Header Ads Widget

header ads

Justiça do Trabalho obriga rodoviários a colocarem 50% da frota de ônibus na rua

 Segundo o site https://portaldeprefeitura.com.br: Em caso de descumprimento, a multa estabelecida foi de R$ 100.000,00.

A Justiça do Trabalho determinou que os rodoviários garantam que 50% da frota de ônibus circulem das 05h às 09h e das 16h às 20h (horários de pico), e de 30% nos demais horários, de menor demanda. Em caso de descumprimento, a multa estabelecida foi de R$ 100.000,00.

A decisão foi da desembargadora Diones Nunes Furtado da Silva, do Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região, que também determinou outras medidas, como a proibição de bloqueios de saídas de coletivos das garagens das empresas de ônibus.

Uma audiência de conciliação e instrução também foi estabelecida e será realizada nesta quarta-feira (23), às 10h00, por videoconferência.

Ver mais: 

>> Motoristas de ônibus fazem greve por tempo indeterminado no Grande Recife

>> Rodoviários prometem continuidade da greve e cobram das autoridades: ‘se quiserem ônibus no Natal, honrem compromissos’

Documento

Em nota divulgada no início da tarde desta terça-feira (22), o Sindicato dos Rodoviários prometeu continuar a greve iniciada no transporte público do Recife e da Região Metropolitana.

“O Sindicato dos Rodoviários do Recife e RMR vem parabenizar todos os rodoviários e rodoviárias por construírem esse dia histórico, 22 de dezembro de 2020. Os companheiros entenderam o recado, seguiram a orientação do sindicato e, com isso, estamos fazendo uma greve forte no Recife e RMR. O movimento vem ganhando bastante destaque na imprensa que noticiou que apenas 17% da frota circula nas ruas, mostrando a grande adesão da categoria”, afirma trecho da nota.

Os rodoviários pedem o fim da dupla função para motoristas (dirigir e passar troco), pagamento de reajustes retroativos de salários e repasse de ticket alimentação.

“Continuem firmes na greve, não aceitem coação e assédio moral vindos da administração das empresas, pois estamos exercendo nosso direito. Continuemos lutando por dias melhores, dignidade e respeito. E pedimos à população apoio para fortalecer a nossa luta por um transporte público de qualidade e por mais segurança nas viagens, pois a dupla função coloca a vida de todos em risco”, orienta o sindicato.

A categoria ainda pediu à população que cobre ao governador Paulo Câmara e aos empresários do setor de ônibus para que haja ônibus circulando no Natal.

“Cobrem do governo do Estado o cumprimento do acordo do dia 23 de novembro em audiência com o TRT e coloquem os cobradores de volta nos ônibus. Governador Paulo Câmara e empresários, se vocês quiserem ônibus no Natal, honrem com o compromisso feito com a categoria. Quem transporta vidas merece respeito!”, diz.


Postar um comentário

0 Comentários