sexta-feira, 18 de dezembro de 2020

Morador de rua reconhecido após dia de beleza se nega a voltar para família

 Segundo o site https://www.correiobraziliense.com.br: João Coelho Guimarães, 45 anos, foi reconhecido após ganhar um dia de beleza em um salão da capital goiana e a foto do antes e depois viralizar nas redes sociais

O homem que vive nas ruas de Goiânia, que foi reconhecido pela família, que o dava como morto, se recusou a voltar para casa. João Coelho Guimarães, 45 anos, foi reconhecido após ganhar um dia de beleza em um salão da capital goiana e a foto do antes e depois viralizar nas redes sociais.                                                                          Nesta quinta-feira (17/12), Maria Guimarães, irmã do sem-teto e catador de recicláveis, saiu de Brasília e foi até Goiás para se encontrar com ele, após 10 anos sem contato. A intenção era levá-lo de volta para a casa da família, mas ele recusou, de acordo com o G1 Goiás.

Ao ver o João, Maria o abraçou e ficou emocionada. Bastante introspectivo, João retribuiu timidamente o carinho. Ele reconheceu a irmã e lembrou que tem outros três irmãos, segundo a reportagem. O encontro foi na loja de roupas e barbearia do cantor sertanejo e empresário Alessandro Lobo, que presenteou o morador de rua com os cortes de cabelo e de barba, além de algumas peças de roupas.                                      Após o encontro, Maria voltou para Brasília. Contudo, ela ressaltou que vai seguir se comunicando com Alessandro para obter notícias de João e até voltar algumas vezes para vê-lo novamente. Ela disse em vídeo que não desistiu de resgatá-lo da situação de rua. "A gente quer resgatá-lo dessa vida. Ele tem família. Não sabemos o que o levou a viver assim, mas deve ter os motivos dele. Falta de amor ele não vai ter nunca", conta a irmã.    

Nenhum comentário:

Postar um comentário