PELA JANELA, filme da estreante CAROLINE LEONE, entra em cartaz no dia 18 de janeiro

Segundo o site TROMBONE COMUNICA Carol Moraes: Magali Biff e Cacá Amaral são os protagonistas do longa que estreia nos cinemas dentro do Projeto Sessão Vitrine PetrobrasA imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, em pé e textoFOTOS | Cartaz: goo.gl/iXavYW
TRAILER: http://youtu.be/8ILOzEY7P2g
TRECHOS: http://goo.gl/1svDft

Interessados em assistir ao filme e/ou agendar entrevistas com a equipe, por favor, enviar email para carolmoraes.assessoria@gmail.com    
PELA JANELA, primeiro longa da cineasta Caroline Leone, conta a história de Rosália, uma operária de 65 anos que dedicou a vida ao trabalho em um fábrica de reatores da periferia de São Paulo. Ela é demitida, e, deprimida, é consolada pelo irmão José, que resolve levá-la a Buenos Aires em uma viagem de carro. Na viagem, Rosália vê pela primeira vez um mundo desconhecido e distante de sua vida cotidiana, iniciando uma jornada de libertação e transformação interior.
Produzido por Sara Silveira e Maria Ionescu, da Dezenove Som e Imagens, em coprodução com a argentina Rizoma Films, PELA JANELA é um filme de estrada, rodado entre São Paulo e Buenos Aires. O longa participou de 18 festivais nacionais e internacionais em 2017.
PRÊMIOS
**FIPRESCI, prêmio da crítica internacional de cinema, no Festival de Rotterdam
**Prêmio especial do Júri Washington, DC International Film Festival
**Melhor filme no XIII Panorama Internacional Coisa de Cinema, que acontece em Salvador
**Melhor atriz (Magali Biff), melhor ator coadjuvante (Cacá Amaral) e melhor som no 12º Fest Aruanda do Audiovisual Brasileiro, em João Pessoa.
**Prêmio de Contribuição Artística | Ópera Prima, no 39º Festival Internacional del Nuevo Cine Latinoamericano – Havana
Diretora
Caroline Leone escreveu e dirigiu dois premiados curtas-metragens. Paralelamente aos seus trabalhos como diretora e roteirista, atua também como montadora. Seu primeiro curta, Dalva, viajou por mais de 20 festivais internacionais, além de ter conquistado prêmios como Melhor Filme Latino Americano no Festival Internacional de Bilbao e o Prêmio Revelação no Festival Internacional de São Paulo. Seu segundo curta Joyce, repetiu o sucesso do filme anterior, e participou de mais de 30 festivais, recebendo o prêmio de Melhor Filme de Curta-Metragem no Festival do Rio, entre outros.
Sobre a SESSÃO VITRINE PETROBRAS
Projeto de distribuição coletiva criado pela Vitrine Filmes, com o intuito de levar ao público um cinema de qualidade, original, que retrata a cultura do país e que se destaca nos principais festivais brasileiros e internacionais. Em 2017, a SESSÃO VITRINE PETROBRAS fica em cartaz permanentemente, com ingressos reduzidos de até R$ 12. Agora com um lançamento por mês e horários fixos em cinemas de mais de 20 cidades, com sessões diárias ou semanais, dependendo da demanda de cada praça. Tornando-se uma agenda cultural para o espectador, fortalecendo o circuito alternativo e investindo na formação de novas plateias.
Serviço:
Os ingressos são vendidos a preço reduzido, através da bilheteria ou "Cartão Fidelidade SESSÃO VITRINE PETROBRAS", que poderá ser adquirido no site do projeto. Valor máximo do ingresso: R$ 12 (inteira) / R$ 6 (meia) – variando de acordo com a cidade.
Mais informações sobre a SESSÃO VITRINE PETROBRAS:

Ficha Técnica
Brasil | Argentina, 2017, 84 min.
Roteiro e direção: Caroline Leone
Produção: Dezenove Som e Imagens (Brasil)/Sara Silveira e Maria Ionescu
Co-Produção: Rizoma Films(Argentina)/Hernán Musaluppi e Natacha Cervi
Produção Executiva: Maria Ionescu (Brasil) e Georgina Baisch (Argentina)
Direção de Fotografia: Claudio Leone
Montagem: Anita Remón (Argentina) e Caroline Leone
Direção de Arte: Juan Giribaldi (Argentina)
Figurinista: Cassio Brasil (Brasil) e Julieta Gantov (Argentina)
Direção de Produção: Cristina Alves
Diretor de Som: Martin Grignaschi (Argentina)
Som Técnico: Federico Billordo (Argentina)
Elenco Principal: Magali Biff (Rosália) e Cacá Amaral (José)
Distribuição: Vitrine Filmes

Produtora
DEZENOVE SOM E IMAGENS
A Dezenove Som e Imagens produziu alguns dos filmes de maior destaque na cinematografia nacional. Fundada em 1991 pelo cineasta Carlos Reichenbach e pela produtora Sara Silveira, a Dezenove conta, desde seu início, com a parceria de Maria Ionescu, executiva de todas as produções e coproduções realizadas pela empresa, que sempre marcou forte presença nos festivais nacionais e internacionais em seus 25 anos de vida.
Distribuição
VITRINE FILMES
Em sete anos, a Vitrine Filmes distribuiu mais de 70 filmes. Entre seus maiores sucessos estão Hoje Eu Quero Voltar Sozinho, que alcançou mais de 200 mil espectadores; O Som ao Redor, de Kleber Mendonça Filho, considerado pelo New York Times um dos melhores filmes de 2012; o americano Frances Ha, indicado ao Globo de Ouro em 2014; Califórnia, filme de estreia de Marina Person, selecionado para o Festival de Tribeca; Mãe Só Há Uma, de Anna Muylaert, diretora do premiado Que Horas Ela Volta?Aquarius, segundo longa de Kleber Mendonça Filho que competiu no Festival de Cannes e já levou 350 mil espectadores aos cinemas; e o documentário Cinema Novo, de Eryk Rocha, também selecionado para o festival.
Parcerias
O filme foi desenvolvido com a ajuda concedida pela Ibermedia e realizado com incentivo da ANCINE / FSA, BRDE, Secretaria do Estado da Cultura de São Paulo/Sabesp, Proac SP e Canal Brasil. E com a coprodução argentina, com apoio do INCAA.
TROMBONE COMUNICA
Margô Oliveira | 11 98457-0306
Carol Moraes | 11 97669-3437

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

General Heleno: “Vamos fechar o Congresso Nacional. Não existe nenhuma Democracia em nosso País mais.”

Noticia Urgente: Cantor Murilo Manoel de Moura sofre acidente de Moto e chega a óbito

Jovem morre em acidente de transito na PE 90 na cidade de Surubim