Viu o céu do Recife hoje? Entenda fenômeno que deixou céu avermelhado pela manhã

 Segundo o site https://tvjornal.ne10.uol.com.br/noticias: Bela paisagem pode ser explicada pela "dispersão de Rayleigh", que diz respeito às propriedades ópticas da luz do Sol na atmosfera

Quem "madrugou" no Grande Recife neste sábado (5) se surpreendeu por um céu mais vermelho que o comum. 

Essa bela e incomum paisagem, que chamou a atenção e rendeu belos cliques do amanhecer pode ser explicada pela ciência.                                        O fenômenos é conhecido como "dispersão de Rayleigh", que diz respeito às propriedades ópticas da luz do Sol na atmosfera da Terra.

A luz do sol é uma mistura de todas as cores visíveis: vermelho, laranja, amarelo, verde, azul e violeta. Cada cor corresponde a um comprimento de onda eletromagnética.

Quando a luz do sol atravessa a atmosfera, é espalhada pelas partículas do ar. Esse espalhamento depende do comprimento de onda da luz e do tamanho das moléculas de ar. A relação entre esse dois fatores é o que os físicos chamam de ressonância.

ESPETÁCULO Céu amanhece com tonalidade vermelha no Recife - CORTESIA

Nessa ressonância, a eficiência com que o azul é espalhado é cerca de 10 vezes maior, dando ao céu a coloração que tanto conhecemos. No entanto, quando o sol está nascendo ou se pondo, os raios de luz atravessam um percurso mais longo, possibilitando outras tonalidades como amarelo, laranja e vermelho. Já a componente azul é espalhada para as regiões da Terra onde é dia. 

Esse efeito pode ser ainda mais acentuado quando a atmosfera tem outras partículas sólidas em suspensão. Se o ar tiver uma quantidade maior de poeira, por exemplo, tende a avermelhar mais ao pôr do sol e ao amanhecer, pois as partículas interferem no espalhamento da luz.

Halo solar embelezou céu do Recife em janeiro
Igor Jonas, de 18 anos, ficou encantado com Halo Solar no céu do bairro de Santo Amaro, no Recife - MARCELO APRÍGIO/SJCC

Em janeiro, o recifense foi presentado com o halo solar que se formou no céu. Em meio aos momentos difíceis que a sociedade tem passado, a beleza de um arco-íris ao redor do Sol levou cor, encanto e emoção para muita gente.

Brincando com o recente sucesso da Netflix, quase todo recifense ignorou ao pedido da vilã interpretada por Meryl Streep no filme "Não Olhe Para Cima", sucesso da Netlix: está todo mundo olhando para cima!

"O halo solar é um fenômeno natural que ocorre quando existem cristais de gelo na atmosfera e a luz do sol os atravessa, e é relativamente comum, até é possível vê-lo ao redor da lua às vezes. Os halos se formam a 5-10 quilômetros (3-6 milhas) na troposfera superior, causados por nuvens do tipo Cirrostratus. A forma e a orientação particulares dos cristais são responsáveis para o tipo de halo observado. A luz é refletida e refratada pelos cristais de gelo e pode dividir-se em cores por causa da dispersão, semelhante ao arco-íris", explicou nota divulgada pela Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac).

Com informações do jornal O Povo para a Rede Nordeste



Postar um comentário

0 Comentários