domingo, 17 de fevereiro de 2019

Além de Jucazinho, adutora de Geo Caldas pode contemplar a barragem do Prata

Segundo o site https://www.aguasdorioamazonasparaonordeste.com: Conhecer os problemas da sociedade e apresentar soluções para estes, real função de político.
Com olhar  visionário, o criador  do mais completo projeto de infraestrutura para a região Nordeste, busca alternativas para garantir a tão almejada segurança hídrica para a região, nesse sentido ele idealizou a adutora Serro azul - Jucazinho no intuito de otimizar a funcionalidade desse equipamento de contenção  de cheias construído no município de Palmares na  mata sul do estado de Pernambuco. Na história recente a barragem da Prata foi o centro das atenções no Agreste, pois foi o único reservatório que supriu dezenas de cidades a exemplo de  Santa Cruz do Capibaribe a cerca de 75 km de distância, obrigando a Compesa a fazer malabarismo para conseguir atender a demanda das cidades no Agreste setentrional com o colapso de Jucazinho, terceiro maior reservatório do estado, todo esse acréscimo de demanda sobrecarregou o sistema Prata ao ponto de beirar o colapso.                                                                                                                            
 Diante desse cenário, garantir a regularização do sistema Prata para que atenda a demanda quando necessário adicionou a proposta da adutora Serro Azul - Jucazinho, um ramal que para transferir água bruta exclusivamente por gravidade para a bacia do Prata, garantindo mais 21,5 km de curso perenizado  além de garantir o funcionamento do sistema Prata quando  existir mais demanda. O ramal da Prata tem 4,6 km  de extensão derivando da adutora Serro Azul - Jucazinho próximo a cidade de Barra de Guabiraba - PE, acompanha parte da PE -085  e desemboca num riacho ao lado da PE - 103 já no município de Bonito - PE. 
                                                      Barragem Jucazinho: Arnal Carvalho  / JC Imagem.                                                          Garantir água nas barragens, perenizar rios, viabilizar perímetros irrigados, gerar empregos no campo, não é um objetivo distante, apenas requer interesse  por parte da gestão pública, antes que além questione sobre a viabilidade e custos de operação, adiantamos que o potencial hidroelétrico de Serro Azul é mais que  suficiente para suprir o consumo requerido pelo bombeamento da adutora Serro azul - Jucazinho bem como o sistema Pirangi, construído em Catende - PE para atender a sobrecarga do sistema Prata. 
      
Mapa Adutora Serro Azul - Jucazinho: Google Earth.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Extra!! Prefeito de Limoeiro diz que poderá trazer Wesley Safadão,Marília Mendonça e Gustavo Lima para o são João 2019

Segundo o site www.tvlimoeiro.com:  Em evento da Secretaria de educação de Pernambuco “Prepara Jovem” o Prefeito de Limoeiro, João Luiz Ferr...