Mulher e filho de médico encontrado esquartejado são indiciados por homicídio no Grande Recife

Segundo o site https://g1.globo.com/pe/pernambuco: Ao encerrar inquérito que apurou morte de Denirson Paes, Polícia Civil solicitou transformação de prisão temporária em preventiva.Denirson Paes e o filho, Danilo Paes (Foto: Reprodução/Facebook)Polícia Civil indiciou a mulher e o filho do médico Denirson Paes, de 54 anos, que teve o corpo esquartejado e achado em um poço na casa onde morava, em Aldeia, em Camaragibe, no Grande Recife, em julho.
Ao encerrar o inquérito que aponta Jussara Rodrigues Paes e Danilo Paes como autores do homicídio, a corporação solicitou a transformação da prisão temporária em preventiva.
A mulher e o filho do cardiologista foram indiciados por homicídio triplamente qualificado, com pena prevista de 30 anos de prisão. Segundo a polícia, o crime foi praticado por motivo fútil, sem dar chance de defesa à vitima e com uso de meio cruel.
Jussara Rodrigues Paes e Danilo Paes estão presos em unidades do sistema penitenciário no Grande Recife, desde o dia 5 de julho. Eles tiveram dois habeas corpus negados pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) e um pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), em Brasília.
Mãe e filho foram autuados após um mandado de busca e apreensão na residência da família. Em seguida, a polícia chegou a estipular uma fiança no valor de R$ 1,9 milhão para mãe e filho, mas a quantia não foi paga.                      O chefe da Polícia Civil de Pernambuco, delegado Joselito do Amaral, afirmou, nesta quinta-feira (30), que a delegada Carmem Lúcia, responsável pelo caso, enviou o inquérito ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE), na quarta-feira (29).
Para Amaral, o inquérito é consistente e tem provas materiais e testemunhais robustas. “Poderia ter sido um caso insolúvel, mas encontramos provas importantes ao longo da investigação. Foi um trabalho árduo e que deu respostas a toda a sociedade”. declarou.
O chefe da Polícia Civil afirmou que a corporação aguarda, agora, que o MPPE aceite o indiciamento e faça a denúncia contra Jussara e Danilo. "A expectativa é que o caso chegue à Justiça e a condenção seja confirmada", acrescentou.
Procurado pelo G1, o advogado Alexandre Oliveira, que defende Jussara Rodrigues Paes e Danilo Paes, se negou a comentar o indiciamento dos clientes.    

Entenda o caso

O corpo de Denirson Paes, médico que atuava no Pronto Socorro Cardiológico de Pernambuco (Procape), no Recife, foi encontrado no dia 4 de julho. Os restos mortais estavam em um poço do condomínio Torquato Castro, situado no Km 13 da Estrada de Aldeia, onde ele residia com a família. (Veja vídeo acima)
O Instituto de Criminalística (IC) realizou perícias com reagentes químicos para colher DNA e outros materiais para subsidiar as investigações. Depois de perícias, o IC constatou que o corpo teve partes carbonizadas antes de ser escondido no poço, que tem cerca de 25 metros de profundidade.
As primeiras perícias realizadas no corpo do médico indicaram que, além de ter sido esquartejado, partes do corpo de Denirson também foram carbonizadas.
A cabeça e o tórax do médico foram encontrados no dia 12 de julho. Na data, a polícia civil informou que 90% do cadáver de Denirson Paes tinha sido encontrado e encerrou as buscas.                                                                                 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

General Heleno: “Vamos fechar o Congresso Nacional. Não existe nenhuma Democracia em nosso País mais.”

Noticia Urgente: Cantor Murilo Manoel de Moura sofre acidente de Moto e chega a óbito

Jovem morre em acidente de transito na PE 90 na cidade de Surubim