Header Ads Widget

header ads

CBTU vai apurar ausência de metroviários apesar de decisão do TRT

 Segundo o site https://www.otempo.com.br/cidades: Nenhuma viagem foi feita no início da manhã desta quinta

Os metroviários, que estão em greve desde as 0h desta quinta-feira (23), não apareceram nas estações de metrô para cumprir a decisão do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) que determinou escala mínima para o dia. Até as 7h45, nenhuma viagem foi feita. Por meio de nota, a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) de Belo Horizonte afirmou que vai adotar "ações internas para apurar a ação dos empregados que não se apresentaram em seus postos de trabalho, conforme determinado na liminar deferida pelo desembargador de plantão, Dr. Fernando Luiz Gonçalves Rios Neto".

 Além dos procedimentos internos, a companhia informou que tomará ''todas as providências legais" para que a decisão seja cumprida. "A CBTU-Belo Horizonte manifesta sua consternação, em face do descumprimento da ordem judicial, por parte do Sindicato dos Metroviários, o que resultou na paralisação total do sistema nesta quinta", diz a nota. 

A decisão liminar concedida pelo TRT determinou o funcionamento "normal" das viagens de 5h30 às 10h e das 16h30 às 20h, a partir desta quinta. Nos dias 24 e 31/12, véspera de Natal e Ano Novo, a determinação é que o horário da operação seja de 5h30 às 10h e das 16h30 às 23h. 

Na decisão, o desembargador afirmou que no contexto da atual pandemia, as pessoas precisam, mais do que nunca, deslocar-se aos hospitais, e os profissionais de saúde e outros trabalhadores de serviços essenciais se deslocarem até os seus postos de trabalho, de forma segura. 

A CBTU, entretanto, considerou que a multa diária de R$ 30 mil por descumprimento da ordem "é baixa" e deve pedir o aumento para R$100 mil ou sua aplicação por cada dia de descumprimento, considerando o fluxo atual de cerca de 100 mil usuários que transitam diariamente nas estações.


Postar um comentário

0 Comentários