Câmara Municipal de Surubim

Câmara Municipal de Surubim
Câmara Municipal de Surubim

Milhares de pessoas fogem da erupção do vulcão Semeru, na Indonésia

 Segundo o site https://www.folhape.com.br/noticias: Atualmente não há fatalidades 

A erupção, neste sábado (4), do vulcão Semeru na ilha de Java (Indonésia) causou a fuga de milhares de pessoas nos arredores devido a nuvens de fumaça e cinzas que escureceram a área.

Atualmente não há fatalidades, informou a agência de controle de desastres. 

Equipes de resgate foram mobilizadas para evacuar os moradores diante do avanço da lava, que já destruiu uma ponte na área de Lumajang, no leste da ilha. 

"Muitas áreas ficaram na escuridão pelas cinzas vulcânicas", declarou o porta-voz desta agência, Abdul Muhari. 

"Estamos construindo abrigos em várias áreas de Lumajang", acrescentou. 

Um vídeo divulgado pela agência mostra moradores, incluindo muitas crianças, procurando refúgio após a erupção do monte Semeru às 15h00 locais (3h00 no horário de Brasília) deste sábado.        

As autoridades locais estabeleceram uma zona restrita de 5 quilômetros ao redor da cratera.

Este vulcão estava no segundo nível de alerta mais alto desde a grande erupção que ocorreu em dezembro de 2020, que obrigou milhares de pessoas a fugir.

O arquipélago indonésio está localizado no "Círculo de Fogo" do Pacífico, com quase 130 vulcões ativos devido ao encontro das placas continentais.

No final de 2018, a erupção de um vulcão no estreito entre as ilhas de Java e Sumatra causou um terremoto subaquático seguido de um tsunami que deixou mais de 400 mortos.                                                        902 evacuadas.

A agência indonésia responsável pela mitigação de desastres naturais, a BNPB, ainda procura por mais vítimas na região. A maior parte dos ferimentos causados pela erupção foram queimaduras.

Pessoas que estiveram nas vilas próximas ao vulcão descrevem casas e automóveis soterrados por cinzas, animais mortos e árvores caídas, bloqueando a passagem em estradas. A queda de uma ponte em meio ao desastre estaria dificultando os procedimentos de evacuação e resgate, informou a BNPB. Abaixo, veja uma gravação que mostra uma vila após a passagem da nuvem de cinzas:

Postar um comentário

0 Comentários