Operação da Linha Centro do Metrô é retomada, mas volta para casa foi marcada por transtornos

 Segundo o site https://www.folhape.com.br/noticias: Devido à paralisação das atividades de todas as estações da linha desde às 5h, por conta de um problema técnico, muitos usuários tiveram que esperar os ônibus nos terminais integrados

A volta para casa de quem utiliza a Linha Centro do Metrô do Recife foi marcada por transtornos e longas esperas no início da noite desta quarta-feira (20). Devido à paralisação das atividades de todas as estações da linha desde às 5h, por conta de um problema técnico, muitos usuários tiveram que esperar os ônibus nos terminais integrados. A operação só voltou a funcionar às 20h.                                                          Em nota, a Companhia Brasileira de Trens Urbanos Recife destacou que "retomou a operação da Linha Centro hoje, 20, às 20h, após um dia de intenso trabalho das equipes de manutenção na busca de restabelecer a rede elétrica".

A companha pediu desculpas pelos transtornos. "Pedimos desculpas pelos transtornos e reiteramos nosso compromisso na busca de fornecer um transporte público de qualidade e segurança para toda população que precisa desse meio de deslocamento", disse. 

Transtornos

Com a interrupção do sistema, o Terminal Integrado Joana Bezerra, por exemplo, ficou superlotado. Filas imensas e pessoas apertadas dentro dos coletivos foram cenários vistos no local. 

O Eletricista Luiz Gonzaga, morador do município de Moreno, na Região Metropolitana do Recife (RMR), estava no Terminal Joana Bezerra à espera do ônibus da Linha Jaboatão/ Barro para voltar para casa por volta das 18h. O trabalhador utiliza a Linha Centro do metrô diariamente e se sente revoltado com a situação. Ele estava desde às 4h na rua. 

“Só tem um ônibus para chegar em Jaboatão. Isso é um absurdo, uma vergonha para a população. Cadê que o governo olha para uma situação dessa e o próprio superintende do metro não vê uma coisa dessa? Eu pego o metrô todos os dias. Estamos esperando que, pelo menos Deus, mande pelo menos um ônibus para a gente chegar em casa. Tem gente que mora em Vitória, Moreno, Bonança e não tem condições de pagar um Uber para chegar em casa. Ninguém resolve nada, é revoltante”, destacou o eletricista. 

Mirela Silva depende da Linha Centro duas vezes por semana. Ela também estava esperando o ônibus da Linha Jaboatão/ Barro no início da noite.   

“É um absurdo, porque a gente paga impostos altíssimos para chegarmos de um dia de trabalho e não termos o resultado esperado que é o conserto de um problema que começou no início da manhã. Estamos sofrendo e não é pouco, porque a fila está imensa, já faz mais de 45 minutos que estamos na parada esperando, já teve confusão e a gente fica nessa situação à mercê dos que estão à frente de tudo. A gente trabalha o dia todinho para chegar aqui, esperar na fila, em pé, no aperto e no calor”, destacou.    

Postar um comentário

0 Comentários