terça-feira, 14 de janeiro de 2020

Número de evangélicos pode ultrapassar o de católicos no Brasil em pouco mais de 10 anos

Segundo o site https://www.diariodocentrodomundo.com.brQuando se diz “uma carola que virou crente”, a ambulante Maria Aparecida dos Santos, 43, não deixa de ser uma boa metáfora para o Brasil. Assim como essa ex-“tiete do João Paulo 2º” (na definição da própria) que há 15 anos migrou para a Assembleia de Deus, o país vive há três décadas uma transição religiosa que poderá, em 12 anos, destronar o catolicismo —os tais “carolas”— como a maior fé nacional. 
Após cinco séculos de predomínio da Santa Sé, vem aí a era da maioria evangélica —os “crentes”. A previsão é de José Eustáquio Alves, doutor e pesquisador em demografia.
Entre 1991 e 2010, os católicos caíam 1% ao ano, e os evangélicos cresciam 0,7%. Segundo Alves, são várias as indicações de que a queda do primeiro grupo passou para 1,2% nos últimos anos, a e a subida do segundo, para 0,8%. Se aplicar estas taxas num modelo de projeção geométrica, diz o demógrafo, chegamos a essa projeção.        De Anna Virginia Balloussier na Folha de S.Paulo.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário