Câmara Municipal de Surubim

Câmara Municipal de Surubim
Câmara Municipal de Surubim

Unidades prisionais de Pernambuco retomam visitação após pausa devido à pandemia

 Segundo o site https://www.folhape.com.br/noticias: Medidas de controle para acesso aos locais permanecem

Após três semanas de suspensão devido a medidas de enfrentamento à pandemia, foram retomadas, neste fim de semana, as visitas nas 12 unidades prisionais (UPs) do Estado. A visitação havia sido suspensa no dia 22 de janeiro com o objetivo de isolar casos da doença. Segundo a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (SJDH), o retorno foi permitido após avaliação semanal do cenário epidemiológico das UPs, mantendo as demais medidas de combate à Covid-19. 
 
De acordo com a SJDH, estão sendo aplicadas as seguintes ações: uso obrigatório de máscaras faciais e de álcool em gel; acesso dos visitantes de acordo com o número do prontuário do preso; exigência de apresentação do passaporte vacinal (duas doses ou dose única até 54 anos; dose de reforço - 55 anos ou mais); um único visitante por pessoa privada de liberdade; e proibição do acesso de crianças de até 12 anos e de gestantes. 
 
A pensionista Ana Claudia da Silva, de 53 anos, chegou cedo à Colônia Penal Feminina do Recife, neste domingo (13), com o objetivo de ver a filha, de 19 anos, que está há aproximadamente 15 dias na unidade. “Desde que ela chegou não estava tendo visita, começou ontem”, disse. “Eu tenho sete filhos, ela é a caçula, o pai é falecido”, acrescentou, emocionada.
Dona Ana Cláudia foi ao local acompanhada da vizinha, Ana Cláudia Barros, de 36 anos, dona de casa, que foi visitar a filha, de 18 anos, em privação de liberdade há cinco meses. As duas famílias moram no bairro de Campo Grande, na Zona Norte do Recife.

 
“A saudade já estava grande porque eu vejo que minha filha já está sofrendo muito, até por ser muito nova também”, disse Ana Barros. “Eu tenho seis filhos, ela é a segunda mais velha, e estou aqui para ajudar eles a se reeducarem, porque nunca é tarde. Espero que ela veja essa experiência e não volte mais, porque ela é nova e ainda tem muita coisa pela frente”, completou.   

Leia também

No Complexo do Curado, onde funcionam três unidades prisionais masculinas, o movimento neste retorno de visitação também foi tranquilo. A dona de casa Lindinalva Maria da Silva, de 57 anos, foi visitar o sobrinho, de 33 anos. “Ele está aqui há quase 10 anos. Sempre quem vem visitar sou eu. Como eu não tinha visto ele esses dias, agora estou mais tranquila. Mas hoje foi tudo normal, não teve nada de mais não”, contou.

Segundo a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, as visitas ocorrem aos sábados e domingos, das 9h às 15h, com entrada permitida até o meio-dia.
As visitações para cada pessoa privada de liberdade são liberadas quinzenalmente, conforme o número do prontuário do preso. O calendário de visitas é divulgado mensalmente nas redes sociais da secretaria.

Postar um comentário

0 Comentários