Câmara Municipal de Surubim

Câmara Municipal de Surubim
Câmara Municipal de Surubim

Magnata é condenado no Egito a três anos de prisão por abuso de menores

 Segundo o site https://www.folhape.com.br/noticias: Empresário foi condenado por traficar e agredir sexualmente sete meninas menores de idade em um orfanato fundado por ele

Um tribunal egípcio condenou, nesta segunda-feira (23), o empresário Mohamed el-Amin a três anos de prisão por traficar e agredir sexualmente sete meninas menores de idade em um orfanato fundado por ele, informaram fontes judiciais à AFP.                                                          O magnata do mercado imobiliário e dos meios de comunicação foi detido em janeiro após ser acusado de violência sexual contra meninas em um orfanato de Beni Suef, cerca de 100 km ao sul de Cairo.

Amin, que era dono da rede de televisão CBC antes de sua venda em 2018, estava sujeito a até 25 anos de prisão. A sentença de três anos ainda pode ser apelada, indicou uma fonte à AFP.

O caso veio à tona depois que uma página do Facebook acusou Amin de abusar sexualmente das jovens.  

Durante as investigações, foram encontradas imagens no celular do empresário, segundo fontes judiciais. Além disso, foram gravados relatos das vítimas sobre as agressões e testemunhas “confirmaram os depoimentos das vítimas”, acrescentaram.                                                  A promotoria disse que as vítimas acusaram Amin de violentá-las regularmente. “Ele abusava de seu poder contra as meninas órfãs. As agredia sexualmente e ameaçava expulsá-las se o denunciassem”, afirmou.

No Egito, a legislação estabelece uma condenação máxima de 15 anos de prisão por agressão sexual. A pena mais leve prevista em lei é de três anos.

Porém, o código penal prevê uma pena mínima de sete anos se a vítima for menor de idade ou se o autor exercer poder sobre ela, com uma pena máxima de 25 anos se houver as duas condições.    

Postar um comentário

0 Comentários