Manifestantes bloqueiam avenida no Centro do Recife para criticar possível reajuste de tarifa de ônibus

Segundo o site https://g1.globo.com/pe/pernambuco: Ato ocorreu na Avenida Guararapes, no fim da manhã desta sexta-feira (19). Ônibus ficaram retidos no cruzamento com a Rua do Sol.Manifestantes fecharam avenida para criticar o possível aumento de passagem de ônibus no Grande Recife (Foto: Wagner Sarmento/TV Globo)Manifestantes fecharam avenida para criticar o possível aumento de passagem de ônibus no Grande Recife (Foto: Wagner Sarmento/TV Globo)  Manifestantes interditaram parcialmente, no fim da manhã desta sexta-feira (19), a Avenida Guararapes, no Centro do Recife. A Frente de Luta Pelo Transporte Livre de Pernambuco promoveu o ato público para criticar o possível aumento do valor das passagens de ônibus na Região Metropolitana.
O protesto começou por volta das 11h30, de acordo com a Autarquia de Trânsito e Transportes Urbanos (CTTU). Uma hora depois, o ato foi encerrado. Os manifestantes bloquearam o sentido Centro/subúrbio. Eles levaram faixas com a frase "Aumento de passagem é roubo".
Cerca de 20 pessoas participaram do ato. Por causa da manifestação, ônibus ficaram retidos no cruzamento com a Rua do Sol. A Polícia Militar foi acionada para a companhar o protesto. Polícia Militar foi acionada para acompanhar a manifestação no Centro do Recife (Foto: Wagner Sarmento/TV Globo)Polícia Militar foi acionada para acompanhar a manifestação no Centro do Recife (Foto: Wagner Sarmento/TV Globo)

Na Justiça

A reunião do Conselho Superior de Transporte Metropolitano (CSTM), colegiado que define o reajuste do transporte coletivo no Grande Recife, foi marcada para a sexta-feira (12). Um dia antes, a Justiça de Pernambuco concedeu uma liminar e suspendeu a aplicação do aumento.
O encontro foi remarcado para esta sexta-feira (19), à tarde. O aumento das passagens não está na pauta da reunião do conselho, de acordo com a Secretaria das Cidades.
Na decisão, o juiz Djalma Andrelino, da 4ª Vara da Fazenda Pública de Pernambuco, reconheceu a necessidade de aprofundamento de estudos técnicos antes da discussão do conselho.
A decisão foi baseada em uma ação popular ajuizada contra a Agência de Regulação dos Serviços Públicos Delegados do Estado de Pernambuco (Arpe), o CSTM e no Consórcio de Transportes da Região Metropolitana do Recife.
Segundo os autores da ação popular, os aumentos nas tarifas de ônibus dos três últimos anos foram "feitos em descompasso com as regras que regem a política de tarifa das passagens, visto que teriam superado em muito o índice do IPCA [Índice de Preços ao Consumidor Amplo], que deveria ter sido aplicado".

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

General Heleno: “Vamos fechar o Congresso Nacional. Não existe nenhuma Democracia em nosso País mais.”

Noticia Urgente: Cantor Murilo Manoel de Moura sofre acidente de Moto e chega a óbito

Jovem morre em acidente de transito na PE 90 na cidade de Surubim