Header Ads Widget

header ads

Tremores de terra são registrados em Moreno e Agrestina

 Segundo o site https://www.folhape.com.br/noticias: Eventos sísmicos notificados ficaram abaixo de 2 graus na escala Richter

Duas cidades de Pernambuco registraram tremores de terra, nessa terça-feira (21), segundo o Laboratório Sismológico da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (LabSis/UFRN).                                                            Na madrugada, a terra tremeu em Moreno, na Região Metropolitana do Recife (RMR). Segundo o laboratório, o evento sísmico foi notificado à 0h27 e teve magnitude preliminar calculada em 1.7 mR.

Já no início da tarde, às 13h04, o segundo tremor foi registrado em Agrestina, no Agreste de Pernambuco. A magnitude preliminar foi também de 1.7 mR. 

Com esse novo tremor, Agrestina chega a quatro registrados apenas este mês, segundo o LabSis/UFRN. Antes, foram registrados eventos em 9 de setembro (2.3 mR); 10 de setembro (1.7 mR); e 12 de setembro (1.8 mR).

O LabSis/UFRN não recebeu informações sobre moradores que tenham sentido os tremores registrados no Estado na terça-feira.

O laboratório também informou que segue monitorando e divulgando atividades sísmicas em todo o Nordeste do Brasil.

A Escala Richter foi desenvolvida em 1935 pelos sismólogos Charles Francis Richter e Beno Gutenberg, ambos membros do California Institute of Technology (Caltech), que estudavam sismos no Sul da Califórnia, nos Estados Unidos. 

A numeração representa a energia sísmica liberada durante tremores de terra e se baseia em registros sismográficos.

A escala aumenta de forma logarítimica, de maneira que cada ponto de aumento significa um aumento 10 vezes maior. Dessa forma, um sismo de magnitude 4 é 100 vezes maior que um de 2. 

No entanto, é importante salientar que o que aumenta é a amplitude das ondas sismográficas e não a energia liberada. Em termos gerais, a energia de um terremoto aumentaria um fator 33 para cada grau de magnitude, ou aproximadamente 1000 vezes a cada duas unidades.

A escala Richter é uma escala infinita ou aberta, podendo inclusive apresentar números negativos. No entanto, as forças naturais envolvidas limitam o topo da escala em aproximadamente 10. Teoricamente, não existe energia em um terremoto capaz de superar esta marca.


       

Postar um comentário

0 Comentários