segunda-feira, 28 de setembro de 2020

Recife tem menos candidaturas inscritas em 2020 do que nas últimas eleições municipais

 Segundo o site https://g1.globo.com/pe/pernambuco: Total de pedidos de registro de candidatura este ano foi de 895. Em 2016, número chegou a 981.

O número de candidatos inscritos na Justiça Eleitoral para disputar as eleições 2020 no Recife foi menor           do que em 2016. Além disso, de acordo com os dados declarados ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), houve mudança no perfil dos candidatos, com um número maior dos que declararam ter pele parda e ensino superior.

Apesar de 11 pessoas terem feito inscrição para disputar o cargo               de prefeito da capital - número que, caso confirmado, será o maior                   em 35 anos - o total de pedidos de registro de candidatura, incluindo               para o cargo de vereador, foi 895. Em 2016, chegou a 981.

Vale salientar que nem todos os pedidos foram deferidos. O TSE ainda          levará alguns dias para registrar todas as candidaturas aprovadas ou         rejeitadas.

Em 2016, o tribunal recusou 4,18% dos pedidos. O motivo mais                      frequente de cassação ou indeferimento, segundo TSE, foi a ausência               de um dos requisitos de registro.

Em 2016, o Recife recebeu 965 inscrições para concorrer ao cargo                   de vereador, das quais 38 eram de candidatos à reeleição. Este                     ano, são 873 inscrições para o cargo, sendo 16 para concorrer à                reeleição.

A diminuição de registro de candidaturas vai na contramão do que                     ocorreu no Brasil, que este ano bateu um recorde e tem a maior              quantidade de candidatos em eleições, com mais de 517.786                 solicitações, segundo o TSE.                                                                                    

Mudança no perfil

A declaração de cor e raça de quem se inscreveu no Recife também               mudou com relação às últimas eleições municipais. Em 2016, a                  maioria dos candidatos declarou ter cor de pele branca: 434 pessoas.            Outros 414 declararam ter a pele parda, 124 a pele preta, oito a pele             amarela e um declarou ser indígena.

Este ano, a declaração de cor de pele parda foi maioria, sendo feita                   por 411 pessoas, ou seja, quase metade dos candidatos. Desta                      vez, 316 declararam ser de cor branca. Outros 119 declararam ter                       pele preta e dois disseram ser indígena. Desta vez, 47 não fizeram a declaração.

Também mudou o perfil da maioria quanto ao grau de instrução                     declarado por quem de inscreveu. Este ano, a maioria dos                   candidatos declarou ter ensino superior completo. São 350                     candidatos com educação superior, 349 com ensino médio                     completo e 65 com superior incompleto. Além disso, 48 candidatos              declararam ter ensino fundamental completo, 30 conseguem ler                           e escrever, 27 têm ensino médio incompleto e 26, ensino fundamental incompleto.

Em 2016, a maioria tinha ensino médio completo: 367 candidatos. Os candidatos com ensino superior completo eram 330 e ficavam em               segundo lugar. Foram inscritos ainda 105 candidatos com superior                incompleto, 70 com ensino fundamental completo, 53 com ensino                       médio completo, 47 com ensino fundamental incompleto e 9                 declararam que conseguiam ler e escrever.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário