Aumento de 9,69% no valor das passagens de ônibus na Região Metropolitana é aprovado

 Segundo o site https://www.folhape.com.br/noticias: A decisão foi acordada junto com o Grande Recife Consórcio de Transporte, Urbana-PE e Governo do Estado, durante reunião on-line realizada nesta sexta-feira (11)

O Conselho Superior de Transporte Metropolitano (CSTM) aprovou, no final da manhã desta sexta-feira (11), o reajuste no valor das passagens de ônibus na Região Metropolitana do Recife (RMR). Pelos votos no conselho, foi aprovada a proposta do Grande Recife Consórcio de Transporte, de reajuste de 9,69%.                                                                  Assim, o Anel A passará de R$ 3,75 para R$ 4,10 e o Anel B passará de R$ 5,10 para R$ 5,60. De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação de Pernambuco (Seduh), os novos valores já começam a valer a partir de 0h deste domingo (13).

Leia também

• Comitê protesta no Recife contra reajuste das passagens de ônibus da RMR; aumento é analisado hoje

• Movimento Pró-Criança abre 75 vagas para cursos gratuitos no Grande Recife

A Seduh ainda informou que a aprovação será publicada no Diário Oficial do Estado deste sábado (12). Na votação do conselho, houve 14 votos a favor da proposta do Grande Recife, sete votos foram a favor da proposta dos usuários, que era o congelamento dos valores das passagens, além de duas abstenções. 

O CSTM é composto por órgãos públicos, incluindo Estado e prefeituras, e representantes das empresas de ônibus e da sociedade civil.

“Para manter o equilíbrio financeiro do transporte público de passageiros, o Governo de Pernambuco fez um esforço e repassará ao usuário um índice menor que a inflação de novembro de 2020 a dezembro de 2021, mesmo com o aumento do diesel perto de 60% e da variação dos salários da mão de obra em quase 10%. Além disso, temos previsto para este ano um investimento de R$ 200 milhões em subsídios para as concessionárias (Conorte e Mobi Brasil) e na compra antecipada de créditos do vale transporte para as permissionárias (outras empresas que operam na RMR)”, explicou o secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação de Pernambuco, Tomé Franca, que preside o CSTM.

A única redução definida pelo conselho foi do valor da tarifa no horário social, que é das 9h às 11h e das 13h30 às 15h30. Nesses horários, o Anel A passará de R$ 3,35 para R$ 3,10. No Anel B, o conselho aprovou o congelamento do valor, em R$ 4,60.

Ato contra o aumento

Ainda que o CSTM tenha aprovado o reajuste de 9,69% no valor da tarifa, o Comitê Unificado de Luta pelo Transporte Público tentou dialogar com o Governo de Pernambuco para que não seja sancionado o aumento. Na manhã desta sexta-feira (11), após um ato pelo Recife contra o aumento das passagens e a dupla função no transporte público, representantes do comitê conversaram com o secretário-executivo de Articulação e Acompanhamento da Casa Civil, Eduardo Figueiredo, no Palácio do Campo das Princesas.

Na conversa, o comitê, que é formado por movimentos, organizações sociais, sindicatos e coletivos, pediram para que o governador do Estado, Paulo Câmara, não sancionasse o reajuste. “Entregamos o pleito para o governador avaliar e tentar não ter a sanção do governador. Neste momento, avaliamos que é melhor ter outra mesa de negociação para discutir melhor os valores desse reajuste”, ressaltou Victor Hugo Cavalcanti, coordenador do comitê.

A Secretaria da Casa Civil de Pernambuco informou que, durante a reunião, o grupo expôs a pauta de reivindicações e requereu a paralisação imediata da reunião do CSTM. O secretário-executivo, por sua vez, informou que a reunião, realizada por meio de videoconferência por causa da alta de casos de Covid-19, já encontrava-se em andamento, mas explicou que o Governo de Pernambuco, de antemão, descartou o aumento de 22% nas tarifas proposto pelas empresas de ônibus.  

Postar um comentário

0 Comentários