Header Ads Widget

header ads

MG: Polícia prende suspeitos de estupro coletivo e monitor de escola que abusava da filha

 Segundo o site https://www.msn.com/pt-br/noticias: Uma operação da Polícia Civil de Minas Gerais nesta quinta-feira (17) prendeu quatro suspeitos por crimes sexuais cometidos contra crianças e adolescentes em Belo Horizonte. De acordo com a polícia, dois dos presos são irmãos gêmeos, de 20 anos, investigados por um estupro coletivo contra uma adolescente de 15 anos.

Em depoimento a polícia, a vítima contou que estava “saindo” com um dos irmãos e que consentiu ter relação mais íntimas com um deles. No entanto, o homem teria chamado, para o mesmo quarto, o irmão e outros quatro amigos que a forçaram a ter relações sexuais e atos libidinosos contra a sua vontade.

Conforme as investigações, os irmãos ameaçaram a adolescente e a família dela caso alguma denúncia fosse feita. Em depoimento, os investigados negaram os fatos e tentaram desqualificar a vítima. Os outros envolvidos no crime serão indiciados por estupro.

Também na operação de hoje, a polícia prendeu um pai investigado por abusar da filha, de 11 anos. O suspeito trabalha como monitor em uma escola, o que motivou o pedido de prisão preventiva.

“Com a prisão desse suspeito, afastamos a possibilidade de novos abusos contra a filha e ainda garantimos o afastamento dele de outras crianças que poderiam se tornar vítimas desse abusador”, afirmou a delegada Thais Degani.

Outro preso pela Polícia Civil foi um  homem de 50 anos acusado de  abusar da sobrinha, dos 7 aos 9 anos de idade, em 2017. A mãe da menina buscou atendimento psicológico após notar comportamentos estranhos por parte da filha, inclusive, com automutilações pelo corpo.

                                           De acordo com as investigações, a menina relatou para a psicóloga ter sido abusada pelo tio. Conforme a polícia, o tio já foi condenado em primeira instância pelo crime.

Postar um comentário

0 Comentários