Câmara Municipal de Surubim

Câmara Municipal de Surubim
Câmara Municipal de Surubim

Israel espera iniciar normalização de relações com Arábia Saudita após visita de Biden

 Segundo o site https://www.folhape.com.br/noticias: Biden iniciará visitia ao país nesta quarta-feira (13)

Israel disse nesta terça-feira (12) que espera um "início" de normalização nas relações com a Arábia Saudita com a visita do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, àquela monarquia do Golfo.                          Biden deve fazer uma visita aos territórios palestinos e a Israel entre quarta (13) e sexta-feira (15), de onde voará diretamente para a Arábia Saudita, país que não reconhece oficialmente o Estado judeu.

"O fato de o presidente Biden voar diretamente da Arábia Saudita resume a dinâmica dos últimos meses. Há uma relação delicada, frágil, nova em muitos aspectos. Esperamos e agimos de tal forma que estes sejam os primeiros passos, o início de um processo de normalização", analisou um alto funcionário israelense a repórteres.

"Não podemos imaginar o futuro do Oriente Médio sem a normalização das relações entre Israel e todos os seus vizinhos, incluindo a Arábia Saudita", acrescentou o alto funcionário, que pediu anonimato.

Israel tem tratados de paz com o Egito (1979) e Jordânia (1994) e normalizou as relações em 2020 com os Emirados Árabes Unidos, Bahrein, Marrocos e em 2021 com o Sudão.                                              Nas últimas semanas, autoridades israelenses sugeriram medidas que podem ser anunciadas por Biden durante sua visita à Arábia Saudita.

Citaram que ambos os países poderiam, por exemplo, regularizar a situação de duas ilhotas estratégicas no Mar Vermelho, cedidas pelo Egito à Arábia Saudita em 2017.

As ilhotas de Tiran e Sanafir permitem o controle do acesso ao porto israelense de Eilat e, portanto, Israel deve dar luz verde a qualquer mudança no status dos territórios, conforme estabelecido no acordo de paz de 1979 entre o Egito e o Estado judeu.

Outra possibilidade é criar voos diretos entre Israel e Arábia Saudita para facilitar o acesso dos muçulmanos em Israel à peregrinação em Meca.      

Postar um comentário

0 Comentários