sábado, 16 de fevereiro de 2019

Mais uma pessoa contaminada por bactéria rara é transferida à UTI após consumo de milho verde, em RO

Segundo o site https://g1.globo.com: Mulher estava internada no Heuro e, após piora no quadro, a equipe médica optou por também interna-lá na UTI.
Foi transferida para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Regional de Cacoal (RO) a quinta paciente contaminada pela bactéria Clostridium botulinum, causadora da doença de 'Botulismo'. A mulher estava internada no Hospital de Urgência e Emergência (Heuro) e, após piora no quadro, a equipe médica optou por também interna-lá na UTI, onde outros quatro familiares já estão desde a segunda-feira (11).
Há suspeitas que a bactéria tenha sido contraída por eles durante um churrasco no último domingo, após a ingestão de uma maionese preparada com milho verde em conserva. Todos são moradores de São Miguel do Guaporé (RO). Além dos cinco pacientes internados na UTI, outras três pessoas, sendo duas crianças e um adulto também comeram da maionese, porém não apresentaram os sintomas de Botulismo. De acordo com a coordenadora de vigilância em saúde de Cacoal, Ivani Gromann, quatro pacientes internados na UTI já foram medicados com o soro antibotulínico. Já a quinta paciente ainda aguarda a chegada do medicamento. “O soro é ministrado em dose única. Os demais pacientes já foram medicados, mas como se trata de uma bactéria rara, o município não possuiu o soro e foi necessário que o Ministério da Saúde enviasse de Brasília [DF]. A previsão era que chegasse na quarta-feira (13), mas não chegou. Fomos informados que o medicamento chega hoje [14]”, afirmou Gromann. Logo que chegar a medicação, a quinta paciente transferida para UTI será medicada. As três pessoas que também comeram a maionese, mas não apresentaram sintomas, também serão medicadas. Os pacientes que já foram medicados com o soro antibotulínico, não apresentaram mudança no quadro clínico e continuam em estado grave de saúde. Entenda o caso                                     O setor de vigilância em saúde de Cacoal alerta que não foi confirmado surto de Botulismo no local. A coordenadora de vigilância em saúde de Cacoal, Ivani, disse que Botulismo é uma doença bacteriana rara, grave, podendo ser fatal e não contagiosa.                                                                                           Essa bactéria pode entrar no organismo por meio de machucados ou pela ingestão de alimentos enlatados preservados de forma inadequada.
"Horas após a pessoa ingerir o alimento contaminado já começa a apresentar visão dupla e em seguida uma paralisia progressiva, que atinge boca, olhos e os principais órgãos. Se não tratada pode levar ao óbito”, explicou Gromann.
E foram esses os sintomas que os membros da família começaram a apresentar logo após o almoço, em um churrasco familiar. Eles foram transferidos para Cacoal na madrugada da segunda-feira.
Ivani explica que a maioria das bactérias do Botulismo está presente principalmente nos alimentos enlatados, porém não é possível confirmar ainda de qual alimento partiu a bactéria, a suspeita é de milho em conserva.
   

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Extra!! Prefeito de Limoeiro diz que poderá trazer Wesley Safadão,Marília Mendonça e Gustavo Lima para o são João 2019

Segundo o site www.tvlimoeiro.com:  Em evento da Secretaria de educação de Pernambuco “Prepara Jovem” o Prefeito de Limoeiro, João Luiz Ferr...