quarta-feira, 13 de março de 2019

Com 23 refugiados, quinto grupo de venezuelanos chega a PE para morar no Grande Recife

Segundo o site https://g1.globo.com/pe/pernambuco: Eles saíram de Roraima e foram levados para a ONG Aldeias Infantis, em Igarassu. Pernambuco soma 260 imigrantes da Venezuela acolhidos no estado devido à crise que atinge o país.
Mais um grupo de venezuelanos chegou à capital pernambucana nesta quarta-feira (13) — Foto: Marcelo Vidal/SDSCJ/Divulgação      Mais 23 venezuelanos chegaram a Pernambuco nesta quarta-feira (13) para morar na Região Metropolitana do Recife, após saírem de Boa Vista, capital de Roraima. Eles fazem parte de um grupo de 234 imigrantes venezuelanos levados para 13 municípios do Brasil através do processo de interiorização dos refugiados realizado pelo governo federal.

Com isso, Pernambuco soma 260 imigrantes da Venezuela acolhidos no estado devido à crise que atinge o país desde 2015. Os recém-chegados compõem o quinto grupo de refugiados no estado e passam a morar em Igarassu, no Grande Recife.
Do Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes-Gilberto Freyre, no bairro da Imbiribeira, na Zona Sul da capital, eles foram levados para a ONG Aldeias Infantis, que oferece estrutura residencial de dez casas com cinco quartos, com capacidade de até dez pessoas.

Também desembarcaram na capital pernambucana, nesta quarta (13), outros 40 venezuelanos, dos quais 21 seguiram para João Pessoa e dez para a cidade do Conde, ambas na Paraíba, além de nove refugiados que têm o Rio Grande do Norte como destino final.


Ao todo, 23 venezuelanos chegaram a Pernambuco nesta quarta-feira (13) — Foto: Marcelo Vidal/SDSCJ/Divulgação                                                                                                                                                     Os imigrantes saíram de Roraima às 8h (horário local), em um avião de modelo C-767 da Força Aérea Brasileira (FAB)O Recife foi a primeira parada da aeronave, que aterrissou por volta das 13h. De Pernambuco, o avião seguiu para São Paulo, de onde sai para o Rio de Janeiro, destino final do restante dos imigrantes.                                                                                                              De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude de Pernambuco, os venezuelanos chegam ao estado com o CPF, carteira de trabalho e solicitação para refúgio.
Por meio de nota, o governo estadual informou que, em parceria com o poder público local, "vai identificar as principais necessidades e articular ações básicas, como atendimento de saúde, inclusão em escolas para as crianças em idade escolar, estratégias de qualificação profissional e inserção no mercado de trabalho".   

Venezuelanos em Pernambuco

primeiro desembarque em Pernambuco aconteceu no dia 3 de julho de 2018, quando 114 venezuelanos chegaram ao Recife. Desses, 69 foram acolhidos pela ONG Aldeias Infantis, em Igarassu, no Grande Recife, sendo 39 adultos e 30 crianças e adolescentes. Os outros 45 foram encaminhados para João Pessoa (PB).
Dois meses após a transferência, eles lamentaram a falta de trabalhoe a onda de violência em Pacaraima (RR), cidade que faz fronteira com a Venezuela.
Em 18 de setembro, outros 30 venezuelanos foram recebidos nas Aldeias Infantis. No dia 9 de novembro, mais 18 venezuelanos também foram encaminhados para Igarassu.
Em 17 de dezembro, 117 imigrantes chegaram ao estado e, desses, 102 foram acolhidos pela Cáritas Brasileira, organismo da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), no Recife, e outros 15 foram às Aldeias Infantis.
    Com o fechamento das fronteiras com o Brasil e a Colômbia, eles viram o sonho de trazer a família cada vez mais distante.                                 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Diretores de 'Bacurau' celebram premiação de filmes nordestinos em Cannes

Segundo o site https://g1.globo.com/pe/pernambuco: Em vídeo enviado ao G1, cineastas comemoram prêmios da produção pernambucana e do filme &...