Header Ads Widget

header ads

Procon flagra aglomeração e interdita bar em Olinda

 Segundo o site https://g1.globo.com/pe/pernambuco: Segundo fiscais, além de estar superlotado e com clientes transitando sem máscara, local não tinha distanciamento entre mesas e cadeiras.Um bar foi interditado em Olinda por desrespeitar regras de prevenção à

 Covid-19. De acordo com o Procon de Pernambuco, havia superlotação, consumidores transitando sem máscara e mais de dez pessoas por mesa, o que é proibido pelo governo para evitar a disseminação do coronavírus.

O local alvo da fiscalização foi o Caldeirão Furado, na orla de Bairro             Novo, segundo o Procon. O G1 tentou, mas não conseguiu contato                com o estabelecimento.

Os fiscais afirmaram que, no bar, também não havia distanciamento                  entre mesas e cadeira, o que também não é permitido pelo Plano de                  Convivência com a Covid-19.                                                                                    Um outro restaurante foi interditado em Casa Amarela, na Zona Norte               do Recife. No local, o Corpo de Bombeiros verificou ausência de               extintores e risco de incêndio, segundo o Procon.

Ao todo, foram inspecionados, no sábado, 18 estabelecimentos, numa  operação realizada por equipes do Procon Pernambuco, Corpo de          Bombeiros, Polícia Militar e Agência Pernambucana de Vigilância              Sanitária.

Desde o início da pandemia, foram fiscalizados 247 bares e realizadas                15 interdições de estabelecimentos que estavam descumprindo               medidas             de prevenção à Covid-19. No feriado prolongado                      de Nossa Senhora da Conceição, houve flagrante de mais de mil                       pessoas em festa em  Jaboatão e interdição de bares no Recife              após registro de aglomeração.                                                                                 Os dois estabelecimentos fiscalizados no sábado (12) podem ter                         que pagar multa e assinar um Termo de Ajustamento de Conduta,          segundo o Procon. Caso haja reincidência, eles podem ser fechados            definitivamente.

Os consumidores que presenciarem irregularidades podem fazer                  denúncias ao Procon no telefone 0800.282.1512. É possível enviar                 vídeos e fotos para o WhatsApp (81) 3181.7000.                               

Postar um comentário

0 Comentários