quinta-feira, 2 de novembro de 2017

USAR PRONOME ‘ERRADO’ PARA SE DIRIGIR A UM TRANSGÊNERO RENDE MULTA E CADEIA NA CALIFÓRNIA

Segundo o site http://jornalnacao.com: Além da preocupação pela recuperação dos pacientes, os agentes de saúde da Califórnia agora terão de acompanhar as escolhas dos indivíduos transgêneros.
Jornal Nação  iniciando a mordaça na sociedade pelas primeiras pessoas que os transgêneros têm contato no decorrer de suas mudanças sexuais, os trabalhadores de saúde que, por qualquer alegação, usarem “propositalmente e repetidamente” o pronome ‘errado’ para se referir a pacientes transgêneros estão sujeitos a uma nova lei que prevê desde multa até prisão. O governador Jerry Brown sancionou o projeto de lei, proposto pelo Senado estadual. O autor da legislação, Scott Wiener é um ativista do movimento LGBT.  Multa e cadeia
Se denunciado, quem usar o pronome errado, “ele” ao invés de “ela” ou vice-versa, dependendo do caso, pode ser punido com multa de mil dólares, para réus primários e até um ano de prisão, em caso de reincidência.
O argumento de Wiener é que se trata de uma medida “antidiscriminação” às pessoas que não querem se identificar com o sexo de nascença. Mas em discurso, ele revelou a quem se destina, primordialmente, esta medida, “a religião não tem lugar na vida em espaço público”, afirmou Wiener.
Obviamente, grupos religiosos e os que lutam pela liberdade de expressão mostraram-se contrariados com a aprovação.        JORNAL NAÇÃO BRASIL                     

Nenhum comentário:

Postar um comentário