Após participar de audiência, homem é morto em frente ao Fórum de Jaboatão dos Guararapes

 Segundo o site https://www.folhape.com.br/noticias: A Polícia Civil de Pernambuco (PCPE) informou que está investigando que o caso está sob o comando do Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP)

Um homem de 32 anos foi morto a tiros, nesta terça-feira (10)do lado de fora do Fórum de Jaboatão dos Guararapes, localizado no bairro de Prazeres, na Região Metropolitanda do Recife.

Segundo o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), o crime aconteceu após a vítima, que não teve o nome divulgado, participar de uma audiência no local. 

Ainda de acordo com o TJPE, uma viatura da Polícia Militar chegou a realizar o socorro, mas o homem não resistiu e morreu.                                Segundo a Polícia Militar de Pernambuco, informações preliminares apontam que a vítima respondia por homicídio e outros processos e era monitorado por tornozeleira eletrônica. "O crime teria sido cometido por dois homens em uma moto, que teriam se aproximado dele em uma parada de ônibus e efetuado disparos. Uma viatura do 6º BPM conduziu o ferido para o Hospital de Prazeres, mas ele não resistiu", diz a nota enviada pela PM. 

 

A Polícia Civil de Pernambuco (PCPE) informou que está investigando e que o caso está sob o comando do Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP).

A PCPE disse, ainda, que um inquérito policial foi instaurado para apurar o ocorrido, identificar a autoria e a motivação do crime.


Um homem foi assassinado, no final da manhã desta terça-feira (10/05), em frente ao Fórum Desembargador Henrique Capitulino, em Jaboatão dos Guararapes. Informações preliminares apontam que a vítima respondia por homicídio e outros processos e era monitorado por tornozeleira eletrônica. O crime teria sido cometido por dois homens em uma moto, que teriam se aproximado dele em uma parada de ônibus e efetuado disparos. Uma viatura do 6º BPM conduziu o ferido para o Hospital de Prazeres, mas ele não resistiu. A Polícia Civil ficará responsável pelas investigações para apontar a autoria e a motivação do crime. 


Postar um comentário

0 Comentários