Header Ads Widget

header ads

Apesar de nutritiva e saborosa, o brasileiro come pouca fruta

 Segundo o site https://www.folhape.com.br: A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda a ingesta de 3 a 5 tipos diferentes de alimentos vegetais por dia, inclusive as frutas,  para evitar várias doenças. 

Segundo dados, apenas 24,1 dos brasileiros consomem a quantidade diária de frutas recomendadas.  As frutas, além de deliciosas, são nutritivas. Tem para todos os gostos: mais doces, mais azedas. São ricas em vitaminas e fibras. A fruta é uma excelente opção para a hora do lanche, fácil de transportar. Crianças, jovens, adultos e idosos se beneficiam dos valores nutricionais das frutas. Devemos ter cuidado com os excessos, frutas podem ter alto valor calórico. As frutas possuem frutose, que é um tipo de açúcar natural. A frutose faz parte de um grupo de carboidratos simples. 
A frutose das frutas é um carboidrato simples - Foto: Canva

Exemplos de frutas com maior concentração de frutose (por 100g do alimento). 

-Tâmara: 32 g
-Uva passa: 30 g
- Manga: 16,2 g
- Ameixa: 12,5 g
- Caqui: 12 g
- Maçã: 9,5 g
- Laranja: 6 g
- Tangerina: 4,8 g
- Abacaxi: 4,8 g

Percebam que quanto mais ácida a fruta, menor índice de frutose possui. As chamadas frutas secas têm maior índice de frutose. Prefira comer as frutas de forma in natura, com cascas, ao invés do suco. Por exemplo, se você toma um copo de 200ml de suco de laranja, você vai consumir 4 laranjas. Se você comer 2 laranjas, vai se sentir saciado, entendeu? Mas, calma, o excesso da frutose é que pode levar ao aumento de peso. A frutose das frutas não vai fazer mal a sua saúde. A indústria tem feito alimentos, como biscoitos, bolos, etc com o xarope de frutose, que pode levar ao sobrepeso, obesidade, aumento do colesterol ruim, aumento dos triglicerídeos, desenvolvimento de diabetes, aumenta o ácido úrico no sangue. Os diabéticos devem ser orientados pelo médico sobre as frutas e a recomendação diária para serem ingeridas. Quem está passando por dieta restritiva também tem que ter a orientação de um médico ou nutricionista. Ou seja, fruta sem o controle energético diário, pode, sim engordar. Procure seu médico e nutricionista, eles vão passar as porções diárias recomendadas. Vamos saborear as frutas e aproveitar todos os seus valores nutritivos e as fibras para o nosso intestino. Tudo é uma questão de equilíbrio. 

Seja a sua melhor versão

Rafael Coelho

SAÚDE EM PÍLULAS 

Mais míopes - O Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), destacou recentemente que 7 em cada 10 oftalmologistas no Brasil confirmam o aumento de casos de miopia em pacientes com até 19 anos durante a pandemia de Covid-19. O principal motivo é a superexposição às telas, acentuada pelo ensino à distância. Outra razão é o fato de os aparelhos terem passado a ser uma forma de entretenimento por conta do distanciamento social. Para minimizar o problema, a oftalmologista do HOPE, Larissa Ventura, aponta alguns cuidados: “a cada meia hora fazer uma pausa de 5 minutos para mudar o campo de visão; evitar colocar brilho excessivo nas telas dos eletrônicos; procurar uma letra que seja confortável para a leitura, dar uma distância de 50cm dos eletrônicos para os olhos e aumentar o consumo de água"

Certificação - Os cirurgiões do Real Instituto de Cirurgia Oncológica,  Cecília Lima e Thiago Silva receberam certificação e habilitação em cirurgia robótica pelo RHP e renomado Instituto Falke, que realiza cursos médicos focados em procedimentos de alta complexidade.

Diagnóstico precoce aumenta chance de cura do câncer de pulmão - Foto:Canva

Câncer - O Agosto Branco é o mês de conscientização sobre o câncer de pulmão. Essa doença está entre os líderes de volume de incidência no país, cerca de 13% de todos os casos registrados, além de ser a que mais mata, segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA). O oncologista Bruno Pacheco, da Multihemo Oncoclínicas, reforça que o diagnóstico precoce aumenta em 90% as chances de cura, por meio do tratamento cirúrgico. Para os pacientes com doença em estágio mais avançado, a imunoterapia continua sendo um dos tratamentos mais efetivos. “Dados apresentados na Associação Americana de Pesquisa do Câncer, em Chicago já mostravam a Imunoterapia como a responsável por maior qualidade de vida e probabilidade de sobrevivência, modificando de forma imediata as práticas médicas no tratamento de algumas formas dessa doença”. A imunoterapia age fortalecendo o sistema imunológico do paciente, oferecendo ferramentas para que o organismo enxergue as células tumorais e as combatam. Bruno Pacheco reforça que o combate ao fumo, a adoção de hábitos alimentares saudáveis e a prática de exercícios físicos são fundamentais na prevenção do câncer.

OPINIÃO – PALAVRA DO ESPECIALISTA

Doenças cardiovasculares são as principais responsáveis pelos óbitos no Brasil 

Em comemoração ao Dia do Cardiologista, em 14 de agosto, sábado passado, o cardiologista Heitor Albanez Medeiros alertou sobre a importância de cuidar do coração - Foto: Divulgação 

O colesterol, por exemplo, é um conjunto de gorduras necessárias para o organismo exercer determinadas funções, como a produção de alguns hormônios. Ele é, portanto, importante e precisa ser ingerido de forma equilibrada para não resultar em problemas cardíacos.  

De acordo com a Sociedade Brasileira de Cardiologia, quatro em cada 10 adultos sofrem com níveis de colesterol elevado. O colesterol faz parte do metabolismo do nosso corpo. O bom é o HDL, que tem a função de tirar a gordura dos vasos e levar para o fígado tirando do organismo; o LDL é o tipo ruim que se instala nos vasos podendo até causar o infarto, derrame e aumentar pressão arterial.  

Por isso, manter as taxas equilibradas é de fundamental importância para uma vida saudável, pois o colesterol elevado é uma doença silenciosa. Portanto, é necessário realizar a dosagem pró -ativa para saber como está a taxa do colesterol.  A dosagem seriada de colesterol deve ser feita de forma individualizada, principalmente para indivíduos com história familiar de AVC e infarto. 

As doenças cardiovasculares são as principais responsáveis pelos óbitos registrados anualmente no Brasil. O desenvolvimento dessas doenças também está associado a outros fatores de risco, tais como: obesidade, pressão alta, diabetes e tabagismo, que podem ser controlados com alimentação saudável e prática de atividades físicas. Com isso, é recomendado a prática de exercícios diários, pelo menos, 30 minutos por dia. É de fundamental importância que as pessoas tenham acompanhamento regular com um médico cardiologista para não ser pego de surpresa, pois, assim como o colesterol, existem doenças silenciosas que pode levar à morte.

Heitor Albanez Medeiros é médico cardiologista do MedInterv / Real Cardiologia   
@medinterv


Postar um comentário

0 Comentários