quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Passagem de som para abertura do carnaval do Recife atrai foliões ao Marco Zero

Segundo o site https://g1.globo.com/pe/pernambuco: Tranquilidade e ausência de multidão estimularam foliões a acompanharem Maestro Spok e Nena Queiroga passarem o som nesta quarta (7).Passagem de som atrai foliões para o Marco Zero (Foto: Marcus Andrey/G1)clima de tranquilidade e a ausência de multidão estimularam foliões de todas as idades a acompanharem a passagem de som no palco do Marco Zero, no Bairro do Recife, no Centro da cidade, nesta quarta (7). Grupos de amigos e famílias com crianças e idosos caíram na folia enquanto Maestro Spok e Nena Queiroga, uma das homenageadas do carnaval recifense neste ano, passavam o som para a apresentação da abertura oficial da festa, na sexta (9). (Veja vídeo acima)
Moradora da comunidade do Pilar, no Centro do Recife, a dona de casa Ana Paula Leite manteve a tradição de trazer os filhos pequenos para acompanhar a passagem de som no palco do Marco Zero. Acompanhada da irmã e também de dois sobrinhos, ela diz se sentir mais segura na ausência de multidão para estimular nos filhos o gosto pelo carnaval.
"Todo ano a gente vem. Nesse horário, dá para trazer o meu filho mais novo no carrinho. A gente só volta para casa quando as crianças ficam com sono", conta a foliã. Foi essa tranquilidade que também atraiu a estudante de turismo Vitoria Pessoa e um grupo de amigos, todos moradores da Várzea, na Zona Oeste do Recife, para se divertir no Marco Zero antes de o carnaval começar de fato.            "Viemos só para ver a passagem de som do Maestro Spok e de Nena Queiroga porque dá para aproveitar melhor sem multidão, com mais segurança e comodidade. Dá até para comprar um lanche ou uma água sem tumulto", resume.   Grupo de amigos da Várzea, no Recife, aproveita a passagem de som no Marco Zero (Foto: Marcus Andrey/G1)Grupo de amigos da Várzea, no Recife, aproveita a passagem de som no Marco Zero (Foto: Marcus Andrey/G1)
Os mesmos motivos também levaram Adla Gomes e Karine Maria a acompanhar a passagem de som no Marco Zero. "Eu vim de Água Fria só para ouvir a passagem de som de Spok porque é mais alegre, dá pra dançar sem empurra-empurra. Estamos adorando", conta Adla.
A aposentada Vera Moura, moradora da Tamarineira, elogiou o clima no Marco Zero. "É muito melhor aproveitar o carnaval sem calor e sem desconforto, por isso costumo vir para a passagem de som e só vou embora quando acaba", ressalta a foliã.

Nenhum comentário:

Postar um comentário