dos EUA afirmaram que a Rússia tinha perdido o controlo de Kherson e agora, um oficial ucraniano afirmou que as forças do país retomarão hoje a cidade.

Markian Lubkivskyi, conselheiro do ministro da defesa, disse ao programa Today da BBC Radio 4: "Acredito que hoje a cidade estará totalmente sob o controlo das forças armadas ucranianas". "Terminámos nos últimos dois dias a operação na região de Kyiv, pelo que outras forças armadas estão agora concentradas na parte sul, tentando libertar Kherson e algumas outras cidades ucranianas".

08h42 - Mulheres grávidas retiradas de maternidade estavam no teatro de Mariupol

As mulheres grávidas que tinham sido resgatadas de uma maternidade bombardeada em Mariupol, Ucrânia, foram transferidas para o teatro por razões de segurança. Sete dias mais tarde, o teatro também foi atingido. Diana Berg, que vivia ao lado do teatro mas escapou da cidade antes de ser bombardeada, contou à Sky News o que ali se viveu.

07h42 - Forças russas atacaram pelo menos 34 instalações médicas ucranianas

As forças russas executaram pelo menos 34 ataques a instalações médicas ucranianas desde o início do conflito, atingindo hospitais, ambulâncias, médicos, pacientes e até recém-nascidos, revela uma investigação da agência Associated Press (AP).

07h40 - Terceira Guerra Mundial já começou "há muito", diz reitor de Mariupol

O reitor da Universidade Estatal de Mariupol, Mykola Trofymenko, afirmou que a terceira guerra mundial promovida pela Rússia já começou "há muito", primeiro através da desinformação e propaganda e agora com uma ação militar na Ucrânia.

07h34 - Zelensky volta a chamar Rússia para negociações de paz "justas"

O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, voltou a exortar esta sexta-feira a Rússia a negociar o fim da guerra, mas assegurou que o seu país não aceitará abrir mão de nenhum território em nome da paz.

  

07h26 - Rússia continua a sitiar algumas das principais cidades ucranianas, incluindo Kharkiv, Chernihiv e Mariupol.

Segundo o último relatório do Ministério da Defesa do Reino Unido, as forças russas mostram-se relutantes em envolver-se em operações de infantaria urbana em larga escala, preferindo confiar no uso indiscriminado de bombardeamentos aéreos e de artilharia numa tentativa de desmoralizar as forças defensivas. 

07h26 - Ban Ki-moon exorta a comunidade internacional a travar invasão russa
 
O ex-secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, apelou hoje à comunidade internacional para que se una e impeça a invasão russa da Ucrânia, denunciando "crimes de guerra" por parte de Moscovo.

07h14 Junto à linha da frente há um centro que dá bens a carenciados
 
Em Vyshorod, uma localidade onde é possível circular mais perto das linhas militares russas no nordeste da capital ucraniana, os civis retiram o que precisam ou deixam doações num centro de distribuição de bens, desde roupas a medicamentos ou muletas.

7h00 Bom dia. Começamos aqui a nossa cobertura AO MINUTO deste sábado sobre a invasão russa na Ucrânia. Pode recordar o acompanhamento da tarde de ontem aqui.

Leia Também: AO MINUTO: Ucrânia recupera Kherson; Rússia aumenta censura

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2022 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência! 

Postar um comentário

0 Comentários