Recife tem pior taxa de desemprego entre as capitais brasileiras, diz IBGE

Segundo o site https://g1.globo.com/pe/pernambucoPesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) trimestral foi divulgada nesta terça-feira (19). Pernambuco tem o terceiro pior índice do país.Agência de Emprego do Recife fica no Centro da cidade — Foto: Reprodução/TV Globo O Recife tem a pior taxa de desemprego entre as 27 capitais do Brasil, de acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), divulgada nesta terça-feira (19) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Ao todo, 147,3 mil pessoas estão desempregadas na cidade, o que representa 17,4% da população economicamente ativa (veja vídeo acima).
Ainda de acordo com a pesquisa, o Grande Recife tem o pior índice de desempregados, em comparação com todas as regiões metropolitanas do país. São 595,67 mil pessoas, o que equivale a 18,1% da população economicamente ativa da região.
Considerando todo o estado, 658 mil pernambucanos estão desempregados, representando 15,8% do total. O índice é o terceiro pior do Brasil, atrás apenas do Amapá (16,7%) e da Bahia (16,8%).                                                                      A Pnad compara os meses de julho, agosto e setembro com os meses de abril, maio e junho. Nesse período, houve uma redução de 0,2% na quantidade de desempregados. Entretanto, a taxa de desemprego em Pernambuco está quatro pontos acima da média do Brasil, que é de 11,8%.
De acordo com a Federação das Indústrias de Pernambuco (Fiepe), setores como o do açúcar, têxtil e o de estaleiros foram os que mais demitiram no terceiro trimestre de 2019 e puxaram os índices para baixo.                                    Segundo o economista Maurício Laranjeira, gerente de relações industriais da entidade, o mercado prevê a retomada do crescimento, mas não de forma imediata.                                                                                                                        "A confiança do empresário industrial continua alta, próxima a 60 pontos no Brasil e a 57 pontos em Pernambuco. A média nacional é 54. São números positivos que podem fazer com que a economia melhore nos próximos meses, com mais investimentos e mais emprego", declarou.
O fotógrafo Rafael Pereira faz parte do percentual de brasileiros desempregados. Ele saiu de Salvador há dois anos, sem emprego, e leva a vida no Marco Zero do Recife, fazendo fotos de turistas.
"Eu estava a passeio no Recife e ia ficar dois dias, mas acabei me interessando. Fiz um passeio de barco e vi o trabalho de fotografia que tem por aqui", afirmou.
Procurada pelo G1, a prefeitura do Recife não havia enviado resposta até a última atualização desta matéria.
             

Comentários