Banco Nacional de DNA desvenda morte de menina dentro de colégio em Petrolina (PE) em 2015

 Segundo o site https://noticias.r7.com: Marcelo da Silva foi identificado a partir do confronto do perfil genético dele com o material coletado da faca utilizada no crime

Quase sete anos depois, a polícia prendeu o homem apontado como assassino de Beatriz Mota, de 7 anos, em um crime que chocou o estado de Pernambuco. Marcelo da Silva foi identificado a partir do confronto do perfil genético dele com o material coletado da faca utilizada no crime. O suspeito já estava preso por ter estuprado uma menina de 9 anos em 2017. Depois da confirmação do DNA, Marcelo da Silva confessou o assassinato de Beatriz.

Postar um comentário

0 Comentários