sábado, 9 de fevereiro de 2019

Ministro visita Pernambuco para discutir projetos para o Nordeste

Segundo o site https://g1.globo.com/pe/pernambuco:O ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, se encontrou com o governador Paulo Câmara, que aceitou participar de debates sobre ações para a região. 

O governador Paulo Câmara (PSB) recebeu, nesta sexta-feira (8), o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto. No encontro, foram discutidos temas como a transposição do Rio São Francisco e a necessidade de reforçar a participação de Pernambuco no diálogo sobre o desenvolvimento do Nordeste. (Veja vídeo )                                                       Jefferson Lima                                                                                                                                                
Durante a visita ao Palácio do Campo das Princesas, no Recife, o ministro convidou o governador para participar do Conselho Deliberativo da Sudene e da Câmara de Conciliação e Arbitragem da Administração Federal (CCAF), criada pela Advocacia-Geral da União para discutir questões relacionadas à transposição do Rio São Francisco. Paulo Câmara aceitou participar dos dois grupos. “Pernambuco é um dos estados receptores da obra de transposição do São Francisco. Essa conta é grande demais para qualquer um de nós, estados ou União, e há necessidade de repartição dos custos da operação. Há algumas divergências, mas é urgente que esse contrato seja celebrado”, afirmou Canuto.                                                                                                                                                          A participação no Conselho Deliberativo da Sudene, por sua vez, tem o intuito de ampliar as discussões sobre o plano de desenvolvimento do Nordeste. “A nossa região precisa ter um olhar diferenciado, porque ainda há muito a se desenvolver”, disse o governador de Pernambuco.                                   A expectativa é que o encaminhamento do plano elaborado pelo conselho para o desenvolvimento da região Nordeste seja encaminhado ao presidente Jair Bolsonaro (PSL) até o dia 31 de maio.                                                        Em relação à transposição, Canuto informou que a obra do Dique Negreiros, no Sertão, seja encerrada até o fim do primeiro semestre, permitindo o início do bombeamento do eixo norte.                                                                             Durante o encontro, estiveram presentes o secretário nacional de segurança hídrica, Marcelo Borges, o secretário da Casa civil de Pernambuco, Nilton Mota, a secretária de Infraestrutura e Recursos Hídricos do estado, Fernandha Batista, o secretário de Desenvolvimento Urbano, Marcelo Bruto, e o presidente da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), Roberto Tavares.                                                                                Obras em Jucazinho                                                                           O ministro também anunciou que as obras na barragem de Jucazinho, em Surubim, no Agreste de Pernambuco, podem ser retomadas. O paredão do reservatório está com rachaduras e o trabalho de recuperação foi suspenso por recomendação do Tribunal de Contas da União (TCU).                                As obras estavam suspensas porque o TCU encontrou problemas no projeto e suspeitou de superfaturamento do contrato firmado com a empreiteira, em julho de 2018. O valor inicial da reforma era de R$ 28 milhões.                         O tribunal recomendou que o Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs) não seguisse com a reforma até explicar todas as questões levantadas numa auditoria.                                                                                   Em 2019, o TCU reconheceu que o Dnocs adotou medidas para resolver os problemas que levaram à suspensão das obras. O Tribunal de Contas da União entendeu que, por conta do alto risco de rompimento da barragem constatado por técnicos do Dnocs e do perigo para cerca de 200 mil moradores que vivem perto da barragem, as obras devem ser retomadas.       "Os recursos estão na faixa de R$ 50 milhões, que estão assegurados. As obras serão retomadas se houver a grata notícia de saber que a secretária de infraestrutura está a caminho do Dnocs na segunda-feira (11), para tratar justamente da retomada da obra", afirma o ministro.                                        

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Além de Jucazinho, adutora de Geo Caldas pode contemplar a barragem do Prata

Segundo o site https://www.aguasdorioamazonasparaonordeste.com: Conhecer os problemas da sociedade e apresentar soluções para estes, real fu...