Centenas de pássaros caem mortos ao mesmo tempo no México; causa é desconhecida

 Segundo o site https://www.folhape.com.br/noticias: Imagens de câmeras de segurança mostram momento exato em que centenas de pássaros caem em cima de casas e no asfalto

As imagens de centenas de pássaros caindo no chão, ao mesmo tempo, tem chocado a internet nos últimos dias e intrigado autoridades e pesquisadores. O caso aconteceu na cidade de Cuauthémoc, em Chihuahua, no México, no dia 7 de fevereiro, mas as imagens com o momento exato do ocorrido viralizaram no último final de semana. Não há definição sobre o que pode ter causado a queda e a morte dos pássaros.    

Nas imagens, é possível ver que os pássaros sobrevoam casas de uma rua na região de Álvaro Obregón e subitamente caem por cima das casas e no asfalto. De acordo com moradores, por volta de 100 pássaros morreram no acidente. Outros pássaros conseguem retomar o vôo e deixam o local. 

O caso despertou curiosidade e espanto nas redes sociais, gerando comentários e diversas teorias sobre o que pode ter acarretado o incidente com as aves.                                                                                                   

Os pássaros são da espécie graúna-de-cabeça-amarela (Xanthocephalus xanthocephalus), uma ave migratória, que nesta época do ano, normalmente, visita o México, fugindo do frio dos Estados Unidos e do Canadá, onde naturalmente vive. 

Até o momento, as causas do incidente com os pássaros é desconhecida. De acordo com a mídia local, especialistas que estiveram no local do ocorrido apontaram que as aves podem ter caído por desorientação, que pode ser causada por alguma fumaça tóxica de chaminé, proveniente de alguma residência. Outra hipótese trabalhada é a de descarga elétrica, que pode ter atingido os pássaros enquanto descansavam em fios de alta tensão. 

As causas detalhadas só poderão ser descobertas por meio de uma necrópsia. No entanto, as autoridades estaduais e federais do México ainda não realizaram o exame.                   

Postar um comentário

0 Comentários