Brasileiro detido na Venezuela é libertado

Segundo o site https://oglobo.globo.com/mundo/brasileiro: Segundo fontes, Jonatan Moisés Diniz já embarcou em um avião neste sábado, rumo a MiamiRIO e BUENOS AIRES — Após quase dez dias detido em Caracas, o brasileiro Jonatan Moisés Diniz, de 31 anos, foi libertado neste sábado pelo governo venezuelano e já embarcou num voo rumo a Miami, onde vive. Ainda não foram divulgadas informações sobre os motivos que levaram à prisão do brasileiro e nem detalhes sobre a decisão de soltá-lo. A saída só foi possível graças aos “intensos esforços” dos ministério das Relações Exteriores através da embaixada e consulado em Caracas”, explicou uma fonte brasileira.

No Twitter, o chanceler brasileiro Aloysio Nunes confirmou a libertação: “O incidente envolvendo o brasileiro Jonatan Moisés Diniz foi encerrado, com sua expulsão da Venezuela”.
Ao GLOBO, a mãe de Jonatan, Renata Diniz, contou ter sido informada pelo Itamaraty que o filho havia sido solto. Muito emocionada, ela afirmou não ter informações sobre o estado de saúde dele e nem sabe quando conseguirá falar com o filho. Depois que chegar a Miami, Jonatan irá para o Brasil.

— Não sei muitos detalhes, mas o mais importante para mim era que ele saísse de lá, era o que mais interessava à família. Já chorei muito mas espero que essa situação toda passe — contou, aos prantos. — Estou com o telefone na mão aguardando notícias do Itamaraty a qualquer momento. Está sendo muito difícil.
Jonatan estava detido desde o fim do ano passado na sede central do Serviço Bolivariano de Inteligência (Sebin), na capital venezuelana. Esse foi o primeiro lugar onde as autoridades do consulado brasileiro procuraram Jonatan, mas num primeiro momento agentes do Sebin negaram que ele estivesse no local, chamado de “A Tumba” por ex-presos locais.
O governo brasileiro demorou mais de uma semana para descobrir que o brasileiro estava nesta espécie de prisão de máxima segurança do Sebin. Jonatan mora nos Estados Unidos e viajou para a Venezuela para fazer trabalhos de caridade. No dia de sua detenção, Diosdado Cabello, membro da Assembleia Nacional Constituinte e figura de peso dentro do chavismo, declarou publicamente que o brasileirto estava à frente de uma ONG chamada Time to Change the Earth que, de acordo com o dirigente chavista, servia de fachada para promover atividades contra o governo venezuelano nas redes sociais e nas ruas. O chavismo também o acusou informalmente de ser parte do grupo “Warriors of Angels” (Guerreiros dos anjos, em português) e um dos supostos delitos cometidos por Jonatan teria sido a publicação em redes sociais de imagens de protestos contra o governo Maduro.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

General Heleno: “Vamos fechar o Congresso Nacional. Não existe nenhuma Democracia em nosso País mais.”

Noticia Urgente: Cantor Murilo Manoel de Moura sofre acidente de Moto e chega a óbito

Jovem morre em acidente de transito na PE 90 na cidade de Surubim