Header Ads Widget

header ads

Governo Federal libera mais R$ 38,2 milhões para obras da Barragem de Oiticica (RN)

 Segundo o site Assessoria de Comunicação Social Cynthia Ribeiro: Empreendimento, que deve ser concluído até o final do ano, vai atender cerca de 330 mil pessoas de oito cidades potiguares


Brasília (DF) - 24/6/2021 - O Governo Federal anunciou, nesta quinta-feira (24), um repasse de                                    mais R$ 38,2 milhões para a conclusão das obras da Barragem de Oiticica, localizada no                                       município de Jucurutu, no Rio Grande do Norte. Desse total, R$ 18 milhões são provenientes de                              emendas de bancada. O evento contou com a presença do presidente Jair Bolsonaro e do                                        ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho.

Durante a cerimônia de liberação de recursos, o presidente Jair Bolsonaro destacou que o Brasil                                     tem diferenciais que contribuem para o desenvolvimento do País. "Temos uma terra abençoada.                                      Até aqui, onde pouco chove, com obras, trabalho e honestidade, faremos com que a região                                      produza muito mais. Ninguém tem terras agricultáveis como nós, ninguém tem tanta água doce                                      como nós", afirmou.

Em discurso, o ministro Rogério Marinho fez um breve histórico da Barragem de Oiticica e                                        reforçou o compromisso do Governo Federal com a população brasileira. "Essa é a demonstração                                    do compromisso de um governo que não tem retórica, mas que tem ação, efetividade e concretude.                                      Em três anos e meio entregamos mais do que foi feito em 66 anos", afirmou. O projeto inicial da                              barragem surgiu há quase 70 anos, no Governo Getúlio Vargas. Os trabalhos foram iniciados                                           em 1952, mas paralisados logo em seguida.

A Barragem de Oiticica vai receber as águas do Eixo Norte do Projeto de Integração do                                                        Rio São Francisco. Até o momento, a infraestrutura tem 90,81% de execução e deve estar                                        totalmente concluída até dezembro de 2021. As obras são de responsabilidade do estado, com                                      apoio financeiro da União. O investimento total é de R$ 657,2 milhões, sendo R$ 638,2 milhões                                            do Governo Federal. Desde 2019, foram repassados R$ 291,6 milhões para o empreendimento -                                      cerca de 45,7% do valor total.

Quando concluída, a barragem vai atender 330 mil pessoas de oito cidades potiguares: Jucuturu,                                  Caicó, Timbaúba dos Batistas, São Fernando, Jardins de Piranha, Cruzeta, São José do Seridó e                                    São José do Sabugi.

"Agora, o Rio Grande do Norte passa a ter, nas portas do Seridó, um pulmão para oxigenar as                                        cidades de toda a região que sofrem com o fornecimento de água intermitente nas suas                                              torneiras, que não têm possibilidade de atrair indústrias em maior condição e não conseguem                                  melhorar o seu comércio", destacou o ministro Rogério Marinho.

O ministro ressaltou, ainda, que investimentos em infraestrutura hídrica são geradores de emprego,                            renda, oportunidade e mais qualidade de vida. "A água é a espinha dorsal do brasileiro. A água                                      reduz a pressão sobre o sistema de saúde pública, reduz a mortalidade das crianças, melhora a                          proficiência de quem trabalha, melhora a condição de quem estuda. E é essa água que está chegando                              em todo o nordeste brasileiro", afirmou.

O prefeito de Jucurutu, Iogo Queiroz e Silva, destacou que a barragem Oiticica é a maior obra                                     hídrica do estado e que, finalmente, será concluída após quase 70 anos. "Essa obra começou na                             década de 1950. Agora chegou o momento de sair do papel e, daqui para dezembro, teremos o                                 orgulho de recebê-los novamente para inaugurar a barragem".

A Barragem de Oiticica também vai contribuir com o controle das cheias na região e permitir uma                              ampliação de até 10 mil hectares da área irrigada da Bacia Piranhas-Açu, além da geração de                                      energia de 3,52 MW, o suficiente para atender uma cidade de 140 mil habitantes.

Também participaram da cerimônia o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (SGI),                               Augusto Heleno, os ministro das Comunicações, Fábio Faria, e da Cidadania, João Roma, e o                               secretário Nacional de Segurança Hídrica, Sérgio Costa. Além disso, parlamentares da bancada                                      do Rio Grande do Norte estiveram na agenda em Oiticica.

Reassentamento
Também nesta quinta-feira, o presidente Jair Bolsonaro e o ministro Rogério Marinho visitaram o                       reassentamento urbano da comunidade Barra de Santana. O local irá abrigar a população da                           Comunidade Originária, que ocupa área que será inundada pela Barragem de Oiticica.

A área completa tem 15,37 hectares e capacidade para 419 lotes. O empreendimento está em fase                                final, com 91,26% de execução, e deve ser concluído em agosto deste ano. A comunidade terá                                       176 moradias, que vão beneficiar cerca de 700 pessoas. Assim que as obras forem                                               concluídas, será realizado o reassentamento das famílias.
Estão sendo construídos, ainda, creche, escola, igreja, cemitério, posto de saúde, centro                                          comercial, praças, quadra poliesportiva e a sede da associação de moradores.

Postar um comentário

0 Comentários