Header Ads Widget

header ads

FOTOS: Maior enchente da história de Camaquã completa 25 anos

 Segundo o site https://www.cliccamaqua.com.br: Enchente ocorre em Camaquã e em diversas cidades do Sul do Brasil em 23 de dezembro de 1995

 A maior enchente que se tem registro na cidade de Camaquã completa 25 anos nesta quarta-feira, 23 de dezembro. De acordo com a Agência Nacional de Águas, foram 345mm de chuvas registrados entre 23 e 24 de dezembro de 1995, marcando para sempre a véspera de Natal de muitos camaquenses.
Abaixo, confira fotos e vídeos da enchente. Tem algum registro da grande enchente? Compartilhe pelo número (51) 99200-4902.                                                                Em agosto deste ano, o programa Controle Geral recebeu Hermes da Rocha, prefeito do município à época, que falou sobre a enchente e sobre seu enfrentamento.
Em relação a enchente, Hermes destacou que “eu acredito que aquela enchente foi a pior de Camaquã e com certeza uma das piores do mundo”. A cidade estava destruída, foram pedidos muitos socorros para levantamentos de dados técnicos, além de auxiliar demais municípios da região que também estavam passando por dificuldades. Na época foi projetado que Camaquã precisaria de 6 anos para se recuperar e 12 milhões. “Eu já disse isso um milhão de vezes, eu não recebi 1 centavo do Governo do Estado do Rio Grande do Sul”, afirmou.

A única quantia que foi recebida para o município, foi de 450 mil reais do Fundo de Calamidade Público do Governo Federal, na época o presidente Fernando Henrique. Segundo o ex-prefeito, foi com esse valor, com as estratégias de gestão da Prefeitura e uma estrutura montada operacional que conseguiram recuperar o município de Camaquã em um ano. “Não endividamos a Prefeitura, a dívida permaneceu praticamente igual que na época era 1 milhão e pouco”, afirma.

Dentre as medidas que eram necessárias a serem realizadas, Hermes destacou que chamou o secretário da Fazendo e propôs para que o dinheiro que era para transferir para o Fundo e gastar na cidade, pois logo iria vir um dinheiro do Estado e as contas serão pagas. “Isso tudo foi feito com consultas no setor jurídico”, conta.

Após isso, foi aberto um processo conta Hermes pois ele não tinha repassado o dinheiro para o Fundo. “Eu ganhei essa ação. Então infelizmente o prefeito, desinformado em relação esse episódio e, me criminalizou”, afirmou. Completou ainda que “eu não deixei com dívida maldita para ninguém, pelo contrário, quando recebi eu também recebi com dívida. O prefeito que me antecedeu também recebeu com dívida”, afirma Hermes.

O ex-prefeito comentou ainda que com orgulho e graças a população de Camaquã e os funcionários da Prefeitura ele recuperou em 1 ano esse dinheiro e deixou Camaquã melhor do que era.

Clique aqui e assista, a partir de 1h, a entrevista completa.


 

Postar um comentário

0 Comentários