Reforço de alerta em Pernambuco; chuvas devem ser menos intensas que em temporal, diz Apac

 Segundo o site https://www.folhape.com.br/noticias: Precipitações desta quinta-feira (16) podem ter até 100 mm. Mata Sul e Agreste Meridional devem ser as áreas mais atingidas.

Após alguns dias de tempo menos carregado, inclusive, com sol na maior parte das horas, Pernambuco volta a entrar em alerta de chuva. A Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac) emitiu, para esta quinta-feira (16), um novo aviso meteorológico, com “estado de atenção”, válido para toda a faixa leste do Estado, mas, em especial, a Mata Sul e o Agreste.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) também prevê um “acumulado” de precipitações na região, com grau de “perigo”.                     Segundo o órgão estadual, a perspectiva é de chuvas moderadas a fortes, que podem ter até 100 mm - porém, com intensidade menor do que a do temporal na semana entre maio e junho -, ao longo de toda a quinta-feira. Já o instituto federal lançou um aviso de acumulado de chuva, com grau de severidade classificado em “perigo”, abrangendo toda a faixa litorânea de Pernambuco e Alagoas.


Também foi verificado um “potencial perigo” em partes da Zona da Mata, Agreste e Sertão dos dois estados, além do sul do litoral paraibano até João Pessoa.

Sistema frontal
De acordo com a Apac, o fenômeno que causa as chuvas de agora é o sistema meteorológico frontal. “O alerta engloba do Agreste à Região Metropolitana. Porém, esperam-se maiores acumulados entre a Mata Sul e o Agreste Meridional”, informa o meteorologista da agência Romilson Ferreira.

“O que nós temos é um canal de umidade, que foi provocado pela passagem de uma frente vinda do Sudeste, atingindo, principalmente, Alagoas, o Agreste Meridional e Mata Sul. E existe a possibilidade de ela se estender até a Região Metropolitana e Mata Norte”.

Ainda segundo o especialista, as precipitações atuais não têm relação com as Ondas de Leste, que devastaram a região no início do mês.

“Este é um sistema diferente, que pode provocar chuva com acumulados significativos. Mas aquele [das Ondas de Leste] foi muito intenso e provocou um acumulado muito grande em pouco tempo. E quanto menor o tempo, mais impacto ele causa. A gente não espera, nem de perto, neste momento, um evento que cause um volume daquele”, avalia o meteorologista.

Regime de prontidão
Diante do novo aviso emitido pela Apac, a Coordenadoria de Defesa Civil de Pernambuco (Codecipe) disse que se mantém em regime de prontidão e recomendou que os residentes de áreas próximas a encostas de morros ou beiras de rios se mantenham em alerta, especialmente, no turno da noite, quando há poucas condições de visibilidade, e deixem os locais ao menor sinal de perigo.

O órgão lembrou ainda que as pessoas devem evitar passar por ruas alagadas, onde há mais risco de afogamentos e choques elétricos.              Já a Defesa Civil do Recife informou que vai reforçar o plantão a partir de hoje. A população pode entrar em contato com o órgão pelo 0800.081.3400. A Central da Codecipe, que também funciona 24 horas, atende pelos telefones 199 ou 3181-2490.        

Postar um comentário

0 Comentários