Header Ads Widget

header ads

Instituto do Fígado de Pernambuco é contemplado por programa do governo japonês

 Segundo o site https://www.folhape.com.br/noticias: Instituição recebeu doação para aquisição de um videoduodenoscópio

O Instituto do Fígado de Pernambuco (IFP) foi contemplado pelo Programa de Assistência a Projetos Comunitários e Segurança Humana (APC), iniciativa promovida pelo Governo do Japão e que oferece apoio a projetos propostos por organizações não governamentais e autoridades locais.                                                                                                              Por meio do Consulado Geral do Japão no Recife, o instituto recebeu, nesta quinta-feira (4), em cerimônia realizado na entidade japonesa, a doação de aproximadamente R$ 244 mil a serem utilizados na aquisição de um videoduodenoscópio, equipamento especialmente utilizado para o tratamento da saúde hepática.                                                                        A assinatura do contrato de doação contou com a presença da presidente do IFP, Leila Beltrão, e do cônsul-geral do Japão no Recife, Hiroaki Sano. “Foi muito relevante essa doação do consulado do Japão porque são programas sociais. E como o Instituto do Fígado é uma instituição voltada para o social, para o Sistema Único de Saúde, é uma oportunidade que nós tivemos de elaborar esse projeto para aquisição de um videoduodenoscópio”, destacou a presidente.

“Esse aparelho é importante para a realização de procedimentos e tratamentos, para pacientes com doenças do fígado, como por exemplo tumor no fígado, cálculo na vesícula, cálculo na via biliar. E até para alguns cálculos que obstruem e, com esse aparelho, você pode retirar sem precisar de cirurgia”, explicou.

Com 15 anos de atuação, o IFP atende a mais de mil pessoas mensalmente, a maioria delas de origem carente. “Em média, nós temos em torno de 1.200 a 1.500 consultas por mês. Já procedimentos cirúrgicos, nós temos em torno de 1.800 a 2.000 ao mês”, comentou Leila.

Além dos profissionais diretamente ligados à saúde do fígado, o instituto dispõe de uma equipe multidisciplinar que inclui, por exemplo, nutricionistas, assistentes sociais, psicólogos e farmacêuticos.                        Como destaca a presidente do IFP, a doação concedida pelo programa também funcionou como um reconhecimento pelos serviços prestados à população: “Foi muito gratificante para nós termos sido selecionados. É sempre bom a gente ter esse reconhecimento que a gente lida com o lado social, atuando para quem mais precisa”, frisou.               


Postar um comentário

0 Comentários